EPE Participa da Formulação do Programa “Novo Mercado de Gás”

Foram aprovadas pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) em 24 de junho de 2019 as diretrizes para a liberalização do mercado de gás natural. As diretrizes aprovadas são resultado do trabalho do Comitê de Promoção da Concorrência do Mercado de Gás Natural no Brasil, instituído pela Resolução n° 4 do CNPE em 09 de abril de 2019, do qual a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) fez parte, juntamente com o Ministério de Minas e Energia (MME), o Ministério da Economia (ME), a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

Em dois meses de trabalho foram mais de 40 reuniões, com participação de pelo menos 45 agentes de todos os segmentos: indústria, academia, reguladores, associações, representantes dos consumidores e representantes dos governos estaduais.  Além disso, foram recebidas 37 contribuições por escrito e conduzida uma Análise de Impacto Regulatório (AIR).

As diretrizes estabelecem quatro pilares:

Promoção da concorrência

Integração do gás natural com os setores elétrico e industrial

Harmonização das regulações estaduais e federal

Remoção das barreiras tributárias

Esta Resolução do CNPE estabelece um marco importante do Programa "Novo Mercado de Gás", de modo a tornar o preço do gás competitivo no Brasil, incentivando a retomada da atividade industrial em diversos setores, atraindo investimentos, gerando emprego e renda, possibilitando o surgimento de um ciclo virtuoso para a economia nacional.

A EPE participará do monitoramento da implementação dessas novas diretrizes, bem como dos seus resultados. A EPE também poderá apoiar as Unidades Federativas no aperfeiçoamento dos mercados na esfera das Companhias Distribuidoras Locais (CDL's) de gás natural, cuja regulação cabe aos Estados.

 Outras informações no site do MME

article (1).jpg

Foto: ASCOM/MME

Notícias Relacionadas

EPE organiza Workshop de Critérios de Garantia de Suprimento

18/07/2019 - O workshop aconteceu dia 17 de julho, no auditório do RB1, no Rio de Janeiro. O objetivo do evento oferecido pela EPE foi apresentar e discutir com os agentes uma proposta de revisão dos atuais critérios de garantia de suprimento, uma iniciativa que ocorreu no âmbito do GT Modernização do Setor Elétrico.

EPE realiza Seminário Sobre Indicadores de Eficiência Energética

18/07/2019 - Aconteceu dia 16 de julho o Seminário sobre Indicadores de Eficiência Energética organizado pela EPE. O evento ocorreu nas dependências da instituição, das 9h às 13h. A abertura do seminário contou com a participação do presidente da EPE Thiago Barral, da representante do Ministério de Minas e Energia (MME) Samira Souza, da representante da Internacional Energy Agency (IEA) Edith Bayer e foi mediado pelo superintende da EPE, Jeferson Soares.

EPE promove, em parceria com o IBP, a segunda edição do Ciclo de Debates para Transição Energética 2019

17/07/2019 - A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) promoveu, em parceria com o IBP, a segunda edição do Ciclo de Debates para Transição Energética 2019. O evento aconteceu no dia 02 de julho, no Prodigy Hotel, no Rio de Janeiro.

Por que queremos novos critérios de suprimento?

15/07/2019 - No próximo dia 17 de julho a EPE realizará no seu auditório um workshop para apresentar e discutir com os agentes uma proposta de revisão dos atuais critérios de garantia de suprimento. Essa iniciativa ocorrerá no âmbito do GT Modernização do Setor Elétrico e contará com transmissão pelo canal da EPE no Youtube. Esse workshop antecede a abertura de uma consulta pública sobre o tema. Mas afinal, do que se tratam, por que eles são tão importantes e o que se pretende com a sua revisão?

Contribua com o Relatório sobre Critério de Garantia de Suprimento

15/07/2019 - O Grupo Temático de Critério de Suprimento, coordenado pela EPE, elaborou um diagnóstico sobre a situação atual dos critérios de garantia de suprimento e propõe reflexões sobre a inclusão de novos atributos ao critério brasileiro.