Resenha Mensal: a demanda nacional apresentou retração de 0,4% em relação a julho de 2018.

A demanda nacional de eletricidade totalizou 38.265 GWh em julho, representando retração de 0,4% em relação ao mesmo mês de 2018.

Entre as regiões, o resultado negativo do Sudeste (-2,7%) puxou o desempenho do país. O maior avanço no consumo de energia elétrica no mês foi na região Norte (+6,1%), sobretudo em função da retomada gradual da metalurgia paraense (setor eletrointensivo). Centro-Oeste (+2,1%) e Nordeste (+2,4%) também  exibiram resultados positivos em julho.

Em relação às principais classes de consumo, apesar dos progressos de 1,2% nas residências e de 2,5% no comércio e serviços, o declínio de 3,2% na classe industrial foi determinante para o resultado do consumo do país. Entre os segmentos industriais, as maiores quedas foram no ramos químico (-13,0%) e de extração de minerais metálicos  (-11,1%).

No recorte cativo e livre, enquanto o mercado cativo caiu 0,9% em julho, o consumo de energia elétrica do mercado livre progrediu 0,4% no mês.

Ouça aqui o podcast deste mês com Lena Santini Souza Menezes Loureiros, Analista de Pesquisa Energética da Superintendência de Estudos Econômicos e Energéticos.

O arquivo deste mês e o infográfico seguem abaixo. 

Resenha Mensal - Agosto 2019

Infográfico Resenha Julho_19.png


Notícias Relacionadas

Workshop PDE 2030 traz informações sobre a perspectiva do setor de energia

15/04/2021 - O Workshop PDE 2030 aconteceu na última quarta-feira, dia 14 de abril, às 9h30, com o objetivo de apresentar os principais resultados do Plano Decenal 2030. Dentre as análises realizadas, o Plano Decenal 2030 traz um conteúdo sobre a ampliação, modernização e repotencialização do parque hidrelétrico e estratégias de operação de hidrelétricas em pauta à modernização do setor elétrico.

EPE publica síntese dos estudos cartográficos realizados no âmbito dos Estudos de Viabilidade da UHE Prainha

15/04/2021 - A usina hidrelétrica (UHE) Prainha é um dos aproveitamentos identificados nos Estudos de Inventário da bacia do rio Aripuanã, localizado no estado do Amazonas, com potência instalada estimada de 796 MW e um reservatório de 272 km². Entre os aproveitamentos identificados, esse é o que fica localizado mais a jusante na bacia hidrográfica e o que apresenta a maior energia firme

O Workshop “Consideração de Benefícios Ambientais no Setor Elétrico- está na hora de um Mercado de Carbono?” inicia série de debates públicos sobre a Lei n. 14.120/2021

14/04/2021 - Nesta última terça (13), às 9h, a EPE iniciou o Workshop “Consideração de Benefícios Ambientais no Setor Elétrico - Está na hora de um Mercado de Carbono?”. Trata-se do primeiro, de uma série de eventos que serão promovidos pelo Ministério de Minas e Energia e pela EPE, para discussões técnicas sobre os efeitos da Lei n. 14.120, de 01 de março de 2021

Empresa de Pesquisa Energética participou do lançamento do Programa de Transição Energética

09/04/2021 - Ontem, quinta-feira, 8 de abril, a Empresa de Pesquisa Energética participou do lançamento do Programa de Transição Energética, iniciativa de cooperação com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Centro Brasileiro de Relações Internacionais (CEBRI). O objetivo é desenvolver cenários para o Brasil até 2060, identificando estratégias efetivas para que o Brasil possa promover uma transição energética para a neutralidade de carbono.

Em direção à Licitação dos Volumes Excedentes ao Contrato de Cessão Onerosa – Sépia e Atapu

09/04/2021 - Na data de hoje (09/04), foram dados importantes passos na direção da realização da licitação dos volumes excedentes ao contrato de cessão onerosa para Sépia e Atapu: a divulgação das participações acordadas e homologadas pela ANP; e a assinatura do Acordo entre a PPSA e a Petrobras que define o valor da compensação.