Informe - Custos de Gás Natural no Pré-Sal Brasileiro

O presente estudo buscou estimar os custos incorridos na produção, separação, escoamento e processamento do gás natural no ambiente Pré-Sal da Bacia de Santos e de Campos, avaliando-se também os desafios técnicos e econômicos para a destinação do gás natural ao mercado nacional por meio de gasodutos.

Sendo assim, para estimar os preços de break-even  do gás natural proveniente de projetos típicos do Pré-Sal brasileiro, foram simulados fluxos de caixa para distintos projetos, com base nas informações de custos de investimento (CAPEX) e de operação (OPEX) coletadas na literatura, assim como os parâmetros operacionais típicos de E&P, escoamento e processamento. Para tal, foram consideradas cinco extensões de gasodutos de escoamento entre 100 e 300 km, cinco teores de CO2 entre 0% e 40%; e o abatimento ou não, no preço do gás, da venda dos Líquidos de Gás Natural (LGN) produzidos nas Unidades de Processamento de Gás Natural (UPGNs).

Os resultados encontrados mostram que há heterogeneidade de preços de Break-Even de gás natural no Pré-Sal dessas Bacias. Observa-se que os resultados são altamente impactados por determinados parâmetros, como os volumes de produção, a distância da costa, o teor de CO2 e os vultuosos valores de investimentos intrínsecos às operações de exploração e produção de petróleo e gás, assim como seu tratamento e o escoamento.