Informe Técnico - Leilões de Energia Nova de 2017

Em dezembro de 2017 foi retomada a contratação de novos empreendimentos de geração de energia elétrica no Brasil por meio de leilões estabelecidos pelo Ministério de Minas e Energia (MME). No dia 18 foi realizado um Leilão de Energia Nova "A-4", para início de suprimento em de janeiro de 2021, e no dia 20 foi realizado o Leilão de Energia Nova "A-6", para início de suprimento em janeiro de 2023.

Estes leilões se destinam ao suprimento do mercado regulado, oferecem contratos de longo prazo aos geradores, compram projetos de geração respaldados por energia firme e fazem parte do mecanismo para adequabilidade do suprimento do país. 

A realização desses dois leilões é relevante por consolidar mecanismos que já vinham sendo testados nos anos anteriores, tal como uma etapa preliminar de disputa da capacidade disponível do sistema de transmissão, enquanto também foi uma oportunidade para promover, com sucesso, aperfeiçoamentos nos mecanismos, tais como uma nova sistemática, novos requisitos de qualificação dos vendedores e modificação das obrigações de entrega de energia de empreendimentos eólicos e termelétricos. 

No informe a seguir descrevemos os aspectos mais relevantes dos dois leilões realizados em dezembro de 2017 destinados à contratação de novos empreendimentos de geração, o papel da EPE e discutimos como isto afeta os estudos de planejamento energético do país.

Acesso à Publicação do Informe


Notícias Relacionadas

EPE publica revisão das Instruções para Cadastramento e Habilitação Técnica de Empreendimentos Hidrelétricos

20/03/2019 - Foi publicada pela EPE uma revisão das Instruções para Solicitação de Cadastramento e Habilitação Técnica com vistas à participação nos Leilões de Energia Elétrica para Empreendimentos Hidrelétricos. A nova versão do documento traz atualizações relativas ao preenchimento, no Sistema AEGE, da série de usos consuntivos e da série de vazões remanescentes, além de outras revisões no texto.

EPE publica documento de perguntas e respostas (FAQ) para o Leilão A-4 de 2019

18/03/2019 - A EPE elaborou um documento com o objetivo de esclarecer as dúvidas dos agentes sobre o cadastramento e habilitação técnica dos projetos para o Leilão A-4 de 2019, previsto para ser realizado em 27/06/2019. Questionamentos acerca dos prazos, aproveitamento dos projetos habilitados em leilões anteriores, margem de escoamento e outras dúvidas são respondidas no documento.

MME Publica Portaria do Leilão A-4 de 2019

11/03/2019 - O Ministério de Minas e Energia publicou a Portaria MME nº 160/2019, que divulga, para Consulta Pública, a minuta das Diretrizes para a realização do Leilão de Compra de Energia Elétrica Proveniente de Novos Empreendimentos de Geração, denominado "A-4", de 2019. A data prevista para a realização do Leilão é 27 de junho de 2019 e o início do suprimento de energia elétrica deverá ocorrerá em 1º de janeiro de 2023.

Atendimento a Roraima: EPE cadastra 156 empreendimentos para o Leilão de Boa Vista e localidades conectadas

01/03/2019 - Foi concluído nesta sexta-feira, 01/03/2019, às 12h00, o cadastramento das propostas de Solução de Suprimento para participação no “Leilão para suprimento a Boa Vista e localidades conectadas”, de 2019. Anunciado pelo Ministério de Minas e Energia por meio da Portaria n. 512/2018, o leilão deverá ser realizado até 31 de maio, sendo previstos dois produtos: Potência, para empreendimentos soluções com capacidade de modulação de carga e flexibilidade para operação variável, e Energia, exclusivo para fontes renováveis.

EPE disponibiliza Informe Técnico sobre Custo de Combustível e Preços de Referência dos Combustíveis para as Soluções de Suprimento no Produto “Potência"

14/02/2019 - A Empresa de Pesquisa Energética disponibiliza o Informe Técnico que visa a fornecer os elementos para a formulação do Custo do Combustível e dos Preços de Referência dos combustíveis para as usinas termelétricas participantes do leilão para suprimento a Boa Vista e Localidades Conectadas, conforme Portarias do Ministério de Minas e Energia nº 512, de 21 de dezembro de 2018 e nº 58/GM, de 23 de janeiro de 2019.