EPE lança plataforma para dar transparência de dados dos Sistemas Isolados e suporte para implementação do Programa Energias da Amazônia do Ministério de Minas e Energia.

ENERGIAS DA AMAZÔNIA  

EPE lança plataforma para dar transparência de dados dos Sistemas Isolados e suporte para implementação do Programa Energias da Amazônia do Ministério de Minas e Energia. 

Objetivo é centralizar a divulgação dos dados de planejamento dos Sistemas Isolados, unificando as informações entre os órgãos e trazendo maior transparência para o setor e à sociedade 

A Empresa de Pesquisa Energética (EPE), lançou, nessa quinta-feira (29/02), o Portal de Acompanhamento dos Sistemas Isolados (PASI), em sua versão inicial. A nova ferramenta tem como objetivo centralizar a divulgação dos dados de planejamento dos Sistemas Isolados, unificando as informações entre os órgãos em cumprimento à diretriz estabelecida pelo Ministério de Minas e Energia pela Portaria MME nº 59/2022. 

O Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, explicou que a criação do portal faz parte das entregas do Programa Energias da Amazônia. “Estamos dando um passo importante no planejamento e implementação de um dos nossos grandes programas de investimento na segurança energética e descarbonização. Estamos levando para as cidades do norte do Brasil uma nova fase de desenvolvimento sustentável, garantindo energia limpa para todos”, afirmou.  

O presidente da EPE, Thiago Prado, reforçou a importância do trabalho que a EPE vem desenvolvendo ao longo dos últimos anos: É um trabalho iniciado na minha gestão ainda no Ministério de Minas e Energia e que tenho a grata felicidade de entregar, agora na EPE, sistematizando, validando e consistindo em informações sobre os Sistemas Isolados. Essa é mais uma entrega nesse ano especial para a empresa, quando se comemoram seus 20 anos de existência. No melhor estilo: apresentando um portal que gera valor e informação à sociedade! 

A ferramenta traz importantes informações em relação ao Sistemas Isolados do Brasil, como a quantidade de unidades consumidoras atendidas, que chegam a cerca de 550 mil unidades. No total, essas unidades têm a previsão de consumir, em 2024, uma carga total de 3,63 milhões de MWh. Sendo que a maior parte está localizada no estado do Amazonas, que conta com 97 sistemas isolados dos quase 200 espalhados pela Amazônia Legal. Os dados também indicam que cerca de 3 milhões de brasileiros dependem da geração nos Sistemas Isolados.  

Outra informação que está compilada é o perfil de consumo de cada Sistema Isolado por Ciclo de Planejamento, que tem previsão de diminuir devido às interligações ao longo dos próximos anos. O painel também apresenta  a carga total e os dados de perdas como por exemplo de Roraima, que a partir de 2025 será interligado com a construção do Linhão Manaus-Boa Vista e apresenta em sua curva de carga uma redução acentuada no ano de interligação. As obras foram iniciadas no ano passado com a assinatura da ordem de serviço pelo ministro Alexandre Silveira e o presidente Lula durante a interligação de Parintins (AM) ao Sistema Interligado Nacional (SIN), no lançamento do programa Energias da Amazônia.  

Outro destaque importante é que o PASI permitirá o início de execução do mecanismo da Livre Proposta de Interesse (LPI), que também integra o Programa Energias da Amazônia e permitirá indicações de propostas por empreendedores interessados, para a expansão, substituição da oferta de energia elétrica existente ou complementaridade com soluções de suprimento de menor custo global, inclusive sistemas de armazenamento ou outras medidas que possibilitem a redução do dispêndio da Conta de Consumo de Combustíveis (CCC), que é paga por todos os brasileiros. 

 As próximas fases do projeto, já em desenvolvimento, envolverão a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), Câmera Comercializadora de Energia Elétrica (CCEE) e o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) com entregas previstas ainda no ano de 2024. 

 Para facilitar o uso e ampliar a divulgação, a EPE, com apoio do MME, promoverá um Webinar para apresentação da ferramenta e explorar seus detalhes. O webinar acontecerá no dia 20/03, às 10h e pode ser assistido por meio do Canal da EPE, no Youtube.

Acesse aqui o PASI


SISTEMAS ISOLADOS 

 Os Sistemas Isolados são denominados todos os sistemas elétricos que, em sua configuração normal, não estejam conectados ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Atualmente, existem aproximadamente 3 milhões de pessoas sendo atendidas por este tipo de operação fora do SIN. São cerca de 200 localidades isoladas no Brasil, a maior parte na região Norte. 

 

 



Notícias Relacionadas

Workshop sobre a 1ª Revisão Quadrimestral das Previsões de Carga para o PLAN 2024-2028

08/04/2024 - A Empresa de Pesquisa Energética – EPE, o Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE e promovem na próxima quarta-feira, dia 10 de abril, das 10h às 12h um Workshop para apresentação dos resultados da 1ª Revisão Quadrimestral das Previsões de Carga para o Planejamento Anual da Operação Energética – PLAN 2024-2028.

EPE, ONS e CCEE divulgam primeira revisão quadrimestral da previsão de carga

05/04/2024 - A Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Operador Nacional do Setor Elétrico (ONS), a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) divulgam, nesta sexta-feira (05), os dados da 1ª Revisão Quadrimestral das Previsões de Carga para o Planejamento Anual da Operação Energética - 2024-2028. Para o ano, o aumento previsto é de 3,8% na carga, atingindo o valor 78.814 MW médios.

Boletim Anual de Transmissão 2023

04/04/2024 - A EPE realizou em 2023 análises técnico-econômicas e socioambientais que resultaram na recomendação de diversos novos empreendimentos de transmissão de eletricidade. Essas futuras instalações irão agregar maior confiabilidade ao Sistema Interligado Nacional, aumentando a qualidade no atendimento elétrico aos consumidores brasileiros.

Resenha Mensal: consumo de eletricidade cresceu 8,0% em fevereiro e registra o quarto maior consumo mensal de toda a série histórica. O fevereiro mais longo este ano influenciou parcialmente os resultados

28/03/2024 - A mais recente edição da Resenha mostra que O consumo nacional de energia elétrica foi de 46.314 GWh em fevereiro de 2024, alta de 8,0% comparado a fevereiro de 2023. Este foi o quarto maior consumo mensal de toda a série histórica desde 2004.

Energizando o Futuro: 20 Anos de Inovação e Excelência em Pesquisa Energética

26/03/2024 - Rio de Janeiro, Brasil - 15 de março de 2024 - A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) celebra duas décadas de dedicação incansável à busca por segurança energética e soluções inovadoras e sustentáveis.