Resenha Mensal: alta 4,6% no consumo de energia elétrica em fevereiro.

Houve crescimento de 4,6% no consumo de eletricidade entre fevereiro de 2019 e esse mês em 2018, elevando o volume fornecido através das redes das distribuidoras a 41.162 GWh no mês. No acumulado de doze meses a alta foi de 1,7% e o volume foi de 475.736 GWh. Destaca-se a forte expansão do mercado regulado das distribuidoras, de +6,3% em fevereiro, o que determinou o retorno do volume acumulado em 12 meses ao mesmo nível de igual período imediatamente anterior. No mercado de livre contratação a variação no mês ficou em +0,9%, e no acumulado de 12 meses encerrados em fevereiro em +5,2%. A variação do consumo total conforme as regiões do país repetiu o movimento registrado em janeiro, com apenas o Norte apresentado retração de 9,3%, que foi majoritariamente determinada pela queda do consumo industrial no segmento de metalurgia dos metais não ferrosos (-22,4%).

Proporcionalmente, a maior expansão ocorreu no Centro-Oeste (+9,1%), onde todas as classes tiveram alta. Na região Nordeste, o crescimento foi de +6,9%, no Sul de +6,5% e no Sudeste de +4,4%. No que diz respeito ao consumo por classes em fevereiro, a maior alta foi verificada na Residencial (+9,2%), seguida da Comercial (+7,2%) e Outras (+7,7%), que também nesse período foram favorecidas pelas altas temperaturas, com a ocorrência de muitos dias de calor acima de 28ºC na maioria das capitais do país. A classe Industrial (-2,1%) teve o desempenho impactado pela retração dos segmentos extrativo mineral metálico (-16,4%), fabricação de papel de celulose (-5,6%) e metalurgia (-5,5%).

Nos links a seguir, além de poder baixar o arquivo da Resenha, você também pode ouvir o nosso podcast com comentários sobre o documento.



Infográfico Resenha Março_19.png

Notícias Relacionadas

EPE publica o Roadmap Eólica Offshore Brasil

23/01/2020 - Atenta à expansão observada para a fonte eólica offshore no cenário internacional nos últimos anos e às movimentações relacionadas à proposição de projetos eólicos offshore que têm ocorrido no mercado brasileiro, a Empresa de Pesquisa Energética – EPE desenvolveu o Roadmap Eólica Offshore Brasil, estudo inteiramente dedicado a essa fonte.

EPE cadastra 1.528 empreendimentos para o Leilão de Energia Nova A-4 de 2020

21/01/2020 - Foi concluído nesta sexta-feira, 17/01/2020, o cadastramento dos projetos para participação no Leilão de Energia Nova “A-4” de 2020. Anunciado pelo Ministério de Minas e Energia por meio da Portaria nº 455/2019, o Leilão está previsto para ser realizado em 28 de maio, com participação das fontes renováveis eólica, solar fotovoltaica, termelétrica a biomassa e hidrelétrica. O início de suprimento dos projetos deverá ocorrer até 1° de janeiro de 2024.

EPE publica o Boletim de Conjuntura da Indústria do Óleo & Gás do 2º semestre/2019

17/01/2020 - Nesta edição, o Boletim de Conjuntura da Indústria do Óleo & Gás apresenta o Panorama da Arábia Saudita. O texto descreve um breve histórico do desenvolvimento da indústria petrolífera saudita, além de abordar sobre as suas reservas, produção e exportação, e apresentar as principais infraestruturas de gás natural, refino e logística. Além disso, o Panorama discute a dependência do país ao setor de petróleo e os caminhos que o governo saudita tem buscado para diversificar a sua atividade econômica.

EPE, ONS e Aneel divulgam Nota Técnica com Metodologia, Premissas e Critérios para o cálculo das margens do Leilão de Energia Nova A-4/2020

10/01/2020 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE divulga Nota Técnica conjunta com o Operador Nacional do Sistema - ONS (EPE-DEE-RE-0103/2019/ONS NT 135/2019) referentes à metodologia, premissas, critérios e configuração do sistema elétrico

EPE conclui cadastramento dos projetos para os Leilões de Energia Existente A-4 e A-5 de 2020

08/01/2020 - Foi concluído, em 07/01/2020, o cadastramento dos projetos para participação nos Leilões de Energia Existente A-4 e A-5 de 2020. Anunciado pelo Ministério de Minas e Energia por meio da Portaria nº 389/2019, os Leilões estão previstos para serem realizados de forma sequencial em 30 de abril