Leilão de Energia Nova A-4 2017

Aplicativo - Garantia Física de Usinas Termelétricas e Parcela K do ICB

Com o objetivo de ampliar a transparência com a sociedade e facilitar a análise e construção de estratégias de empreendedores que desejarem se candidatar aos Leilões de Energia Nova, a EPE disponibiliza, pela primeira vez, um aplicativo, para que os empreendedores sejam capazes de obter estimativas de suas garantias físicas de usinas termelétricas com CVU maior que zero e parcela k do ICB para todos os empreendimentos com contratos na modalidade por disponibilidade – componentes importantes do ICB – a partir de diferentes combinações de custos variáveis, inflexibilidade e, no caso de empreendimentos com CVU nulo, de disponibilidade mensal de energia. Com isso, os empreendedores ficam aptos a construir um “ábaco” de possibilidades para, mais informados, construir suas estratégias de declaração de inflexibilidade e fator “i” para termelétricas com CVU maior que zero para os próximos leilões.

No caso de empreendimentos eólicos e termelétricos a biomassa com CVU nulo, será possível estimar a parcela k do ICB, a partir dos valores mensais de energia, em MW médios, associados à garantia física dos respectivos empreendimentos.

O aplicativo é construído em Microsoft Excel© e oferece aos empreendedores a possibilidade de se obter uma estimativa destas grandezas. No caso da garantia física, ele incorpora metodologia que, por razões computacionais, aproxima a metodologia estabelecida na Portaria MME nº 101, de 22 de março de 2016. Por este mesmo motivo, os valores por ele calculados podem resultar em valores distintos daqueles que serão publicados para esta grandeza em definitivo após a habilitação.

Apesar dessa ressalva, a ferramenta ora disponibilizada permite que os empreendedores disponham de uma ordem de grandeza destes parâmetros e possam realizar, de maneira ágil, sensibilidades quanto ao impacto na garantia física e parcela k do ICB de parâmetros – inflexibilidade, custo variável unitário, disponibilidade mensal – que servirão de base para a declaração no leilão. A EPE sugere que os empreendedores realizem suas próprias analises de forma independente – por sua conta e risco.


Espera-se que esta iniciativa facilite o acesso a informação, contribua para o desenho de uma melhor estratégia de oferta nos leilões pelos empreendedores e, com isso, se aumente a competitividade nos certames e torne os processos envolvidos mais transparentes.
Por último, reforça-se mais uma vez que o algoritmo adotado neste modelo é uma simplificação da metodologia de cálculo de garantia física, e por esse mesmo motivo está sendo disponibilizado em código aberto para permitir contribuições e aprimoramentos pela sociedade.