Resenha Mensal: O consumo de energia elétrica no Brasil em junho totalizou 35.630 GWh

O consumo de energia elétrica no Brasil em junho totalizou 35.630 GWh, representando recuo de 7,3% em relação ao mesmo mês de 2019. O consumo acumulado em 12 meses alcançou 471.233 GWh, registrando uma variação negativa de 1,7%.

Todas as regiões do país apresentaram retração no consumo de eletricidade no mês, com destaque para as regiões Sudeste (-8,9%), Sul (-7,8%) e Nordeste (-6,7%), evidenciando o efeito ainda generalizado do distanciamento social devido à COVID-19 sobre a economia do país.

As classes Industrial (-9,4%) e Comercial (-21,4%) continuaram sendo as mais impactadas no mês. O consumo na classe Industrial registrou o pior junho de toda a série histórica monitorada pela EPE desde 2004, com recuo disseminado entre os segmentos industriais mais eletrointensivos do país.  Já a classe Comercial (-21,4%) registrou redução generalizada do consumo em todas as regiões do país.

A classe Residencial avançou 2,9% em junho anotando crescimento em todas as regiões. A taxa mais alta foi verificada no Norte (+6,2%), com grande contribuição do estado do Amazonas.

Quanto a modalidade de contratação de energia, tanto o mercado cativo (-8,0%) quanto o livre (-6,0%) assinalaram quedas no consumo de eletricidade em junho.

Clique nos links para acessar a Resenha Mensal e o Podcast com a Analista de Pesquisa Energética Lena Santini Souza Menezes Loureiro

Redes sociais.png

Notícias Relacionadas

EPE lança o Informe Técnico – Banco de Preços de Referência da ANEEL: Atualização dos Valores para a Data-Base Junho de 2020

21/10/2020 - Este Informe Técnico tem o objetivo de disponibilizar uma versão atualizada do Banco de Preços de Referência de que trata a Resolução Homologatória ANEEL nº 2.514/2019 e a Resolução Homologatória ANEEL nº 2.549/2019 (data-base: julho de 2017) considerando a data-base de junho de 2020.

Estudo de integração de fontes renováveis variáveis na matriz elétrica do Brasil será lançado em 30 de outubro

20/10/2020 - As fontes renováveis, principalmente a eólica e solar, têm uma participação cada vez mais elevada na matriz de geração de energia elétrica do Brasil. Suas características de sustentabilidade, custos competitivos e sem emissão de gases de efeito estufa impulsionam esta participação. Nesse contexto, o Ministério de Minas e Energia (MME), a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) coordenaram a elaboração de um estudo sob o tema: “Integração de Fontes Renováveis Variáveis na Matriz Elétrica do Brasil”.

EPE promoverá com a ANEEL workshop para esclarecer aspectos técnicos do Leilão de Transmissão 01/2020

20/10/2020 - O evento visa tirar dúvidas dos empreendedores e demais interessados no certame, além de alinhar conhecimentos sobre regras, condições e requisitos previstos no Edital.

EPE publica Balanço de Energia Útil para segmentos selecionados da Indústria

19/10/2020 - A EPE disponibiliza o "BEU Indústria: Segmentos Selecionados", atualização do Balanço de Energia Útil (BEU) para segmentos industriais selecionados, cobrindo os referentes a "Não-ferrosos e outros da Metalurgia”, “Alimentos e Bebidas”, “Cerâmica”, “Papel e Celulose”, “Química” e “Ferro-gusa e aço”.

EPE publica Instruções para o Leilão dos Sistemas Isolados 2021

16/10/2020 - A Portaria MME nº 341/2020 definiu as Diretrizes para a realização do Leilão para Suprimento dos Sistemas Isolados de 2021. Nesse sentido, os empreendedores interessados em participar do certame deverão requerer o cadastramento e a habilitação técnica das Soluções de Suprimento, à EPE, até às doze horas do dia 04 de dezembro de 2020. O processo de cadastramento e entrega dos documentos será realizado por meio do Sistema AEGE, de forma exclusivamente on line.