Relatório do Estudo de Suprimento às Regiões de Açailândia, Buriticupu, Vitorino Freire e Dom Eliseu

O Relatório R1 EPE-DEE-RE-022/2021-rev0 recomenda um conjunto de reforços estruturais para atendimento às regiões de Açailândia, Buriticupu e Vitorino Freire, no estado do Maranhão e Dom Eliseu no estado do Pará. O suprimento elétrico dessas regiões é realizado atualmente por sistemas com características radiais, com elevada extensão e que se originam das subestações de fronteira de Imperatriz, Miranda II,  Marabá e Peritoró. Tendo em vista a expectativa de crescimento do mercado, tornou-se necessário avaliar alternativas de expansão das instalações de Rede Básica e Rede de Distribuição que possam prover um suprimento adequado aos consumidores atendidos pelas distribuidoras Equatorial Pará e Equatorial Maranhão. 

A expansão recomendada nesse estudo contempla a implantação de diversas instalações dentre as quais destacam-se a implantação dos novos pátios de 230 kV e 69 kV na SE Açailândia e duas novas subestações de fronteira denominadas SE Dom Eliseu II 230/69 kV e SE Santa Luzia III 500/230/138 kV. A SE Dom Eliseu II 230/69 kV se interligará ao SIN através da LT 230 kV Açailândia – Dom Eliseu II C1/C2, enquanto a nova SE Santa Luzia III 500/230/138 kV será integrada através do seccionamento da LT 500 kV Açailândia – Miranda II C1. 

O plano de obras da alternativa recomendada possui investimentos totais aproximados de R$ 1,138 bilhão, sendo R$ 782 milhões referentes a expansões em instalações de Rede Básica e Rede Básica de Fronteira e R$ 356 milhões em investimentos na Rede de Distribuição. 

As análises socioambientais efetuadas para a alternativa vencedora são apresentadas na Nota Técnica EPE-DEA-SMA 011/2020, a qual encontra-se anexa ao documento.

Clique aqui e confira!​

Notícias Relacionadas

EPE publica Estudo de Alternativas para Suprimento a Fernando de Noronha

06/12/2021 - Fernando de Noronha é um paraíso natural que atrai um grande número de turistas todo ano. A ilha é considerada um Sistema Isolado do ponto de vista elétrico, pois não está conectada ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Nesse sentido, a geração de energia elétrica no local é realizada a partir de uma usina termelétrica a óleo diesel. Conforme estudos de Planejamento dos Sistemas Isolados conduzidos pela EPE, a partir das informações disponibilizados pelas distribuidoras, está previsto um importante crescimento da carga da ilha nos próximos anos, o que deverá resultar na necessidade de expansão do atual parque gerador.

EPE é certificada no nível 2 no 5º ciclo do IG-SEST

02/12/2021 - Em cerimônia realizada ontem pelo Ministério da Economia, a EPE recebeu o certificado referente ao 5° Ciclo de avaliação do indicador IG-SEST. Dentre as 60 empresas estatais participantes, somente 31 foram certificadas. A EPE foi classificada no nível 2, com nota global 8,55. Além disso, a EPE obteve pontuações acima da mediana para todos os temas avaliados.

EPE e MME publicam o Caderno de Gás Natural do PDE 2031

01/12/2021 - No horizonte de 2021 a 2031, as previsões de oferta de gás natural no Brasil se mantiveram otimistas, dadas as perspectivas trazidas pelo Novo Mercado de Gás para o setor e o novo marco setorial consolidado com a Nova Lei do Gás e seu Decreto Regulamentador.

Resenha Mensal: O consumo de eletricidade no Brasil em outubro de 2021 apresentou recuo de 0,5% em relação ao mesmo mês de 2020

30/11/2021 - O consumo nacional de eletricidade em outubro foi de 42.621 GWh, recuo de 0,5% em comparação com mesmo período de 2020 e o primeiro mês em 2021 com retração, na comparação interanual. Ainda assim, outubro anota o segundo maior consumo de 2021. Responsável pela retração no mês, a redução do consumo nas residências superou a expansão no comércio e na indústria. O consumo acumulado em 12 meses totalizou 498.769 GWh, expansão de 5,1% comparado ao período anterior.

Webinar - Lançamento do Zoneamento Nacional de Recursos de Óleo e Gás Ciclo 2019-2021

30/11/2021 - O lançamento da sexta edição do estudo Zoneamento Nacional de Recursos de Óleo e Gás já tem data marcada: 13/12/2021, às 18h. O Estudo contínuo realizado em ciclos bianuais pela EPE, é uma importante ferramenta que apoia o Ministério de Minas e Energia (MME) na elaboração do planejamento energético, e completa em 2021, 10 anos de publicação.