Diretora Heloisa Esteves profere palestra no BBEST BioFuture Platform Summit II

heloisa.jpg

A Diretora de Estudos de Petróleo, Gás e Biocombustíveis da EPE, Drª Heloisa Esteves, foi palestrante do BBEST BioFuture Platform Summit II, evento que apresentou as melhores práticas em políticas, inovação, ciência e perspectivas de mercado nos setores de bioenergia e bioeconomia, que ocorreu de 24 a 26 de maio.

Em sua apresentação, a Diretora Heloisa destacou o papel de liderança que o Brasil detém em biocombustíveis há muitos anos e que essa posição em bioenergia deve durar até depois de 2050, continuando muito avançada em relação ao resto do mundo. Heloisa também ressaltou a participação já longeva do país na Plataforma BioFuturo, uma iniciativa multilateral e multi-governamental, que envolve mais de 20 países e mais de 100 instituições governamentais científicas, acadêmicas e privadas, desde 2015.

Desde o princípio, a Plataforma BioFuturo tem sido presidida pelo Dr. Renato Godinho, chefe da Divisão de Recursos Energéticos Novos e Renováveis do Ministério das Relações Exteriores. A partir de junho de 2021, a Plataforma BioFuturo será presidida pelo Dr. James Spaeth, Diretor da Divisão de Tecnologia de Bioenergia do Departamento de Energia dos EUA. 

Após a apresentação da EPE no painel sobre a Plataforma BioFuturo e seus resultados, o Dr. Renato Godinho mencionou "I actually say in every occasion I can that EPE is indeed the mastermind of Brasil's energy policies!". Além disso, o Dr. Paolo Frankl, Diretor de Bioenergia da IEA (Agência Internacional de Energia) comentou: "A Dr. Heloisa Esteves enfatizou a importância do governo brasileiro e o papel do RenovaBio para o etanol e o biodiesel, e destacou um papel relevante para um leque mais abrangente de combustíveis e processos, incluindo os renováveis nos setores de transporte marítimo e de aviação". 

A Diretora Heloisa, em nome da EPE, reconheceu o Dr. Renato Godinho pela liderança e parceria nos diversos projetos onde as equipes da EPE têm trabalhado com as equipes da Plataforma BioFuturo, desde 2017. 

Além da Diretora Heloisa Esteves, participaram do Summit mais três empregados da EPE: a Superintendente de Derivados de Petróleo e Biocombustíveis, Angela Costa, o Consultor de Biocombustíveis Rafael Araujo e a Analista de Pesquisa Energética Paula Barbosa, que prestaram suporte técnico. 

Notícias Relacionadas

EPE publica Estudo de Alternativas para Suprimento a Fernando de Noronha

06/12/2021 - Fernando de Noronha é um paraíso natural que atrai um grande número de turistas todo ano. A ilha é considerada um Sistema Isolado do ponto de vista elétrico, pois não está conectada ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Nesse sentido, a geração de energia elétrica no local é realizada a partir de uma usina termelétrica a óleo diesel. Conforme estudos de Planejamento dos Sistemas Isolados conduzidos pela EPE, a partir das informações disponibilizados pelas distribuidoras, está previsto um importante crescimento da carga da ilha nos próximos anos, o que deverá resultar na necessidade de expansão do atual parque gerador.

EPE é certificada no nível 2 no 5º ciclo do IG-SEST

02/12/2021 - Em cerimônia realizada ontem pelo Ministério da Economia, a EPE recebeu o certificado referente ao 5° Ciclo de avaliação do indicador IG-SEST. Dentre as 60 empresas estatais participantes, somente 31 foram certificadas. A EPE foi classificada no nível 2, com nota global 8,55. Além disso, a EPE obteve pontuações acima da mediana para todos os temas avaliados.

EPE e MME publicam o Caderno de Gás Natural do PDE 2031

01/12/2021 - No horizonte de 2021 a 2031, as previsões de oferta de gás natural no Brasil se mantiveram otimistas, dadas as perspectivas trazidas pelo Novo Mercado de Gás para o setor e o novo marco setorial consolidado com a Nova Lei do Gás e seu Decreto Regulamentador.

Resenha Mensal: O consumo de eletricidade no Brasil em outubro de 2021 apresentou recuo de 0,5% em relação ao mesmo mês de 2020

30/11/2021 - O consumo nacional de eletricidade em outubro foi de 42.621 GWh, recuo de 0,5% em comparação com mesmo período de 2020 e o primeiro mês em 2021 com retração, na comparação interanual. Ainda assim, outubro anota o segundo maior consumo de 2021. Responsável pela retração no mês, a redução do consumo nas residências superou a expansão no comércio e na indústria. O consumo acumulado em 12 meses totalizou 498.769 GWh, expansão de 5,1% comparado ao período anterior.

Webinar - Lançamento do Zoneamento Nacional de Recursos de Óleo e Gás Ciclo 2019-2021

30/11/2021 - O lançamento da sexta edição do estudo Zoneamento Nacional de Recursos de Óleo e Gás já tem data marcada: 13/12/2021, às 18h. O Estudo contínuo realizado em ciclos bianuais pela EPE, é uma importante ferramenta que apoia o Ministério de Minas e Energia (MME) na elaboração do planejamento energético, e completa em 2021, 10 anos de publicação.