Thiago Vasconcellos Barral Ferreira é o novo Diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais da EPE

Aos 34 anos, Thiago Vasconcellos Barral Ferreira é o novo Diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais da Empresa de Pesquisa Energética (EPE).  A nomeação ocorreu hoje, sexta-feira (02/02), por publicação de um decreto presidencial no Diário Oficial da União (DOU).

Natural do Rio de Janeiro, Barral é Bacharel em Engenharia Civil pela Universidade de Juiz de Fora e Mestre em Recursos Hídricos e Meio Ambiente pela Universidade do Rio de Janeiro (COPPE/UFRJ). Possui também pós-graduação em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Ingressou na EPE por concurso público como Analista de Pesquisa Energética há dez anos (2007) e, até esta data, ocupava o cargo de Superintendente de Projetos de Geração na Diretoria de Estudos de Energia Elétrica. Nesta área, coordenava uma equipe que atua em estudos de viabilidade e projetos das diversas fontes, tais como eólica, solar, hidrelétrica, biomassa, gás natural, carvão, etc., especialmente para fins de participação nos leilões de energia elétrica do Ambiente de Contração Regulada (ACR). Barral também vem se destacando na realização de diversos estudos técnicos para subsidiar a formulação e implementação de políticas energéticas pelo Ministério de Minas e Energia (MME).

O presidente da EPE, Luiz Augusto Barroso, comemorou a nomeação de Barral e declarou:  "tal como o Ministro Fernando, o Thiago é uma pessoa jovem, versátil, dinâmica e muito aberta ao diálogo. É prata da casa, com experiência e excelente formação técnica e multidisciplinar, que envolve, dentre muitas outras, energia, planejamento, economia, regulação, finanças e meio-ambiente, que são as expertises núcleo da Diretoria de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais. Ganha a EPE, ganha o MME, ganha o Brasil."

IMG_2866edit.jpg


Notícias Relacionadas

Projeções do setor já refletem sinais de recuperação da indústria

21/02/2018 - Demanda por energia em 2017 atingiu nível semelhante ao de 2014. Capacidade ociosa ainda é grande e há folga no sistema. Sobre este tema, o diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais, Thiago Vasconcellos Barral Ferreira, e a superintendente-adjunta de Estudos Econômicos, Carla Achão, foram entrevistados em reportagem especial do CanalEnergia.

José Mauro Ferreira Coelho, Diretor de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis é agraciado com a Medalha Tiradentes na Alerj

19/02/2018 - Instituída em 1989, láurea já premiou autoridades e personalidades políticas, diplomáticas e religiosas, além de empresas públicas e privadas. É a maior honraria concedida pela câmara fluminense, sendo a comenda mais importante do Poder Legislativo do Rio de Janeiro (ALERJ), destinada a premiar personalidades que tenham prestado relevantes serviços à causa pública.

Flexibilidade no sistema elétrico é tema de evento e publicação conjunta da EPE, MME e Ministério Alemão de Economia e Energia

02/02/2018 - A EPE e o MME, em parceria com o Ministério Alemão da Economia e Energia (BMWi), com o apoio da Agência Alemã para a Cooperação Internacional (GIZ) organizaram o Workshop " Untapping flexibility in power systems", com o objetivo de discutir estratégias para a garantia de flexibilidade operacional nos seus sistemas elétricos, especialmente diante do crescimento das fontes renováveis na matriz, notadamente a energia eólica e a solar fotovoltaica.

Empresa de Pesquisa Energética Recebe Projeto de Eficiência da Light

01/02/2018 - A Light está prestes a dar início à implantação do projeto de eficiência energética na Empresa de Pesquisa Energética (EPE) do Rio de Janeiro. As ações de modernização contemplam a aplicação de película nas janelas, a segregação de circuitos e a substituição de lâmpadas. A expectativa é que a fase de execução comece em fevereiro, de acordo com a empresa contratada JCL Engenharia.

Brasil toma a decisão política de ingressar à IRENA

18/01/2018 - A participação brasileira na IRENA contribuirá para a Plataforma Biofuturo, iniciativa do Ministério das Relações Exteriores (MRE), que conta com a participação do MME. As ações do MRE no campo internacional estão compatíveis com o Programa RenovaBio, que foi sancionado pelo Presidente da República em dezembro do ano passado.