EPE publica o Boletim de Conjuntura da Indústria do Petróleo do 1º Semestre/2019

Preços, rupturas em determinados produtores, superávit americano, recorde de produção brasileira, investimentos e desinvestimentos.  O setor petrolífero no Brasil e no mundo.

O MME divulgou as ações prioritárias para este ano e diversos eventos relevantes contribuíram para o cumprimento dessa agenda. Destaca-se a criação dos programas Abastece Brasil e Novo Mercado de Gás, bem como a atuação do CNPE visando à realização do leilão do excedente da Cessão Onerosa e à definição de diretrizes para promoção da concorrência e atração de investimentos. Ademais, a produção nacional de petróleo atingiu o seu recorde histórico de 2,73 milhões b/d em maio. A seção Conjuntura Brasil do Boletim registra de forma sucinta essas e outras ações ocorridas no País ao longo do 1º semestre de 2019.

A oferta mundial de petróleo permaneceu acima da demanda, a despeito do agravamento da crise na Venezuela, das sanções ao Irã e dos cortes da Opep+. Nesse contexto, o continente americano voltou a ser exportador líquido de petróleo, em grande parte, devido ao crescimento da oferta não convencional dos Estados Unidos. Os preços do petróleo oscilaram entre US$ 53/b e US$ 75/b, encerrando o 1º semestre de 2019 em US$ 68/b. A seção Conjuntura Internacional consolida com objetividade a discussão da geopolítica do petróleo entre janeiro e junho. O Boletim também registra os principais fatos relevantes do período.

A Argentina foi o destaque da seção Panorama, que apresenta a evolução da indústria petrolífera neste país e os fatores mais importantes para essa trajetória. As descobertas de reservas não convencionais de elevado potencial, a demanda regional de hidrocarbonetos e a movimentação de leilões de blocos exploratórios representam perspectivas promissoras para o desenvolvimento da indústria petrolífera argentina.  


Notícias Relacionadas

Painel: Novo Mercado de Gás - Mossoró Oil & Gás Expo 2020

26/11/2020 - Heloisa Borges, Diretora de Estudos do Petróleo Gás e Biocombustíveis da EPE, palestrou ontem (25/11) no Painel: Novo Mercado de Gás, dentro da programação da Mossoró Oil & Gás Expo 2020, em Mossoró, RN.

Workshop - Sistema AMA - Usos e experiências

25/11/2020 - A EPE convida a todos para o III Workshop do Sistema AMA, desta vez em formato virtual. O evento será realizado no dia 08/12/2020 das 8h30 às 12h00.

EPE participa da Mossoró Oil & Gás 2020

24/11/2020 - Na noite de ontem a EPE, representada por Heloísa Borges, Diretora de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis, DPG, participou, representando a EPE, da solenidade de abertura do Mossoró Oil & Gás 2020, em Mossoro, RN. Presentes a solenidade estavam, dentre outras autoridades, Gutemberg Dias (Presidente REDEPETRO RN) Zeca Melo (Superintende do SEBRAE RN) Marcelo Magalhães (Vice-Presidente ABPIP) Karine Fragoso (Diretora-geral ONIP) Ludimilla Oliveira (Reitora UFERSA) Vilmar Pereira (Vice-Presidente FIERN) Jean Paul Prates (Senador) (participação virtual Google Meet) Rafael Moura (Diretor-Geral ANP) (Participação virtual google meet) José Mauro (Secretário Nacional de Petróleo, Gás e Biocombutíveis) e Fátima Bezerra (Governadora do RN).

EPE publica o Plano Indicativo de Gasodutos de Transporte – PIG 2020

19/11/2020 - O documento tem por objetivo apresentar as análises realizadas pela EPE quanto aos gasodutos de transporte que podem vir a ser implementados nos próximos anos no Brasil.

Novo Caderno do PDE 2030: Preços Internacionais de Petróleo e Derivados

18/11/2020 - O mais recente estudo suplementar do Plano Decenal de Expansão de Energia 2030 (PDE 2030), desenvolvido pela Superintendência de Derivados de Petróleo e Biocombustíveis da EPE, em conformidade com diretrizes do MME, apresenta as projeções dos preços internacionais de petróleo, bem como de seus principais derivados (óleo diesel, querosene de aviação, gasolina, nafta, gás liquefeito de petróleo e óleo combustível).