EPE publica estudo sobre a desigualdade do consumo residencial de energia elétrica brasileiro por classes de renda

​Para o planejamento da expansão da oferta de energia de um país, é preciso identificar as necessidades energéticas dos seus setores demandantes, incluindo o consumo dos segmentos produtivos e das famílias em relação aos diversos serviços energéticos por eles demandados. Quanto melhor o diagnóstico da situação atual, ou seja, quanto mais e melhor se conhece a demanda energética dos diferentes extratos de consumo, mais subsídios se tem para a elaboração de um planejamento energético cada vez mais adequado às reais necessidades da sociedade, contemplando ações e indicações de políticas públicas mais bem direcionadas.

O consumo de energia elétrica do setor residencial brasileiro reflete a grande desigualdade que marca historicamente o país. Para se ter uma ideia, estima-se um consumo residencial per capita anual variando de 371 KWh para a classe de menor renda (equivalente ao consumo residencial per capita do Marrocos) até 2.221 KWh (equivalente ao consumo residencial per capita do Japão) para a classe de maior rendimento em 2019, com 58% da demanda residencial de eletricidade no ano concentrada nas quatro faixas de menor renda (de até 5 salários-mínimos), que juntas representavam cerca de 78% dos domicílios nacionais em 2019.

A avaliação adicional do Índice de Gini Elétrico do setor residencial permitiu mensurar a evolução anual da desigualdade do consumo de eletricidade brasileiro pelos extratos de renda no período de 2005 até 2019, como pode ser constatado no Fact Sheet 'Consumo Residencial de Energia Elétrica por Classes de Renda'.

Acesse o workbook da publicação

Ouça também o podcast elaborado especialmente para essa publicação.


Notícias Relacionadas

Workshop sobre a 1ª Revisão Quadrimestral das Previsões de Carga para o PLAN 2024-2028

08/04/2024 - A Empresa de Pesquisa Energética – EPE, o Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE e promovem na próxima quarta-feira, dia 10 de abril, das 10h às 12h um Workshop para apresentação dos resultados da 1ª Revisão Quadrimestral das Previsões de Carga para o Planejamento Anual da Operação Energética – PLAN 2024-2028.

EPE, ONS e CCEE divulgam primeira revisão quadrimestral da previsão de carga

05/04/2024 - A Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Operador Nacional do Setor Elétrico (ONS), a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) divulgam, nesta sexta-feira (05), os dados da 1ª Revisão Quadrimestral das Previsões de Carga para o Planejamento Anual da Operação Energética - 2024-2028. Para o ano, o aumento previsto é de 3,8% na carga, atingindo o valor 78.814 MW médios.

Boletim Anual de Transmissão 2023

04/04/2024 - A EPE realizou em 2023 análises técnico-econômicas e socioambientais que resultaram na recomendação de diversos novos empreendimentos de transmissão de eletricidade. Essas futuras instalações irão agregar maior confiabilidade ao Sistema Interligado Nacional, aumentando a qualidade no atendimento elétrico aos consumidores brasileiros.

EPE esteve presente na cerimônia de assinatura dos contratos de concessão do Leilão de Transmissão n° 002/2023

04/04/2024 - Nessa quarta-feira, 03/04/2024, foram assinados os contratos de concessão dos lotes licitados no Leilão de Transmissão n° 002/2023. A cerimônia foi realizada em Brasília, com a presença do Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, além de outras autoridades do Governo Federal, da ANEEL e das Transmissoras vencedoras do leilão.

Resenha Mensal: consumo de eletricidade cresceu 8,0% em fevereiro e registra o quarto maior consumo mensal de toda a série histórica. O fevereiro mais longo este ano influenciou parcialmente os resultados

28/03/2024 - A mais recente edição da Resenha mostra que O consumo nacional de energia elétrica foi de 46.314 GWh em fevereiro de 2024, alta de 8,0% comparado a fevereiro de 2023. Este foi o quarto maior consumo mensal de toda a série histórica desde 2004.