MME e EPE publicam Cadernos de Preços Internacionais de Petróleo e de Derivados do PDE 2032

​O caderno de projeções dos preços internacionais de petróleo e o caderno de preços internacionais de derivados de petróleo, ambos como parte de estudo suplementar do Plano Decenal de Expansão de Energia 2032 (PDE 2032), foram elaborados pela Superintendência de Derivados de Petróleo e Biocombustíveis da EPE, em conformidade com diretrizes do MME.

O caderno de preços de petróleo aborda a conjuntura da indústria mundial, com destaque para oferta e demanda global; o histórico dos preços; e os impactos gerados pelo conflito sobre as exportações da Rússia e a produção de petróleo russo. A publicação também mostra as projeções de preços de petróleo no curto prazo e no horizonte decenal. Para o curto prazo, os destaques são a predisposição da Opep+ a regular o mercado, mudanças climáticas e transição energética, investimentos globais em upstream e disciplina financeira, preço real histórico do petróleo, estoques comerciais de petróleo e projeções para o petróleo Brent no curto prazo. Em relação ao próximo decênio, dentre outros aspectos, são abordados a transição energética e a demanda de longo prazo, a adoção de veículos elétricos e a escassez de minerais críticos, e a Covid-19 e seus impactos na oferta.

Já o caderno de preços internacionais de derivados apresenta dados sobre óleo diesel, querosene de aviação (QAV), gasolina, nafta, gás liquefeito de petróleo (GLP), óleo combustível, além da consolidação das projeções de preços de petróleo e derivados.

Acesse aqui lista de cadernos do PDE 2032.

 


Notícias Relacionadas

EPE publica o Informe de Monitoramento da Política de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural

24/11/2022 - A EPE divulga a atualização do Informe de Monitoramento da Política de E&P, baseado na Resolução nº 17 de 8 de junho de 2017 aprovada pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), que estabelece, por fim, a nova Política de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural, que define suas diretrizes e orienta o planejamento e a realização de licitações.

EPE divulga nova versão da Nota Técnica - Dados de entrada para modelos elétricos e energéticos: metodologias e premissas

23/11/2022 - A nova versão desta Nota Técnica, elaborada como estudo de apoio ao PDE 2032, tem o objetivo de atualizar a metodologia e as premissas para obtenção de dados de geração representativos das usinas eólicas (onshore e offshore) e fotovoltaicas (centralizadas e flutuantes) para os estudos de planejamento da geração e transmissão realizados pela EPE.

Lançamento da Nota Técnica “Descarbonização do Setor de Transporte Rodoviário - Intensidade de carbono das fontes de energia”.

23/11/2022 - O foco deste estudo circunscreve-se aos avanços da intensidade de carbono dos combustíveis que compõem as projeções de demanda elaboradas pela EPE para o PDE 2031, considerando a Política Nacional de Biocombustíveis – RenovaBio.

Facilitar atração de investimentos no setor energético é o foco de acordo assinado entre ApexBrasil e EPE

18/11/2022 - No momento em que todos os olhares se voltam para as discussões ambientais e questões relacionadas a segurança e transição energéticas combinadas com a necessidade de segurança energética, o Brasil dá mais um passo para o aperfeiçoamento de seu sistema, que foi destino de cerca de 38% dos investimentos estrangeiros entre 2019 e 2021. Com o objetivo de ampliar os esforços conjuntos de atração de investimentos investimentos estrangeiros para impulsionar o setor de energia nacional, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) assinou na tarde do dia 9/11 um protocolo de intenções com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

EPE publica Nota Técnica - GNL de Pequena Escala: Estudo de caso no Brasil

18/11/2022 - Nesta nota técnica são abordados os principais projetos de GNL em pequena escala em operação e planejados no Brasil. Por meio de um estudo de caso na região Nordeste, são descritas as metodologias de dimensionamento das logísticas e dos custos para o modelo de negócio de GNL de pequena escala pelos modais rodoviário e aquaviário.