Lançamento da Nota Técnica “Descarbonização do Setor de Transporte Rodoviário - Intensidade de carbono das fontes de energia”.

​O foco deste estudo circunscreve-se aos avanços da intensidade de carbono dos combustíveis que compõem as projeções de demanda elaboradas pela EPE para o PDE 2031, considerando a Política Nacional de Biocombustíveis – RenovaBio. O período de análise considera o horizonte até 2032, para os energéticos que podem ser utilizados no setor de transporte rodoviário, que são gasolina C (gasolina A e etanol anidro), etanol hidratado, diesel B (óleo diesel e biodiesel), gás natural veicular, biometano e eletricidade. Os resultados serão apresentados para os anos 2019, 2020, 2027 e 2032. Esses dois últimos anos foram selecionados por serem marcos do Programa Rota 2030. Uma análise similar foi conduzida para a gasolina e o diesel de referência.

Clique aqui e confira!

Notícias Relacionadas

EPE publica o Informe de Monitoramento da Política de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural

24/11/2022 - A EPE divulga a atualização do Informe de Monitoramento da Política de E&P, baseado na Resolução nº 17 de 8 de junho de 2017 aprovada pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), que estabelece, por fim, a nova Política de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural, que define suas diretrizes e orienta o planejamento e a realização de licitações.

EPE divulga nova versão da Nota Técnica - Dados de entrada para modelos elétricos e energéticos: metodologias e premissas

23/11/2022 - A nova versão desta Nota Técnica, elaborada como estudo de apoio ao PDE 2032, tem o objetivo de atualizar a metodologia e as premissas para obtenção de dados de geração representativos das usinas eólicas (onshore e offshore) e fotovoltaicas (centralizadas e flutuantes) para os estudos de planejamento da geração e transmissão realizados pela EPE.

Facilitar atração de investimentos no setor energético é o foco de acordo assinado entre ApexBrasil e EPE

18/11/2022 - No momento em que todos os olhares se voltam para as discussões ambientais e questões relacionadas a segurança e transição energéticas combinadas com a necessidade de segurança energética, o Brasil dá mais um passo para o aperfeiçoamento de seu sistema, que foi destino de cerca de 38% dos investimentos estrangeiros entre 2019 e 2021. Com o objetivo de ampliar os esforços conjuntos de atração de investimentos investimentos estrangeiros para impulsionar o setor de energia nacional, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) assinou na tarde do dia 9/11 um protocolo de intenções com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

EPE publica Nota Técnica - GNL de Pequena Escala: Estudo de caso no Brasil

18/11/2022 - Nesta nota técnica são abordados os principais projetos de GNL em pequena escala em operação e planejados no Brasil. Por meio de um estudo de caso na região Nordeste, são descritas as metodologias de dimensionamento das logísticas e dos custos para o modelo de negócio de GNL de pequena escala pelos modais rodoviário e aquaviário.

EPE divulga atualização do mapa de Prospectividade referente ao Zoneamento Nacional de Recursos de Óleo e Gás – Ciclo 2019-2021

17/11/2022 - Como parte do compromisso em fornecer informações atualizadas, capazes de orientar o desenvolvimento do setor energético brasileiro, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) apresenta Nota Técnica com a nova versão do mapa de importância petrolífera de área (IPA) do argumento Prospectividade, empregado no documento “Zoneamento Nacional de Recursos de Óleo e Gás – Ciclo 2019-2021”.