EPE publica a edição de junho de 2022 das Perspectivas para o Mercado Brasileiro de Combustíveis no Curto Prazo

O mercado brasileiro de combustíveis líquidos iniciou 2022 com resultados positivos, com aumento de 2,2% nos meses de janeiro a abril em relação ao mesmo período do ano anterior. Esse crescimento tem sido alavancado principalmente pelas vendas de óleo diesel, gasolina C e querosene de aviação.

A demanda seguirá sua trajetória de recuperação ao longo de 2022, retornando aos níveis de 2019 possivelmente em 2023 devido, em grande parte, ao aumento dos preços e às mudanças nas expectativas de crescimento econômico.

Nesta edição de junho, a EPE projeta crescimento para 2022 de 0,8% nas vendas de óleo diesel, de 0,2% nas vendas de gasolina C, de 2,0% nas vendas de etanol hidratado, de 21% nas vendas de QAV, e as de GLP se mantêm.

Apesar da estiagem que afetou a Região Sul neste início de ano, a projeção de crescimento da safra brasileira de grãos 2021/2022 é de 5,7% em comparação à safra 2020/2021. As terras cultivadas e a produção devem aumentar, devido, principalmente, à dinâmica favorável das exportações e ao clima da região Centro-Oeste. O incremento da atividade econômica do País, associado ao saldo de maior movimentação no transporte rodoviário de cargas contribuirão para um novo recorde na demanda de diesel em 2022.

Para os combustíveis do ciclo Otto, a EPE considera que a tendência de crescimento da mobilidade urbana no Brasil se manterá no curto prazo. Estima-se, ainda, uma perda gradual de participação da gasolina para o etanol hidratado no mix de combustíveis ao longo deste ano.

O setor de aviação tem sido prejudicado pelo aumento dos preços, desvalorização do real e menores previsões de crescimento e emprego. Esses pontos afetam principalmente os voos internacionais, sendo que os nacionais devem atingir os níveis pré-pandemia até o final de 2022. Apesar da conjuntura, a demanda total vem crescendo, e deve atingir os níveis de antes da pandemia até o final de 2023.

A demanda de GLP diminuiu em relação aos valores registrados em 2021. O aumento dos preços e o retorno ao trabalho presencial, o que reduz a cocção residencial, são pontos que contribuem para esse resultado. No entanto, os programas de transferência de renda e o aumento do emprego, principalmente no setor de serviços, compensam parcialmente a redução potencial. Assim, diante de um segundo semestre com expectativa de crescimento econômico e maior necessidade de consumo energético para cocção e calefação, a demanda de GLP deve permanecer no mesmo patamar de 2021.

Perspectivas para o Mercado Brasileiro de Combustíveis no Curto Prazo é uma publicação bimestral da EPE que apresenta projeções para as vendas mensais dos principais derivados de petróleo e biocombustíveis no Brasil. A publicação objetiva difundir informações, favorecendo a tomada de decisão no setor de energia.

Clique aqui e acesse o conteúdo completo da edição de junho de 2022.


Notícias Relacionadas

EPE recebe equipe de transição de governo

08/12/2022 - A Diretoria Executiva da EPE recebeu nesta terça-feira (06/12) em seu Escritório Central membros da equipe de transição de governo que têm atuado no tema Minas e Energia. Durante a reunião, que contou com a presença do Senador Jean-Paul Prates, a equipe manifestou interesse em conhecer os pontos de maior atenção a serem observados pela transição de governo.

Lançamento do Plano Indicativo de Gasodutos de Transporte 2022

06/12/2022 - O Plano Indicativo de Gasodutos de Transporte (PIG) se insere no conjunto de estudos elaborados pela EPE com o objetivo de subsidiar o planejamento do setor de gás natural brasileiro, no sentido de apresentar oportunidades de investimentos em gasodutos de transporte no País. Os projetos indicativos, apresentados em nível conceitual, permitem ampliar a capacidade e aumentar a segurança de suprimento de gás natural no País. Estas alternativas possibilitam a conexão de novas ofertas ao Sistema de Transporte de Gás Natural (STGN), a conexão do STGN a novas áreas ainda não atendidas por gás natural e a conexão de ofertas e demandas isoladas entre si.

Boletim Trimestral de Consumo de Eletricidade – ANO III – Nº11

06/12/2022 - Nesta edição do Boletim Trimestral, são analisados os principais movimentos ocorridos de julho a setembro de 2022 nas classes de consumo industrial, residencial e comercial, bem como a sua associação com a conjuntura econômica verificada no período.

EPE publica nota técnica da revisão ordinária da garantia física de usinas hidrelétricas

05/12/2022 - O Ministério de Minas e Energia (MME) publicou, no dia 02/12/2022, a Portaria nº 709 GM/MME/2022 com os Valores Revistos de Garantia Física de Energia das Usinas Hidrelétricas Despachadas Centralizadamente no Sistema Interligado Nacional, para início de vigência em 1° de janeiro de 2023.

Webinar Eficiência Energética: Ações norteadoras para as edificações brasileiras

01/12/2022 - No dia 08 de dezembro, a EPE promoverá um webinar com o objetivo de apresentar proposta de ações norteadoras para o aumento da eficiência energética nas edificações brasileiras, contribuindo para orientar a alocação dos investimentos nesse setor. Particularmente, busca identificar ações para aumentar a eficácia dos programas existentes, bem como mapear novos programas e mecanismos a fim de ampliar a eficiência energética e a competitividade da indústria nacional.