Ministro assina Portaria com princípios governamentais a partir de contribuições da sociedade

Princípios para Atuação Governamental no Setor Elétrico

Ministro assina Portaria com princípios governamentais a partir de contribuições da sociedade

Ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, assinou ontem, 13 de março de 2018, a Portaria Nº 86/GM, que divulga os Princípios para Atuação Governamental no Setor Elétrico. O documento foi elaborado a partir das contribuições recebidas da sociedade na Consulta Pública nº 32, de 2017, analisadas na Nota Técnica nº 3/2018/SE.

Os dez princípios, calcados na eficiência, na equidade e na sustentabilidade das ações governamentais, são:

1. respeito aos direitos de propriedade, respeito a contratos e intervenção mínima;

2. meritocracia, economicidade, inovação e eficiência (produtiva e alocativa, do curto ao longo prazo) e responsabilidade socioambiental;

3. transparência e participação da sociedade nos atos praticados;

4. isonomia;

5. priorização de soluções de mercado frente a modelos decisórios centralizados;

6. adaptabilidade e flexibilidade;

7. coerência;

8. simplicidade;

9. previsibilidade e conformidade dos atos praticados; e

10. definição clara de competências e respeito ao papel das instituições.

A divulgação de princípios claros para a atuação governamental no setor elétrico é mais um avanço na governança e na transparência do setor. A medida facilita o diálogo entre a sociedade e o Ministério, pois orienta as expectativas dos agentes econômicos atuantes no setor, sejam eles consumidores, produtores ou prestadores de serviços. O comprometimento com esses princípios aumenta a previsibilidade, reduzindo riscos e atraindo investimentos.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Ministério de Minas e Energia

Para acessar o conteúdo completo da NOTA TÉCNICA Nº 3/2018/SE que trata do Relatório “Princípios para Reorganização do Setor Elétrico Brasileiro e destaca o papel de apoio técnico da EPE ao MME  acesse aqui.

Notícias Relacionadas

Webinar: Múltiplos Benefícios da Eficiência Energética

12/09/2018 - Com apoio da EPE e do MME, no próximo dia 19/09/2018, a Agência Internacional de Energia (AIE) promoverá webinar sobre os múltiplos benefícios da eficiência energética. O foco tradicional para promoção da eficiência energética normalmente acaba por desconsiderar benefícios tais como contribuição à sustentabilidade do setor energético, desenvolvimento social e econômico e benefícios ambientais, entre outros.

MME reabre prazo de cadastramento dos projetos para os Leilões de Energia Existente A-1 e A-2

11/09/2018 - Publicada pelo MME a Portaria n° 383/2018 que reabriu o prazo de cadastramento dos projetos interessados em participar dos Leilões de Energia Existente A-1 e A-2. Os empreendedores poderão cadastrar os projetos no Sistema AEGE e entregar os documentos necessários à Qualificação Técnica na EPE até às 12 horas do dia 14 de setembro de 2018.

INFORME Mercado Internacional de GNL 2017-2018

03/09/2018 - O mercado de GNL tem se mostrado cada vez mais dinâmico, com maior liquidez e tendendo à comoditização. Assim como no ano anterior, em 2017, expectativas de uma oferta excedente do combustível no mundo acabaram por não se concretizar, sendo compensada pelo concomitante aumento na demanda de GNL da China. A capacidade de se adequar às condições adversas de mercado vem demonstrando a maturidade cada vez maior da indústria de GNL.

Resenha Mensal: Consumo de eletricidade subiu 1,4% em julho

31/08/2018 - O consumo de eletricida-de na rede totalizou 37.894 GWh em julho, volume 1,4% maior que o registrado nesse mês em 2017. Houve aumento no Su-deste (+2,0%) e Sul (+2,4%), regiões que concentram por volta de 70% do mercado de ele-tricidade no país, e tam-bém no Centro Oeste (+3,2%) e Nordeste (+2,2%), enquanto caiu o consumo no Norte (-7,6%).

EPE participa da 7ª Conferência de Energia e Recursos Naturais da América Latina

31/08/2018 - A transformação do setor de Energia e Recursos Naturais, que vem acelerando, de forma constante, a tecnologia que tem transformado os negócios, a massificação da busca por energia renovável pelas grandes empresas do setor e os direcionamentos governamentais mostram que os altos executivos do setor precisam encontrar maneiras cada vez mais assertivas de como inovar dentro do mercado para permanecer sustentável no curto e no longo prazo. Neste momento os tomadores de decisão precisam compartilhar ideias e obter insights de executivos de todo o mundo de forma a mergulhar nos principais desafios atuais.