EPE publica Avaliação das Capacidades de Escoamento do SIN

​A Empresa de Pesquisa Energética – EPE apresenta o Relatório EPE-DEE-RE-085/2022-rev0 – "Avaliação Prospectiva das Capacidades Remanescentes de Escoamento do SIN", que contempla uma avaliação prospectiva das margens de escoamento de energia da rede considerando as recomendações dos principais estudos de planejamento da transmissão emitidos até agosto de 2022, tendo por foco o período 2028-2029. Esse período foi selecionado por representar o período inicial da recomendação dos estudos de Escoamento da Geração da Região Nordeste (Volumes 1, 2 e 3) e de Expansão das Interligações Regionais (relatórios disponíveis neste link). Tais estudos recomendaram um conjunto de reforços sistêmicos que influenciam o desempenho elétrico de todo SIN e a avaliação das margens de escoamento que será proporcionada por essas ampliações traz uma perspectiva das margens futuras que estarão disponíveis no sistema.

Além disso, a EPE disponibiliza uma ferramenta interativa denominada Painel de Monitoramento da Capacidade de Escoamento do SIN, que sintetiza os principais resultados apresentados nesse relatório e pode ser acessado em uma nova área do site da EPE.

Acesse o Painel aqui


Notícias Relacionadas

EPE divulga Caderno de Estudos de Geração e Transmissão de Energia Elétrica do ano de 2022

02/02/2023 - Rotineiramente a EPE publica uma série de estudos e pesquisas sobre geração e transmissão de energia elétrica, destinados a subsidiar o planejamento energético setorial. Alguns desses relatórios são de publicação periódica, como aqueles sobre os leilões de energia e de transmissão, enquanto outros buscam responder questões específicas, como aqueles sobre determinadas tecnologias.

MME e EPE publicam novo caderno do PDE 2032: Eletromobilidade

01/02/2023 - A eletrificação do transporte rodoviário no Brasil deve expandir-se continuamente ao longo da próxima década, avançando de forma significativa em certos nichos de aplicação. A penetração de motorizações alternativas no licenciamento de novos veículos semileves e leves, para uso com o transporte cargas, deve ser particularmente elevada, alcançando, em 2032, cerca de 20% para elétricos e 15% para híbridos. Contribuem para isso a eletrificação de nichos como da entrega em última milha, estimulada por compromissos ESG de grandes empresas, e por crescentes restrições às emissões e à circulação de veículos poluentes em áreas urbanas, principalmente metrópoles.

Resenha Mensal: O consumo nacional de energia elétrica foi de 43.347 GWh em dezembro de 2022, expandindo 1% em comparação com mesmo mês de 2021

31/01/2023 - A classe residencial (+4,6%) puxou a alta, seguida pela classe comercial (+1,7%), enquanto a indústria (-1,0%) experimentou retração no consumo. No acumulado em 12 meses o consumo nacional registrou 508.576 GWh, alta de 1,2% em comparação ao período imediatamente anterior.

EPE divulga Caderno de Publicações da EPE sobre Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis em 2022

31/01/2023 - Diante da grande quantidade de estudos realizados, este caderno serve de compêndio de todas essas publicações, apresentando um breve resumo de cada estudo, a data de publicação e o endereço eletrônico para acesso aos documentos completos. Busca-se assim uma transparência ativa e a divulgação dos diversos trabalhos produzidos pela EPE, contribuindo para a formulação de políticas públicas e a definição de diretrizes estratégicas no setor energético brasileiro.

MME e EPE publicam Sensibilidades e Análise Econômica para a Previsão da Produção de Petróleo e Gás Natural do PDE 2032

30/01/2023 - O caderno Sensibilidades e Análise Econômica para a Previsão da Produção de Petróleo e Gás Natural tem o objetivo de detalhar as previsões apresentadas no caderno anterior, discutir alternativas através da análise de sensibilidade para alguns tópicos e ressaltar aspectos econômicos.