Nota sobre o evento “Revisão Extraordinária da Carga”

​Realizado na sexta-feira, 15 de maio, o evento discorreu sobre os impactos da pandemia de COVID-19 no consumo de energia elétrica e nos requisitos de geração do sistema elétrico. Contou com presença de profissionais da área de diferentes instituições especialistas no ramo, entre elas a EPE.

O Presidente da EPE, Thiago Barral, deu início a participação da EPE, fazendo parte da abertura do evento. Ele destacou a importância de dar transparência a esse processo, ressaltando a parceria entre as instituições EPE, ONS e CCEE.

O Diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais da EPE, Giovani Machado fez a introdução da apresentação técnica da EPE relativa a cenário econômico e de consumo de eletricidade na rede. Ele contextualizou as incertezas acerca dos impactos da pandemia do COVID-19 na economia e da degradação das expectativas dos agentes desde a elaboração do cenário adotado na 1ª Revisão Quadrimestral, elaborado ao longo de março/2020. Ressaltou que espera-se que a crise epidemiológica dure 3 meses e que a recuperação econômica seja "entre V e U".

A analista de pesquisa energética da EPE, Lidiane Modesto, foi uma das palestrantes. Ela trouxe diversos dados relevantes e mostrou as expectativas do Cenário Econômico de 2020-2024 frente ao atual cenário de pandemia.

O Consultor Técnico, Arnaldo Junior, discursou sobre o Consumo na Rede em 2020. Citou estudos produzidos na DEA/SEE, como a nota técnica da metodologia da projeção da demanda de eletricidade, que se encontra no site da EPE. Além disso, falou sobre os impactos da crise relacionada ao confinamento até meados de junho sobre o consumo elétrico e a retomada suave esperada para o segundo semestre no ano de 2020. Por fim, citou as expectativas de evolução do consumo elétrico para os próximos anos e as diferenças com relação à projeção divulgada na 1ª Revisão Quadrimestral.

Acesse aqui as apresentações

Notícias Relacionadas

EPE divulga os Grupos de Estudos de Transmissão – GETs

14/01/2021 - Em atendimento às diretrizes do Art. 4º, § 3º, da Portaria MME nº 215/2020, a EPE divulga a seguir os Grupos de Estudos de Transmissão – GETs para funcionamento a partir de janeiro/2021. Poderão indicar representantes aos GETs os agentes que atenderem às regras dispostas no Art. 4º, § 2º, do normativo do MME.

Leilões de Energia Existente A-4 e A-5 de 2021: EPE inicia cadastramento e publica orientações

07/01/2021 - O Ministério de Minas e Energia publicou a Portaria MME nº 459/2020, alterando a Portaria MME nº 389/2019 com as Diretrizes dos Leilões de Compra de Energia Elétrica Proveniente de Empreendimentos Existentes Geração, denominados "A-4" e "A-5", de 2021. Poderão participar dos certames empreendimentos termelétricos a gás natural ou carvão mineral nacional, existentes e novos. Os empreendedores deverão cadastrar os projetos no Sistema AEGE e enviar os documentos necessários para habilitação na Empresa de Pesquisa Energética - EPE até às 12h do dia 01 de fevereiro de 2021.

EPE publica Nota Técnica sobre Precificação de Carbono

06/01/2021 - A EPE está articulada com o Ministério de Minas e Energia e o Ministério da Economia no sentido de avançar no tema como estratégia para transição do setor energético para uma economia de baixo carbono.

EPE publica estudo "Expansão da Capacidade de Transmissão da Região Norte de Minas Gerais"

04/01/2021 - O estudo recomenda reforços estruturais que ampliarão a capacidade de transmissão de energia do Sistema Interligado Nacional – SIN desde a região Norte de Minas Gerais até os principais centros de carga da região Sudeste.

EPE e MME divulgam caderno sobre a análise socioambiental da expansão do PDE 2030

04/01/2021 - O Caderno da Análise Socioambiental do Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE) 2030 apresenta um panorama das atividades e análises relativas ao tema Meio Ambiente no Plano. No Caderno, apresentam-se as premissas e etapas da análise socioambiental do PDE 2030 e os subsídios ambientais que auxiliaram na definição da expansão planejada para o horizonte decenal.