EPE publica a Nota Técnica sobre a Metodologia aplicada ao ciclo 2021/2022 e o Caderno "Caracterização Geral do Projeto", representando a 1ª parte dos estudos desenvolvidos no âmbito do Plano Indicativo de Oleodutos, a ser publicado em 2022.

Os estudos a serem realizados no âmbito do Plano Indicativo de Oleodutos, e que contemplam prognósticos de longo prazo, auxiliarão no embasamento de propostas de políticas públicas, que poderão repercutir na estratégia nacional para a expansão da oferta de energia, com vistas ao atendimento da demanda de combustíveis, observando os objetivos básicos de segurança energética, modicidade de preços e tarifas, sustentabilidade ambiental, universalização do acesso da população aos serviços energéticos; geração de emprego e renda e redução das desigualdades regionais. 

O Plano Indicativo de Oleodutos contempla projeções sobre a demanda de derivados de petróleo e biocombustíveis, as previsões de produção e de oferta desses energéticos e as condições da infraestrutura existente para o atendimento da demanda futura. O referido plano busca subsidiar a tomada de decisões no desenvolvimento e operacionalização do sistema de abastecimento de derivados de petróleo e biocombustíveis nacional. 

A Nota Técnica sobre a Metodologia aplicada ao ciclo 2021/2022 objetiva apresentar premissas e conceitos para estruturação da proposta metodológica a ser utilizada na identificação e definição das ofertas e demandas nacionais por derivados de petróleo. A estruturação das premissas e conceitos possibilitará a identificação de potenciais alternativas para expansão ou ampliação de polidutos e o cálculo dos investimentos associados. 

Por sua vez, o Caderno "Caracterização Geral do Projeto" apresenta as premissas e conceitos, amplamente descritos na  Metodologia  e resultados associados à identificação e definição de oferta e mercados potenciais, determinação da origem e destino e propostas preliminares de traçado. Ademais, também informa sobre as estimativas da extensão, dos produtos movimentados, da capacidade dos oleodutos e de custos preliminares associados. 

Etapas seguintes do Plano Indicativo de Oleodutos, a ser publicado em 2022, incluem a análise socioambiental (com definição dos traçados finais) e de viabilidade técnico-econômica. 

Acesse aqui os documentos


Notícias Relacionadas

EPE irá participar do ENASE 2022

27/05/2022 - O presidente da EPE, Thiago Barral, e o Diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais, Giovani Vitória Machado, irão participar do ENASE 2022- Encontro Nacional de Agentes do Setor Elétrico, no dia 08 de junho, às 9h15, no Antigo Centro de Convenções Sulamérica. O tema dessa 19ª Edição é "Um olhar para 2023- 2026".

EPE participa da Green Hydrogen Global Assembly and Exhibition 2022

27/05/2022 - Representando a EPE e o Ministério de Minas e Energia, o Diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais, Giovani Vitória Machado, esteve presente na Green Hydrogen Global Assembly and Exhibition 2022, realizada entre os dias 17 e 18 de maio, em Barcelona- Espanha.

Leilão de Energia Nova A-4 de 2022: Informe de Habilitados e Vencedores

27/05/2022 - A EPE publica Informe Técnico com a consolidação dos dados da habilitação técnica e dos resultados do Leilão de Energia Nova A-4 de 2022, realizado em 27/05/2022. O documento apresenta detalhes do cadastramento e habilitação dos empreendimentos, além de informações sobre os vencedores do certame.

EPE participa da inauguração de projeto de pesquisa capaz de produzir energia e água destilada em locais remotos

25/05/2022 - O Presidente da EPE, Thiago Barral, participou no dia 23 de maio, na Coppe/UFRJ, da inauguração de projeto de pesquisa que consiste numa Ilha de Policogeração Sustentável. O projeto combina diversas tecnologias e é capaz de produzir simultaneamente eletricidade e água destilada, com potencial para produção de outros co-produtos, como biocombustivel.

Leilões de Energia Nova A-5 e A-6 de 2022: EPE divulga Resultado do Cadastramento dos Projetos

24/05/2022 - Foi concluído, em 11/05/2022, o cadastramento dos projetos para participação nos Leilões de Energia Nova A-5 e A-6 de 2022. Anunciado pelo Ministério de Minas e Energia por meio da Portaria Normativa nº 41/GM/MME/2022