MME e EPE publicam Relatórios R1 do “Estudo de Escoamento de Geração da Região Nordeste – Volumes 2 e 3: Áreas Norte e Leste” e “Estudo de Expansão das Interligações Regionais – Parte II: Expansão da Capacidade de Exportação da Região Norte/Nordeste"

Foram finalizados em março de 2022 os Volumes 2 e 3 do relatório R1 do "Estudo de Escoamento de Geração da Região Nordeste", referentes às áreas Norte e Leste dessa região, bem como o relatório R1 do "Estudo de Expansão das Interligações Regionais – Parte II", elaborados pelas equipes da Superintendência de Transmissão de Energia (STE) e da Superintendência de Meio Ambiente (SMA) da EPE.

Os Volumes 2 e 3 apresentam o conjunto de reforços estruturais recomendados para as Áreas Norte e Leste da região Nordeste e, em conjunto com os reforços no Volume 1, permitirão solucionar as restrições locais para conexão de futuros projetos de geração, aumentar a confiabilidade no atendimento à carga e, em sintonia com as recomendações do Estudo de Expansão das Interligações Regionais, permitirão ampliar a capacidade de intercâmbio entre as regiões Norte/Nordeste e Sudeste/Centro-Oeste.

O Volume 2 trata apenas da expansão da Área Norte da região Nordeste, que avaliou especificamente a malha de transmissão que atende aos estados do Ceará e Piauí. Contudo, dada a magnitude do potencial previsto, a expansão recomendada nesse relatório contemplou a implantação de dois grandes eixos em 500kV interligando os estados do Ceará, Piauí, Maranhão e Tocantins, reforçando a interligação Norte-Nordeste e propiciando novos pontos de suprimento e subestações coletoras nos estados do Piauí e Ceará.

As instalações recomendadas no Volume 2 correspondem a um investimento total da ordem de R$ 6,8 bilhões, com aproximadamente 2.200km de novas linhas de transmissão nos níveis de tensão de 500kV e de 230kV, quatro novas subestações de Rede Básica em 500kV, além de expansões na rede existente.

Já no caso do Volume 3, que avaliou o sistema de transmissão dos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas, foram recomendadas expansões com investimentos da ordem de R$ 4,3 bilhões em novas instalações de Rede Básica, com aproximadamente 1500km de novas linhas de transmissão em 500kV e 230kV, 3 novas subestações de Rede Básica e reforços em instalações existentes.

Por sua vez, o Estudo de Expansão das Interligações Regionais – Parte II recomendou um conjunto de expansões na malha de 500kV das regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste bem como a implantação de um bipolo em corrente contínua em 800kVcc com extensão aproximada de 1440km e capacidade nominal de 5GW interligando as subestações Graça Aranha, no estado do Maranhão, à subestação Silvânia no estado de Goiás. Além disso, foram recomendados aproximadamente 1.990 km de novas linhas de transmissão no nível de tensão de 500kV, em corrente alternada, e uma nova subestação de Rede Básica.

O volume total de investimentos associado a esse estudo é da ordem de R$ 21,3 bilhões de reais, sendo R$ 18,2 bilhões referentes a obras do horizonte determinativo.

Além dos reforços para a interligação entre os sistemas Norte/Nordeste e Sudeste/Centro-Oeste, previstos no referido estudo, ainda está prevista a recomendação de um segundo bipolo em corrente contínua, que está em fase de estudos e deverá ser divulgado pela EPE, a partir de julho de 2022, no relatório "Estudo de Expansão das Interligações Regionais – Parte III".

Com o total de obras recomendadas pelos estudos a capacidade de intercâmbio entre as regiões Norte/Nordeste e Sudeste/Centro-Oeste aumentará significativamente, passando de 17,5 GW, prevista para o ano de 2027, para aproximadamente 32 GW, até o ano 2030, viabilizando, assim, o escoamento de uma oferta de geração adicional da ordem de 32 GW nas regiões Norte/Nordeste.

O Ministério de Minas e Energia e a EPE realizaram um Webinar conjunto no dia 19/04/2022 com o objetivo de apresentar às associações, agentes de geração e transmissão e demais interessados, não apenas as premissas e a solução de planejamento recomendada no referido estudo, mas também o seu encadeamento com os demais estudos em andamento. (clique aqui para acessar o vídeo do Webinar). As apresentações realizadas nesse evento estão disponíveis neste link


Clique aqui para acessar os relatórios R1 na área arquivos você encontrará:

"Estudo de Escoamento de Geração da Região Nordeste – Volume 2: Área Norte":

"Estudo de Escoamento de Geração da Região Nordeste – Volume 3: Área Leste":

"Estudo de Expansão das Interligações Regionais – Parte II

STE.png

Figura: Traçado esquemático das linhas de transmissão avaliadas no Estudo de Escoamento de Geração da Região Nordeste Volumes I, II e III e Estudo da Ampliação das Interligações Regionais

Elaboração própria. 



Notícias Relacionadas

EPE divulga Caderno de Estudos de Geração e Transmissão de Energia Elétrica do ano de 2022

02/02/2023 - Rotineiramente a EPE publica uma série de estudos e pesquisas sobre geração e transmissão de energia elétrica, destinados a subsidiar o planejamento energético setorial. Alguns desses relatórios são de publicação periódica, como aqueles sobre os leilões de energia e de transmissão, enquanto outros buscam responder questões específicas, como aqueles sobre determinadas tecnologias.

MME e EPE publicam novo caderno do PDE 2032: Eletromobilidade

01/02/2023 - A eletrificação do transporte rodoviário no Brasil deve expandir-se continuamente ao longo da próxima década, avançando de forma significativa em certos nichos de aplicação. A penetração de motorizações alternativas no licenciamento de novos veículos semileves e leves, para uso com o transporte cargas, deve ser particularmente elevada, alcançando, em 2032, cerca de 20% para elétricos e 15% para híbridos. Contribuem para isso a eletrificação de nichos como da entrega em última milha, estimulada por compromissos ESG de grandes empresas, e por crescentes restrições às emissões e à circulação de veículos poluentes em áreas urbanas, principalmente metrópoles.

Resenha Mensal: O consumo nacional de energia elétrica foi de 43.347 GWh em dezembro de 2022, expandindo 1% em comparação com mesmo mês de 2021

31/01/2023 - A classe residencial (+4,6%) puxou a alta, seguida pela classe comercial (+1,7%), enquanto a indústria (-1,0%) experimentou retração no consumo. No acumulado em 12 meses o consumo nacional registrou 508.576 GWh, alta de 1,2% em comparação ao período imediatamente anterior.

EPE divulga Caderno de Publicações da EPE sobre Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis em 2022

31/01/2023 - Diante da grande quantidade de estudos realizados, este caderno serve de compêndio de todas essas publicações, apresentando um breve resumo de cada estudo, a data de publicação e o endereço eletrônico para acesso aos documentos completos. Busca-se assim uma transparência ativa e a divulgação dos diversos trabalhos produzidos pela EPE, contribuindo para a formulação de políticas públicas e a definição de diretrizes estratégicas no setor energético brasileiro.

MME e EPE publicam Sensibilidades e Análise Econômica para a Previsão da Produção de Petróleo e Gás Natural do PDE 2032

30/01/2023 - O caderno Sensibilidades e Análise Econômica para a Previsão da Produção de Petróleo e Gás Natural tem o objetivo de detalhar as previsões apresentadas no caderno anterior, discutir alternativas através da análise de sensibilidade para alguns tópicos e ressaltar aspectos econômicos.