EPE divulga estudo sobre demanda de energia e eficiência energética para condicionamento de ar

​A EPE desenvolveu um novo estudo para avaliar a demanda de energia para condicionamento de ar nas residências brasileiras e a eficiência energética alcançada. Em parceria com a Universidade Federal do ABC (UFABC) e apoio da FAPESP, a proposta deste exercício é analisar posses e hábitos dos equipamentos elétricos utilizados em domicílios, em conjunto ao cálculo de energia evitada, de forma a projetar a demanda de eletricidade dos condicionadores até 2036 e a eficiência de energia dos aparelhos em uso.

Para realizar as projeções de demanda de energia das residências nos estudos de planejamento, a EPE utiliza o Modelo de Projeção de Energia do Setor Residencial (MSR), que adota uma metodologia baseada na abordagem bottom-up, para os serviços energéticos relacionados à eletricidade, e uma top-down para as demais fontes de energia usadas nos domicílios nacionais. 

Neste Fact Sheet foi utilizado o MSR em conjunto com a ferramenta desenvolvida pela Universidade Federal do ABC (UFABC), a qual avalia os impactos regulatórios de políticas de eficiência energética para aparelhos de ar-condicionado de uso residencial.

Para o cálculo do ganho de eficiência energética, desenvolvido pela a UFABC, com apoio da FAPESP, utiliza-se um indicador que procura representar o quanto a tecnologia evolui ao longo dos anos e torna os aparelhos mais eficientes. Além disso, a ferramenta permite analisar a redução de emissões de gases de efeito estufa e calcular os impactos de políticas como índices mínimos de eficiência energética, etiquetas e selos.

O resultado do exercício apresenta projeções de consumo anual relativos a aparelhos de ar condicionado nas residências brasileiras, relacionadas a cenários de evolução de posse de equipamentos e de eficiência energética.  

 Acesse aqui a publicação

Notícias Relacionadas

MME e EPE publicam Cadernos de Preços Internacionais de Petróleo e de Derivados do PDE 2032

27/09/2022 - O caderno de projeções dos preços internacionais de petróleo e o caderno de preços internacionais de derivados de petróleo, ambos como parte de estudo suplementar do Plano Decenal de Expansão de Energia 2032 (PDE 2032), foram elaborados pela Superintendência de Derivados de Petróleo e Biocombustíveis da EPE, em conformidade com diretrizes do MME.

EPE participa do Wind Energy Hamburg, uma das maiores feiras focadas em energia eólica no mundo.

27/09/2022 - Gustavo Ponte, Superintendente Adjunto, e Bernardo Folly, Superintendente da DEE,  participou hoje (27/09/2022) do Wind Energy, em Hamburgo. Promovido pelo Banco Mundial, GWEC, IFC e ESMAP, o evento tem a proposta de trazer discussões sobre a eólica offshore.

EPE irá participar do Rio Oil and Gas 2022

23/09/2022 - Entre os dias 26 à 29 de setembro, a EPE participará ativamente do Rio Oil and Gas 2022, evento realizado no Boulevard Olímpico, na Zona Portuária do Rio de Janeiro, e com transmissão online.

EPE publica o Boletim de Conjuntura da Indústria do Óleo & Gás do 1º semestre/2022

16/09/2022 - A publicação, que destaca os principais acontecimentos do 1º semestre de 2022, registra o histórico da indústria alemã de óleo & gás, mostra as reservas do país e a preocupação com a diversificação de sua matriz energética a fim de reduzir sua dependência de importação de combustíveis fósseis.

EPE irá participar do Brazil Windpower 2022

15/09/2022 - O presidente da EPE, Thiago Barral, o Diretor de Estudos de Energia Elétrica, Erik Rego, e o Superintendente Adjunto de Geração, Gustavo Ponte, irão participar do Brazil Windpower 2022, nos dias 19 e 20 de outubro, no São Paulo Expo.