EPE realizou reunião técnica para discutir a experiência pioneira da Raízen com cana-energia e etanol lignocelulósico

Como parte de sua dinâmica em estreitar relações com os agentes externos, a DPG realizou no dia 21 de dezembro uma reunião técnica entre os profissionais da Área de Biocombustíveis da EPE e a Raízen (Shell/Cosan). 

Participaram pela EPE o Diretor de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis José Mauro Coelho, o Superintendente Giovani Machado, a Consultora Técnica Angela Costa e as Analistas Rachel Henriques e Marina Besteti. Pela Raízen, estiveram presentes o Gerente Marcelo Almeida e o Especialista Hamilton Jordão.

Nesta oportunidade, foram debatidos diversos temas relevantes para o setor sucroenergético, em especial a experiência pioneira da Raízen na unidade Bom Retiro com o uso exclusivo da cana energia, com colheita realizada de agosto a dezembro/2017. Foram discutidos os aspectos agronômicos e industriais relacionados ao uso desta variedade.

Também foram abordadas as perspectivas de produção do Etanol 2G, o início da construção da planta Bomfim, que ganhou o leilão A-5 2016 e venderá energia utilizando biogás, além do aumento significativo da exportação de energia elétrica pelo grupo no ano de 2017.

Foi mais uma excelente oportunidade para troca de experiências e aprendizado.

EncontroRaizen.jpg


Notícias Relacionadas

Aprovação da Política de Integridade da EPE

12/12/2018 - O Conselho de Administração da EPE aprovou no dia 30 de outubro de 2018 a Política de Integridade da Empresa, por meio da DCA nº 02/168ª. A Política de Integridade firma a compreensão, conceito e diretrizes do exercício moral e ético de todos na empresa. A Política de Integridade, a partir do compromisso assumido de todos, reforça o modus operandis de uma empresa forte, solidária e dinâmica. Trata-se do propósito de sermos a melhor referência no ato de subsídio ao planejamento energético do país, o que acaba por reforçar o nosso papel estratégico de empresa de Estado.

EPE e Rosatom promovem reunião sobre reatores nucleares modulares

11/12/2018 - Foi realizada na EPE neste dia 10 de dezembro, das 10:00 às 12:00, reunião técnica “Perspectivas Tecnológicas de SMR (Small Modular Reactor)”. O tema foi a tecnologia dos reatores nucleares modulares, conhecidos também como SMR. A reunião se insere no âmbito dos estudos de planejamento energético de médio e longo prazo, tais como o Plano Nacional de Energia 2050. O presidente da EPE, Reive Barros, abriu e participou da reunião. A reunião teve apoio e participação da empresa russa Rosatom, cujo Presidente para a América Latina, Ivan Dybov, também esteve presente.

Personalidades do setor energético brasileiro foram homenageadas no Oscar da Energia

10/12/2018 - Terceira edição do 100 Mais Influentes da Energia aconteceu na noite de quinta-feira (06/12) na capital paulista, com presença de autoridades do setor.Um evento setorial para fechar com chave de ouro o ano de 2018. Na noite da última quinta-feira (6 de dezembro), no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo (SP), mais de 350 pessoas prestigiaram o “100 Mais Influentes da Energia”, que homenageou cem personalidades de vários segmentos do setor energético brasileiro.

CEM Days - Integração de Renováveis no Setor Elétrico: Caminhos e Desafios para o Planejamento Energético"

06/12/2018 - Nos dias 21 a 23 de novembro aconteceu no Rio de Janeiro o “CEM Days - Integração de Renováveis no Setor Elétrico: Caminhos e Desafios para o Planejamento Energético”. O evento, organizado pela EPE, aproveitou a sinergia internacional proporcionada pela Clean Energy Ministerial (CEM), fórum global em nível de governo que visa promover políticas e programas para a adoção de tecnologias de energias limpas, compartilhamento de lições aprendidas e melhores práticas e encorajamento para a transição para uma economia global de baixo carbono.

Acompanhamento das atividades do GT Metodologia-CPAMP (ciclo 2018/2019)

03/12/2018 - No próximo dia 18/12 será realizada reunião para apresentação do andamento dos trabalhos do GT Metodologia no ciclo 2018/2019, especificamente para as atividades “Variabilidade Amostral” e “Mecanismos de Aversão ao Risco: CVaR + Volume Mínimo Operativo”, dentro de um processo participativo na condução dos estudos, buscando obter contribuições para construção das propostas de avanços metodológicos.