EPE realiza reuniões em Roraima

A equipe técnica da Empresa de Pesquisa Energética - EPE, empresa pública vinculada ao Ministério de Minas e Energia, foi recebida no dia 22 de março pelo governador de Roraima, Antônio Denarium, e membros do governo estadual, em Boa Vista.

A EPE está desenvolvendo os estudos de viabilidade técnico-econômica e de impacto ambiental da usina hidrelétrica Bem Querer, no Rio Branco, e na reunião os técnicos puderam apresentar o estágio atual desses estudos e as etapas do projeto.

Além do projeto hidrelétrico, foi discutido ainda o potencial energético do Estado de Roraima quanto a outras fontes, como eólica, solar, biomassa, destacando que o MME agendou para maio de 2019 um leilão para contratação de geração para aumentar a segurança energética para a região. Foram cadastrados na EPE mais de 150 projetos para o leilão, e as propostas estão em análise para habilitação técnica.

Essa missão técnica a Roraima ocorreu de 18 a 22 de março de 2019 e teve como objetivo dialogar com diversos representantes da sociedade civil e do governo local. A iniciativa faz parte das ações do Plano de Comunicação e Relacionamento da usina hidrelétrica Bem Querer.

No total foram sete reuniões nas prefeituras de Bonfim, Cantá, Caracaraí, Iracema, Mucajaí, além da reunião na sede do governo do Estado. A equipe também participou de um painel em Caracaraí, organizado pelo Conselho Consultivo das Unidades de Conservação Estação Ecológica - ESEC Niquiá e Parque Nacional - Parna Serra Mocidade, e outro em Boa Vista, promovido pela Associação Brasileira de Engenheiros Eletricistas de Roraima - ABEER.

O projeto da hidrelétrica Bem Querer prevê uma capacidade de geração de 650 MW, com a usina localizada no município de Caracaraí. Pelo cronograma, o Estudo de Impacto Ambiental da hidrelétrica Bem Querer deve ser analisado pelo IBAMA em 2021, sendo que atualmente ocorrem os levantamentos de campo necessários. Serão realizadas ao longo de 2019 oficinas participativas nos municípios de Boa Vista, Bonfim, Cantá, Caracaraí, Iracema e Mucajaí para o levantamento, validação e consolidação de informações junto à sociedade.

Mais informações sobre o projeto podem ser acessadas em www.uhebemquerer.com.br. Outros estudos desenvolvidos pela EPE para atendimento a Roraima podem ser acessados aqui.

WhatsApp Image 2019-03-24 at 00.22.16.jpeg

Notícias Relacionadas

A EPE realizará o Workshop Lastro e Energia (Relatório de apoio já disponível)

17/08/2019 - A EPE juntamente com o Ministério de Minas e Energia, realizará no dia 21 de agosto o Workshop Lastro e Energia, que ocorrerá no âmbito do GT Modernização do Setor Elétrico. O evento acontecerá em Brasília e contará com a participação do CCEE, ONS e ANEEL.

EPE participa do 19º Seminário de Gás Natural 2019

16/08/2019 - O diretor de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis, José Mauro Coelho, participou como representante da EPE, no dia 14 de agosto de 2019, do "19º Seminário de Gás Natural 2019". A Mesa Redonda em que participou teve o tema central “Condições para Viabilização da Oferta do Gás Natural do Pré-Sal”.

EPE lança o Informe Técnico - Competitividade do Gás Natural: Estudo de Caso na Indústria de Fertilizantes Nitrogenados

16/08/2019 - O Informe Técnico "Competitividade do Gás Natural: Estudo de Caso na Indústria de Fertilizantes Nitrogenados" é primeiro documento de uma série, que tem por objetivo avaliar o potencial de entrada de novas unidades industriais intensivas em gás natural.

EPE participa de Workshop sobre Serviços Ancilares

13/08/2019 - O evento promovido pelo ONS e ANEEL ocorreu nos dias 31 de julho e 1º de agosto, no Rio de Janeiro. A EPE foi representada pelo Consultor Técnico Daniel José Tavares de Souza, da Superintendência de Transmissão de Energia, que participou como palestrante no primeiro painel sobre “Os Serviços Ancilares no Planejamento do Sistema”.

EPE recebe a nota 10 no 4º Ciclo de Avaliação do Indicador de Governança das Estatais (IG-SEST)

12/08/2019 - No último dia 09 de agosto de 2019 a EPE recebeu a nota 10 no 4º Ciclo de Avaliação do Indicador IG-SEST. Nessa edição participaram 61 Empresas, sendo que apenas 14 empresas tiraram a nota máxima, dentre elas a EPE.