Usinas Hidrelétricas Reversíveis (UHR): EPE publica nova versão das ferramentas para identificar locais promissores à implantação de UHR, agora permitindo execução em versões anteriores do ArcGIS

As UHR são constituídas por pelo menos um reservatório superior e um inferior, posicionados em diferentes elevações e horizontalmente próximos entre si que, interligados por um circuito hidráulico dotado de uma casa de máquinas, armazenam e geram energia elétrica. Desta forma as características topográficas são fundamentais para identificar locais promissores para a instalação destas usinas.

Visando uma busca sistemática e uniforme das melhores combinações de locais para os reservatórios em uma determinada área de interesse e considerando as facilidades proporcionadas pelos geoprocessamentos realizados nos programas de Sistema de Informação Geográfica (SIG), a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) desenvolveu as ferramentas GeoUHR I e GeoUHR II, ambas dentro do software ArcGIS, capazes de identificar e mapear os locais topograficamente favoráveis à implantação de UHR, de forma automática. A partir desses resultados, o interessado poderá efetuar a análise das opções mapeadas, avaliar outros aspectos específicos da área (socioambientais, acessos e outros), confirmar a potencialidade do local para se implantar a UHR, para então definir o arranjo geral e efetuar o pré-dimensionamento das obras e equipamentos.

A GeoUHR I identifica locais para UHR de circuito aberto e semiaberto, em que os dois ou um dos reservatórios (superior e inferior) são formados pelo barramento de cursos d'água, enquanto a GeoUHR II identifica locais para UHR de circuito fechado, em que os dois reservatórios estão fora de cursos d'água.

As ferramentas utilizam um Modelo Digital de Elevação (MDE) fornecido pelo usuário, e permitem a inclusão de outras camadas de informações georreferenciadas como áreas urbanas, áreas de proteção ambiental e reservatórios existentes, auxiliando a identificação dos locais mais interessantes às UHR. Além disso, permite que o usuário defina critérios de busca estabelecendo os parâmetros limite: a distância máxima (L) e o desnível mínimo (H) entre os reservatórios e a relação L/H máxima, sinalizadora da economicidade do arranjo.

Na versão 1.0 das ferramentas era possível as executar apenas nas versões 10.7 ou mais recentes do ArcGIS. Agora as ferramentas estão sendo lançadas na versão 1.1, que permite que elas sejam executadas em versões do ArcGIS, a partir da 10.5.1. Para utilizar as ferramentas na nova versão, basta fazer o download dos arquivos disponibilizados aqui, descompacta-los em uma pasta no diretório C: do computador e seguir as instruções de instalação e as orientações indicadas nos tutoriais para a execução.


Notícias Relacionadas

Resenha de Maio reflete impactos da pandemia da COVID-19

29/05/2020 - O consumo de energia elétrica na rede em abril apresentou retração de 6,6% em relação a igual período do ano anterior, refletindo os impactos da pandemia da COVID-19 nas classes de consumo, principalmente, nas classes comercial (-17,9%) e industrial (-12,4%).

EPE publica Instruções para Apresentação de Planejamento dos Sistemas Isolados

28/05/2020 - EPE publica a atualização das "Instruções para Apresentação de Proposta de Planejamento do Atendimento aos Sistemas Isolados". Nesse ciclo de 2020, assim como já realizado no ciclo anterior, as propostas deverão ser submetidas à EPE exclusivamente por meio do Sistema de Acompanhamento dos Sistemas Isolados – SASI, plataforma desenvolvida com o objetivo de automatizar e agilizar os processos de coleta e de análise dos dados de planejamento das distribuidoras.

Heloísa Borges Esteves é eleita Diretora de Petróleo, Gás e Biocombustíveis da EPE

25/05/2020 - A Empresa de Pesquisa Energética (EPE), anuncia a nomeação e posse de Heloísa Borges Esteves como Diretora de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis. Para assumir a nova função da EPE, ela deixa o posto que ocupava à frente da Superintendência de Promoção de Licitações da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Angela Regina Livino de Carvalho é eleita Diretora de Gestão Corporativa da EPE

25/05/2020 - A Empresa de Pesquisa Energética (EPE), comunica a nomeação e posse de Angela Regina Livino de Carvalho para a Diretoria de Gestão Corporativa da instituição. Angela atua desde 2005 na EPE, tendo ao longo dessa trajetória assumidos diversos desafios técnicos e gerenciais na organização. Angela assume a diretoria após um breve período em que o presidente Thiago Barral atuou como interino, após saída de Alvaro Pereira, antecessor nessa diretoria

Nota sobre o evento “Revisão Extraordinária da Carga”

15/05/2020 - Realizado na sexta-feira, 15 de maio, o evento discorreu sobre os impactos da pandemia de COVID-19 no consumo de energia elétrica e nos requisitos de geração do sistema elétrico. Contou com presença de profissionais da área de diferentes instituições especialistas no ramo, entre elas a EPE.