EPE publica Nota Técnica sobre Hidrogênio Turquesa

​O hidrogênio é uma das possibilidades para auxiliar a transição energética necessária para mitigar os efeitos do aquecimento global. Atualmente, ele é utilizado em processos industriais e como combustível para foguetes e transporte, mas apresenta enorme potencial para o aquecimento, a iluminação de residências e a geração de eletricidade. O hidrogênio turquesa é produzido via pirólise do gás natural, tendo como subproduto o negro de fumo, uma forma sólida do carbono, e portanto, não emite CO2 para a atmosfera durante a sua produção. A nota técnica apresenta os processos de produção de hidrogênio turquesa, a produção e os aspectos logísticos do negro de fumo, exemplifica alguns projetos internacionais e descreve o estudo de caso com as estimativas de custo de uma planta de hidrogênio turquesa no Brasil em zona costeira e/ou dentro de complexos petroquímicos. Nota-se que a receita gerada pela venda do negro de fumo é um fator importante no aumento da viabilidade econômica do processo de produção do H2 turquesa. O hidrogênio também poderia ser usado na indústria brasileira para a produção e exportação de produtos de baixo carbono destinados aos mercados externos - que demandam e remuneram esse ativo ambiental. Vale ressaltar que os custos de produção e a demanda de negro de fumo e H2 são os principais fatores a determinar a capacidade de produção ideal e a localização das plantas.

O presente estudo é o quarto publicado pela EPE sobre o tema Hidrogênio e faz parte da parceria com o Programa de Energia para o Brasil (Brazil Energy Programme - BEP). Ele complementa as Notas Técnicas sobre Hidrogênio Cinza e Azul, que estão disponíveis no site da EPE. 

Nota Técnica sobre Hidrogênio Turquesa


Notícias Relacionadas

EPE marca presença no Seminário Nacional de Produção e Transmissão de Energia Elétrica

17/05/2022 - A EPE marca presença na 26ª edição do maior evento técnico do setor elétrico brasileiro, o Seminário Nacional de Produção e Transmissão de Energia Elétrica – SNPTEE, promovido pelo Comitê Nacional Brasileiro de Produção e Transmissão de Energia Elétrica – CIGRE-Brasil, que acontece entre os dias 15 a 18 de maio no Riocentro, Rio de Janeiro.

Sistemas Isolados - Planejamento do ciclo 2022

11/05/2022 - A Portaria MME nº 67/2018 estabelece que os Agentes de Distribuição dos Sistemas Isolados devem elaborar suas propostas de planejamento para atendimento aos seus mercados consumidores e encaminhá-las à EPE até o dia 30 de junho de cada ano. A EPE é responsável pela avaliação técnica destas propostas a fim de subsidiar a aprovação do planejamento pelo Ministério de Minas e Energia (MME).

EPE divulga Custos Marginais de Operação do Leilão de Energia Nova A-4/2022

09/05/2022 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE disponibiliza o conjunto dos Custos Marginais de Operação (CMO) que serão utilizados no cálculo dos valores esperados do Custo de Operação (COP) e do Custo Econômico de Curto Prazo (CEC) dos empreendimentos de geração termelétrica para o Leilão de Energia Nova A-4/2022.

EPE divulga Custos Marginais de Operação dos Leilões de Energia Nova A-5 e A-6 de 2022

09/05/2022 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE disponibiliza o conjunto dos Custos Marginais de Operação (CMO) que serão utilizados no cálculo dos valores esperados do Custo de Operação (COP) e do Custo Econômico de Curto Prazo (CEC) dos empreendimentos de geração termelétrica para os Leilões de Energia Nova A-5 e A-6 de 2022.

EPE participa de Workshop em celebração aos 60 anos do IEN

06/05/2022 - A Empresa de Pesquisa Energética, representada pelo seu Diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais, Giovani Vitória Machado, participou do Workshop - “Reatores de Pesquisa e de Potência no Brasil e no mundo e as Perspectivas da Energia Nuclear no Brasil”.