EPE publica as Notas Técnicas dedicadas ao Hidrogênio Cinza e ao Hidrogênio Azul

​O hidrogênio é o elemento mais abundante do universo; entretanto, raramente é encontrado em sua forma elementar na Terra, onde deve ser produzido a partir de uma matéria-prima contendo-o, mediante o consumo de energia. A produção de hidrogênio através de combustíveis fósseis apresenta-se como o principal processo para obtenção deste energético. O gás natural é a principal fonte utilizada, respondendo por aproximadamente 75% da produção mundial.

Os presente estudos são as primeiras Notas Técnicas da Diretoria de Estudos de Petróleo, Gás e Biocombustíveis com foco em produção de hidrogênio a partir de gás natural (Hidrogênio Cinza, Azul e Turquesa), já anunciado pela EPE. As notas dedicadas ao Hidrogênio Azul e Turquesa foram desenvolvidas através uma cooperação técnica entre a EPE e o BEP (Programa de Energia para o Brasil - da sigla em inglês) do governo britânico.

Os dois estudos publicados apresentam a produção de hidrogênio através do gás natural usando a tecnologia de reforma a vapor. A nota técnica com foco no hidrogênio cinza apresenta os principais aspectos técnicos, econômicos, logísticos, de segurança e estudos de caso desta rota que se apresenta como o estado da arte da produção atual de hidrogênio. Também está sendo publicada a nota técnica com foco  no hidrogênio azul que conta com a aplicação de captura de carbono, serão apresentados os aspectos da produção de hidrogênio a partir do gás natural e as técnicas de captura, armazenamento e utilização de carbono (CCUS) que visam à redução de emissões de dióxido de carbono oriundo do processo de produção do hidrogênio.

A última nota técnica dessa trilogia, dedicada ao hidrogênio turquesa, será publicada até o final do primeiro trimestre de 2022.

Acesse aqui as notas técnicas


Notícias Relacionadas

MME e EPE publicam Cadernos de Preços Internacionais de Petróleo e de Derivados do PDE 2032

27/09/2022 - O caderno de projeções dos preços internacionais de petróleo e o caderno de preços internacionais de derivados de petróleo, ambos como parte de estudo suplementar do Plano Decenal de Expansão de Energia 2032 (PDE 2032), foram elaborados pela Superintendência de Derivados de Petróleo e Biocombustíveis da EPE, em conformidade com diretrizes do MME.

EPE participa do Wind Energy Hamburg, uma das maiores feiras focadas em energia eólica no mundo.

27/09/2022 - Gustavo Ponte, Superintendente Adjunto, e Bernardo Folly, Superintendente da DEE,  participou hoje (27/09/2022) do Wind Energy, em Hamburgo. Promovido pelo Banco Mundial, GWEC, IFC e ESMAP, o evento tem a proposta de trazer discussões sobre a eólica offshore.

EPE irá participar do Rio Oil and Gas 2022

23/09/2022 - Entre os dias 26 à 29 de setembro, a EPE participará ativamente do Rio Oil and Gas 2022, evento realizado no Boulevard Olímpico, na Zona Portuária do Rio de Janeiro, e com transmissão online.

EPE publica o Boletim de Conjuntura da Indústria do Óleo & Gás do 1º semestre/2022

16/09/2022 - A publicação, que destaca os principais acontecimentos do 1º semestre de 2022, registra o histórico da indústria alemã de óleo & gás, mostra as reservas do país e a preocupação com a diversificação de sua matriz energética a fim de reduzir sua dependência de importação de combustíveis fósseis.

EPE irá participar do Brazil Windpower 2022

15/09/2022 - O presidente da EPE, Thiago Barral, o Diretor de Estudos de Energia Elétrica, Erik Rego, e o Superintendente Adjunto de Geração, Gustavo Ponte, irão participar do Brazil Windpower 2022, nos dias 19 e 20 de outubro, no São Paulo Expo.