Simulador para Avaliação de Viabilidade de Ônibus Elétrico da EPE

A EPE divulgou em maio de 2019 a ferramenta de avaliação de viabilidade técnico-econômica de ônibus elétricos urbanos, que pode ser acessada aqui. Os ônibus elétricos podem ser uma alternativa ao uso dos ônibus a diesel convencionais nas cidades brasileiras. E por meio do simulador da EPE é possível analisar a adoção destes veículos em frotas municipais e ao sistema de transporte público rodoviário.

Recentemente o tema voltou a ser pauta, no programa do Fantástico (Globo) do dia 8 de setembro. A reportagem mostra a cidade de Shenzhen, no sul da China, que tem o objetivo de construir uma economia sustentável com a base de energia renovável. A alternativa foi substituir as frotas de ônibus convencionais por elétricos.

A necessidade de conversão para veículos "limpos" se faz presente devido a redução da emissão de gás carbônico e da poluição sonora, dos menores custos operacionais e de manutenção a longo prazo. “Transportes sustentáveis são essenciais para ações climáticas, mas também para proteger a saúde de cidadãos. Um ônibus elétrico pode evitar até 60 toneladas de emissões de carbono todos os anos." Informação divulgada em artigo da ONU.  

O simulador da EPE é destinado ao mercado e à sociedade de maneira geral. Ferramentas para a avaliação de alternativas tecnológicas não se resumem apenas a estimular a adoção de novas tecnologias. Elas buscam também identificar as principais variáveis envolvidas no uso de cada alternativa, e permitem ao usuário verificar a sua viabilidade técnico-econômica, reduzindo assim a assimetria de informação envolvida no problema.

No Brasil ainda não há uma previsão para que este novo modelo de mobilidade urbana desembarque. Mas o compromisso do país no Acordo de Paris é de conseguir reduzir as emissões de gás carbônico em 37% em relação às emissões de 2005. A data limite para isto é 2025, com o objetivo de reduzir 43% das emissões até 2030 e de promover medidas de eficiência, melhorias na infraestrutura de transportes e no transporte público em áreas urbanas. A EPE como uma think tank já deu o primeiro passo para esta nova realidade.

onibus-eletricos-01.png


Notícias Relacionadas

Presidente da EPE participa da webinar “ENERGY TechTalks: a tecnologia construindo o setor elétrico do futuro”

03/07/2020 - Na última quarta-feira, dia 01 de julho, o presidente da EPE, Thiago Barral, participou como debatedor na webinar “ENERGY TechTalks: a tecnologia construindo o setor elétrico do futuro”.

EPE prorroga o trabalho remoto até 31 de dezembro.

01/07/2020 - A EPE informa que prorrogou o regime de trabalho remoto em caráter excepcional até 31/12/2020, em razão da evolução dos casos de Covid-19. A decisão foi tomada em reunião de Diretoria Executiva no dia 29 de junho de 2020, após avaliação de custos, riscos e benefícios de um retorno em mais curto prazo.

Diretora da EPE participa, como palestrante, da Webinar “Perspectivas para o Mercado de Combustíveis no Brasil pós-Covid-19”

30/06/2020 - Iniciativa da FGV Energia, a webinar tratou sobre as perspectivas para o Mercado de Combustíveis no Brasil pós-Covid-19 e ocorreu na última segunda-feira, dia 29/06. A diretora de Estudos sobre o Petróleo, Gás e Biocombustíveis da EPE, Heloísa Borges, foi uma das palestrantes, junto com diversos outros especialistas da área.

Resenha Mensal: o consumo de energia elétrica, em maio, totalizou 36.051 GWh

30/06/2020 - Em maio de 2020, o consumo de energia elétrica no Brasil totalizou 36.051 GWh, demostrando recuo de 11% sobre igual mês de 2019. O consumo acumulado em 12 meses alcançou 474.037 GWh, registrando uma variação negativa de 1,1%.

Diretora de Estudos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis da EPE participa do EPBR Offshore Week - Workshop | Os caminhos para o gás offshore no Brasil, com EPE

27/06/2020 - Na última quarta-feira, dia 24/06, a diretora de Estudos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis da EPE, Heloísa Borges Esteves, participou do Workshop “EPBR Offshore Week – Os caminhos para o gás offshore no Brasil”.