Seminário propõe debate sobre exploração de recursos de baixa permeabilidade

Muito tem sido discutido sobre a importância da reativação do ambiente onshore no Brasil, especialmente com o lançamento do programa REATE. Essa discussão abre a porta para um mercado quase totalmente novo: a exploração de recursos de baixa permeabilidade e reacende a necessidade de se discutir, de forma isenta e transparente, sua exploração no Brasil. O shale gas, por exemplo, ascendeu os EUA à posição de exportador de hidrocarbonetos, reduzindo sua vulnerabilidade externa, incrementando a produção por pequenos produtores e deslocando toda geopolítica mundial do petróleo em um curto espaço de tempo.

Com o objetivo de estudar o setor energético brasileiro e a importância da reativação do ambiente onshore, a FGV Energia, em parceria com o Ministério de Minas e Energia (MME), a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizaram hoje o seminário “Discussões sobre a exploração de recursos de baixa permeabilidade no Brasil: projeto poço transparente”. A proposta deste evento visa a desmistificação da exploração de recursos de baixa permeabilidade por fraturamento hidráulico.

Adicional às discussões técnicas propostas pela FGV Energia, foram convidados representantes da UnB, Ministério do Meio Ambiente, Ministério Público, Confederação Nacional da Indústria, além de membros da EPE, da ANP e do MME. O evento conta com experts internacionais em projetos piloto com sistemas de monitoramento de risco como Marcellus Shale Energy and Environment Laboratory (MSEEL), assim como empresas de operação onshore e órgãos governamentais estaduais.

Logo após a abertura, esta manhã,  o Diretor de Petróleo, Gás e Biocombustíveis da EPE, José Mauro Ferreira Coelho, realizou sua apresentação: "RECURSOS EM RESERVATÓRIOS DE  BAIXA PERMEABILIDADE NO BRASIL", na foto falando sobre o REATE. Para acessar e baixar a apresentação completa, clique aqui. O evento iniciou às 9h, no auditório da FGV/RJ, e acontecerá ao longo do  dia de hoje com previsão de término às 18h.

JOSE_MAURO_COELHO_EPE.jpg

Texto: FGV ENERGIA       Foto: ASCOM





Notícias Relacionadas

EPE participa do programa French Clean Tech Day 2019

18/04/2019 - No último dia 12 de abril, o superintendente Jeferson Soares e o analista de pesquisa energética Felipe Klein participaram do webinar de lançamento do programa French Clean Tech Day 2019, no escritório da Business France, no Rio de Janeiro

EPE realiza workshop: Energia Eólica Marítima

17/04/2019 - No dia 02/04/2019, foi realizado o Workshop: Energia Eólica Marítima. O evento foi organizado pela Empresa de Pesquisa Energética, com apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por intermédio da GIZ.

EPE participa de audiência pública na Alerj

17/04/2019 - A Segunda audiência pública da Comissão de Minas e Energia aconteceu no dia 16 de abril de 2019 nas dependências da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro). O encontro teve a participação da EPE, da ENEL e da ONS. O objetivo era promover uma análise da situação atual e apresentar futuras soluções para a questão da geração e distribuição de energia elétrica do Rio de Janeiro.

EPE participa da Argus South America Motor Fuels Conference

15/04/2019 - A Argus South America Motor Fuels Conference aconteceu nos dias 4 e 5 de abril de 2019, em São Paulo. A Analista de Pesquisa Energética Rachel Henriques e o Consultor Técnico I da área de Biocombustíveis Rafael Araujo participaram do evento em nome da EPE.

World Energy Outlook 2018 – Perspectivas Energéticas Globais a Longo Prazo

12/04/2019 - A apresentação do World Energy Outlook 2018 aconteceu nesta manhã, dia 12 de abril de 2019, no auditório da EPE, no Rio de Janeiro. O evento teve como objetivo divulgar análises atualizadas que mostram os dados mais recentes, as tendências tecnológicas e os anúncios de políticas, bem como suas implicações para o setor da energia até o ano de 2040.