EPE participa do Workshop “Gás Natural da Amazônia - Garantia de Desenvolvimento Sustentável para o Estado”

O Workshop "Gás Natural da Amazônia - Garantia de Desenvolvimento Sustentável para o Estado" aconteceu dia 20 de agosto, em Manaus. O diretor de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis, José Mauro Coelho, e o superintendente de Petróleo e Gás Natural, Marcos Frederico Farias de Souza, representaram a EPE no seminário.

A mesa de abertura do evento teve a participação do diretor José Mauro (EPE), do diretor da ANP, José Cesário Cecchi, da diretora do Departamento de Gás Natural do Ministério de Minas e Energia, Symone Araújo, do deputado federal e presidente da Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados do AM, Silas Câmara, do governador do estado do Amazonas, Wilson Lima, e do vice diretor geral da Rosneft, Alexandre Quadrado. 

mesadeabertura.jpg

O superintendente Marcos Frederico (EPE), palestrou sobre o tema "Potencial Geológico da Bacia do Solimões". Durante a apresentação, Marcos Frederico apontou, dentre diversos assuntos, o "Zoneamento Nacional de Recursos de Óleo e Gás", especialmente a Bacia do Solimões, sua Importância petrolífera e seu potencial exploratório, além da Produção Potencial de Gás Natural dessa Bacia - cenário até 2030 e os principais Desafios para a Monetização do Potencial de Gás no Amazonas. Confira a apresentação aqui

Organizado pela Rosneft Brasil e o Governo do Estado do Amazonas, o workshop teve como objetivo discutir a modernização da exploração do Gás Natural do Amazonas, o Novo Mercado de Gás, o Acesso à Infraestrutura, o Potencial Geológico da Bacia do Solimões e o Projeto de Gás do Solimões. Em junho de 2019, a Rosneft e o Governo do Amazonas assinaram uma carta de intenções que concede ao Projeto de Gás do Solimões o status de prioritário para o Estado. O projeto tem diversos benefícios mapeados para a economia local, como o potencial de aumentar a arrecadação de tributos e a geração de milhares de empregos diretos e indiretos.

José Mauro.JPG

Notícias Relacionadas

EPE divulga resultado final do 8º Concurso Público e já pode contratar os aprovados.

29/06/2022 - A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) divulgou, no Diário Oficial desta quarta-feira (29/6), a homologação do 8º Concurso Público (edital nº 1/2022) para o provimento de 17 vagas imediatas e 119 em cadastro de reserva para os cargos de Analista de Gestão Corporativa e Analista de Pesquisa Energética.

Saiba o que muda na comunicação da EPE no período eleitoral

28/06/2022 - Atendendo à legislação eleitoral vigente e às instruções da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom), algumas restrições serão implementadas no site e nas redes sociais oficiais da EPE no período de Defeso Eleitoral que, de acordo com o Calendário Eleitoral, inicia em 2 de julho e encerra em 2 de outubro (podendo ser estendido até o dia 30 de outubro, no caso de eventual 2º turno), normas especiais relativas às ações de comunicação nos órgãos da Administração Pública federal devem ser observadas.

Leilão de Reserva de Capacidade na forma de Energia de 2022: EPE publica orientações para cadastramento

24/06/2022 - O Ministério de Minas e Energia publicou a Portaria Normativa nº 46/GM/MME, de 23 de junho de 2022, com as Diretrizes do Leilão de Reserva de Capacidade na forma de Energia, de 2022 (LRCE de 2022).

EPE lança o Informe Técnico – Atualização de Preços de Referência para Estudos de Planejamento: Data-Base Março de 2022

23/06/2022 - Este Informe Técnico tem o objetivo de disponibilizar uma versão atualizada do Banco de Preços de Referência de que trata a Resolução Homologatória ANEEL nº 2.514/2019 e a Resolução Homologatória ANEEL nº 2.549/2019 (data-base: julho de 2017) considerando a data-base de março de 2022.

Lançamento do Mapa Interativo dos Mandatos de Teor de Biocombustíveis no Mundo.

21/06/2022 - A EPE apresenta o Mapa Interativo dos Mandatos de Teor de Biocombustíveis no Mundo, uma aplicação online que mostra os percentuais de mistura mandatória de biocombustíveis líquidos para o setor de transportes em diversos países do mundo. A aplicação tem como objetivo ampliar o conhecimento sobre a participação da bioenergia no mundo, considerando sua diversidade e as oportunidades correlatas, como, por exemplo a diminuição das emissões de gases de efeito estufa.