EPE divulga documento de perguntas e respostas sobre a Revisão Ordinária de Garantia Física das UHEs

​A EPE divulga documento de perguntas e respostas, destinado a sanar as dúvidas mais recorrentes acerca da Revisão Ordinária de garantia física de energia das usinas hidrelétricas despachadas centralizadamente.

O documento visa auxiliar os agentes do setor nas contribuições à Consulta Pública MME nº 132/2022, assim como na declaração dos novos valores de Taxa Equivalente de Indisponibilidade Forçada - TEIF e Indisponibilidade Programada - IP.

A Consulta Pública MME nº 132/2022, instituída pela Portaria nº 676/GM/MME, de 11 de agosto de 2022, está aberta até 29 de agosto de 2022 para recebimento de contribuições sobre a Revisão Ordinária de Garantia Física de Energia de Usinas Hidrelétricas Despachadas Centralizadamente.

No mesmo período, está aberto o prazo, pela Portaria nº 675/GM/MME, de 11 de agosto de 2022, para que os agentes declarem os novos valores de Taxa Equivalente de Indisponibilidade Forçada - TEIF e Indisponibilidade Programada - IP, conforme dispõe o art. 5º, § 1º, da Portaria Normativa nº 42/GM/MME, de 26 de abril de 2022, para fins de utilização na Revisão Ordinária de Garantia Física de Energia.

O documento está na lista de arquivos da referida consulta, nesta página 


Notícias Relacionadas

EPE divulga Caderno de Estudos de Geração e Transmissão de Energia Elétrica do ano de 2022

02/02/2023 - Rotineiramente a EPE publica uma série de estudos e pesquisas sobre geração e transmissão de energia elétrica, destinados a subsidiar o planejamento energético setorial. Alguns desses relatórios são de publicação periódica, como aqueles sobre os leilões de energia e de transmissão, enquanto outros buscam responder questões específicas, como aqueles sobre determinadas tecnologias.

MME e EPE publicam novo caderno do PDE 2032: Eletromobilidade

01/02/2023 - A eletrificação do transporte rodoviário no Brasil deve expandir-se continuamente ao longo da próxima década, avançando de forma significativa em certos nichos de aplicação. A penetração de motorizações alternativas no licenciamento de novos veículos semileves e leves, para uso com o transporte cargas, deve ser particularmente elevada, alcançando, em 2032, cerca de 20% para elétricos e 15% para híbridos. Contribuem para isso a eletrificação de nichos como da entrega em última milha, estimulada por compromissos ESG de grandes empresas, e por crescentes restrições às emissões e à circulação de veículos poluentes em áreas urbanas, principalmente metrópoles.

Resenha Mensal: O consumo nacional de energia elétrica foi de 43.347 GWh em dezembro de 2022, expandindo 1% em comparação com mesmo mês de 2021

31/01/2023 - A classe residencial (+4,6%) puxou a alta, seguida pela classe comercial (+1,7%), enquanto a indústria (-1,0%) experimentou retração no consumo. No acumulado em 12 meses o consumo nacional registrou 508.576 GWh, alta de 1,2% em comparação ao período imediatamente anterior.

MME e EPE publicam Sensibilidades e Análise Econômica para a Previsão da Produção de Petróleo e Gás Natural do PDE 2032

30/01/2023 - O caderno Sensibilidades e Análise Econômica para a Previsão da Produção de Petróleo e Gás Natural tem o objetivo de detalhar as previsões apresentadas no caderno anterior, discutir alternativas através da análise de sensibilidade para alguns tópicos e ressaltar aspectos econômicos.

EPE lança pacote em R epe4md destinado a realizar projeções de micro e minigeração distribuída no Brasil

27/01/2023 - A EPE inaugurou o GitHub da organização com seu primeiro produto de código aberto disponível para contribuições. O pacote em R epe4md é destinado a realizar projeções de micro e minigeração distribuída no Brasil, sendo utilizado pela EPE, por exemplo, nos estudos do Plano Decenal de Expansão de Energia.