EPE realiza reuniões em Roraima

A equipe técnica da Empresa de Pesquisa Energética - EPE, empresa pública vinculada ao Ministério de Minas e Energia, foi recebida no dia 22 de março pelo governador de Roraima, Antônio Denarium, e membros do governo estadual, em Boa Vista.

A EPE está desenvolvendo os estudos de viabilidade técnico-econômica e de impacto ambiental da usina hidrelétrica Bem Querer, no Rio Branco, e na reunião os técnicos puderam apresentar o estágio atual desses estudos e as etapas do projeto.

Além do projeto hidrelétrico, foi discutido ainda o potencial energético do Estado de Roraima quanto a outras fontes, como eólica, solar, biomassa, destacando que o MME agendou para maio de 2019 um leilão para contratação de geração para aumentar a segurança energética para a região. Foram cadastrados na EPE mais de 150 projetos para o leilão, e as propostas estão em análise para habilitação técnica.

Essa missão técnica a Roraima ocorreu de 18 a 22 de março de 2019 e teve como objetivo dialogar com diversos representantes da sociedade civil e do governo local. A iniciativa faz parte das ações do Plano de Comunicação e Relacionamento da usina hidrelétrica Bem Querer.

No total foram sete reuniões nas prefeituras de Bonfim, Cantá, Caracaraí, Iracema, Mucajaí, além da reunião na sede do governo do Estado. A equipe também participou de um painel em Caracaraí, organizado pelo Conselho Consultivo das Unidades de Conservação Estação Ecológica - ESEC Niquiá e Parque Nacional - Parna Serra Mocidade, e outro em Boa Vista, promovido pela Associação Brasileira de Engenheiros Eletricistas de Roraima - ABEER.

O projeto da hidrelétrica Bem Querer prevê uma capacidade de geração de 650 MW, com a usina localizada no município de Caracaraí. Pelo cronograma, o Estudo de Impacto Ambiental da hidrelétrica Bem Querer deve ser analisado pelo IBAMA em 2021, sendo que atualmente ocorrem os levantamentos de campo necessários. Serão realizadas ao longo de 2019 oficinas participativas nos municípios de Boa Vista, Bonfim, Cantá, Caracaraí, Iracema e Mucajaí para o levantamento, validação e consolidação de informações junto à sociedade.

Mais informações sobre o projeto podem ser acessadas em www.uhebemquerer.com.br. Outros estudos desenvolvidos pela EPE para atendimento a Roraima podem ser acessados aqui.

WhatsApp Image 2019-03-24 at 00.22.16.jpeg

Notícias Relacionadas

EPE, ONS e Aneel divulgam Nota Técnica com Metodologia, Premissas e Critérios para o cálculo das margens do Leilão de Energia Nova A-4/2020

10/01/2020 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE divulga Nota Técnica conjunta com o Operador Nacional do Sistema - ONS (EPE-DEE-RE-0103/2019/ONS NT 135/2019) referentes à metodologia, premissas, critérios e configuração do sistema elétrico

EPE conclui cadastramento dos projetos para os Leilões de Energia Existente A-4 e A-5 de 2020

08/01/2020 - Foi concluído, em 07/01/2020, o cadastramento dos projetos para participação nos Leilões de Energia Existente A-4 e A-5 de 2020. Anunciado pelo Ministério de Minas e Energia por meio da Portaria nº 389/2019, os Leilões estão previstos para serem realizados de forma sequencial em 30 de abril

EPE Publica Informe Técnico sobre Potencial Energético dos Resíduos Urbanos - SIENergia

02/01/2020 - Com o intuito de esclarecer a situação, reduzir a assimetria de informação e promover o debate pela sociedade, esse Informe Técnico integra e atualiza dados de trabalhos anteriores e avança no sentido dos conceitos de Economia Circular e de Cidades Inteligentes.

EPE Publica Informe Técnico sobre os Leilões de Energia de 2019

30/12/2019 - Em 2019 foram promovidos cinco importantes Leilões para contratação de energia, tendo a grande maioria participação direta da EPE no processo de habilitação e qualificação técnica e no apoio ao desenho das diretrizes. Os resultados dos Leilões “A-4” e “A-6” garantiram uma expansão da matriz de forma diversificada e com custos competitivos, beneficiando diretamente os consumidores de energia.

EPE publica o Relatório de Planejamento para Atendimento aos Sistemas Isolados, Horizonte 2024 – Ciclo 2019

30/12/2019 - A Portaria MME n. 67/2018 determina que os agentes de distribuição devem apresentar anualmente à EPE suas propostas de planejamento para atendimento aos seus mercados consumidores situados em Sistemas Isolados. Tais propostas são analisadas pela EPE para subsidiar a aprovação das mesmas pelo Ministério de Minas e Energia (MME).