Disponível nota da EPE para fechamento da CP33 e projeto de lei de modernização do setor elétrico

Na sexta feira dia 9 de fevereiro de 2018 o Ministério de Minas e Energia concluiu  a Consulta Pública Nº 33, instaurada em 5 de julho de 2017, cujo objetivo é o aprimoramento do Marco legal do setor elétrico brasileiro. Conforme anunciado em comunicado, o Ministro de Minas e Energia Fernando Coelho Filho encaminhou à Presidência da República a proposta de Projeto de Lei de Modernização e Expansão do Mercado Livre de Energia Elétrica, que reflete o encerramento da consulta pública.  

A EPE contribuiu ativamente neste processo e sua nota técnica final, cobrindo os temas da consulta pública relacionados à expansão, está disponível no site do MME. Você também pode acessar e baixar o documento aqui.

A consolidação da CP33 e o projeto de Lei encaminhado pelo Ministro Fernando Coelho Filho estão disponíveis no site do MME, aqui.


Notícias Relacionadas

Previsão de Carga para o Planejamento Anual da Operação Energética Ciclo 2019 (2019-2023)

11/01/2019 - O documento tem por objetivo apresentar o detalhamento das premissas e dos resultados da Previsão de carga para o Planejamento Anual da Operação Energética 2019-2023, elaborados em conjunto por Empresa de Pesquisa Energética – EPE, Operador Nacional do Sistema Elétrico - ONS e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, antecipados no correspondente Boletim Técnico, divulgado no final do mês de novembro de 2019. Essas previsões de carga passaram a ser utilizadas a partir do Programa Mensal da Operação (PMO) de janeiro/2019.

Agenda Internacional: Atividades e Resultados em 2018 são apresentados pela EPE

21/12/2018 - A EPE criou em 2018 sua área internacional (Núcleo de Coordenação da Agenda Internacional), como forma de fortalecer e coordenar a atuação da empresa junto a entidades, parceiros e iniciativas internacionais, em linha com o Planejamento Estratégico. Buscou-se, assim, aperfeiçoar a articulação institucional e orientar os esforços de forma eficiente. Privilegiando a transparência pública, o resultado desse esforço está apresentado no relatório que a EPE disponibiliza no link abaixo, com os principais destaques da atuação da EPE na agenda internacional. Estão identificados os principais parceiros, temáticas e atividades desempenhadas ao longo de 2018, resultando em 30 ações de capacitação, 19 apresentações feitas no exterior e mais de 45 reuniões/eventos com parceiros internacionais no Brasil, com destaque para os temas de energias renováveis, eficiência energética, biocombustíveis, gás natural e energia nuclear.

Uso de Ar Condicionado no Setor Residencial Brasileiro: Perspectivas e contribuições para o avanço em eficiência energética

14/12/2018 - A energia utilizada para o conforto térmico é o uso final em edifícios que mais cresce no mundo. No Brasil, apenas no setor residencial, estima-se que a posse de ar-condicionado pelas famílias tenha mais que duplicado entre 2005 e 2017. Apesar do grande impulso das vendas na última década, a penetração desse tipo de aparelho ainda é relativamente baixa nas residências brasileiras, sugerindo a existência de uma demanda potencial por condicionamento de ar que deverá ser atendida no futuro.

EPE publica estudos de levantamento de dados de eficiência energética na indústria brasileira

12/12/2018 - No sentido de fortalecer a disponibilidade dados primários para o planejamento de ações de promoção de eficiência energética, a EPE publica os resultados de estudo de levantamento de dados sobre diversos setores industriais. Trata-se de estudo denominado “Análise da Eficiência Energética em Segmentos Industriais Selecionados”, que se insere no âmbito do Projeto META (Projeto de Assistência Técnica dos Setores de Energia e Mineral), com financiamento do Banco Mundial. A execução foi descentralizada do MME para EPE.

EPE e Rosatom promovem reunião sobre reatores nucleares modulares

11/12/2018 - Foi realizada na EPE neste dia 10 de dezembro, das 10:00 às 12:00, reunião técnica “Perspectivas Tecnológicas de SMR (Small Modular Reactor)”. O tema foi a tecnologia dos reatores nucleares modulares, conhecidos também como SMR. A reunião se insere no âmbito dos estudos de planejamento energético de médio e longo prazo, tais como o Plano Nacional de Energia 2050. O presidente da EPE, Reive Barros, abriu e participou da reunião. A reunião teve apoio e participação da empresa russa Rosatom, cujo Presidente para a América Latina, Ivan Dybov, também esteve presente.