EPE publica nota técnica de Metodologia de Demanda de Eletricidade

O documento tem como objetivo descrever a metodologia de projeção de demanda de energia elétrica utilizada nos estudos de mercado e carga subsidiários do Plano Decenal de Energia (PDE) e do Plano Nacional de Energia (PNE) e nos estudos do planejamento da operação e suas revisões quadrimestrais, elaborados em conjunto com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

A necessidade de uma modelagem própria da demanda de energia elétrica nacional é vital para entender o quanto de eletricidade será necessário para o país nos cenários de curto, médio e longo prazo, de modo que esta demanda seja atendida nos diversos mecanismos de expansão da oferta de energia, entre os quais os leilões futuros. O acompanhamento da evolução do consumo de eletricidade ao longo do tempo também é salutar pois realimenta o modelo e permite uma calibragem das premissas e parâmetros utilizados na modelagem. 

NT Metodologia_Novo Modelo de Eletricidade (MDE).png

Figura: Fluxograma da Modelagem da Demanda de Energia Elétrica

A Nota técnica está assim estruturada:  no item 1 faz-se uma breve introdução sobre os tipos de metodologias disponíveis para a elaboração das previsões da demanda de energia elétrica; no item 2 são mostradas as características gerais e premissas do modelo; no item 3 descrevem-se, em linhas gerais, os principais conceitos e variáveis envolvidos na modelagem; no item 4 são apresentadas as metodologias de projeção do consumo e da carga de energia elétrica; no item 5 são elencadas as considerações finais e, no item 6, exibidas as referências para este trabalho. 

Clique aqui para acessar o documento na íntegra.

Notícias Relacionadas

EPE publica o Roadmap Eólica Offshore Brasil

23/01/2020 - Atenta à expansão observada para a fonte eólica offshore no cenário internacional nos últimos anos e às movimentações relacionadas à proposição de projetos eólicos offshore que têm ocorrido no mercado brasileiro, a Empresa de Pesquisa Energética – EPE desenvolveu o Roadmap Eólica Offshore Brasil, estudo inteiramente dedicado a essa fonte.

EPE cadastra 1.528 empreendimentos para o Leilão de Energia Nova A-4 de 2020

21/01/2020 - Foi concluído nesta sexta-feira, 17/01/2020, o cadastramento dos projetos para participação no Leilão de Energia Nova “A-4” de 2020. Anunciado pelo Ministério de Minas e Energia por meio da Portaria nº 455/2019, o Leilão está previsto para ser realizado em 28 de maio, com participação das fontes renováveis eólica, solar fotovoltaica, termelétrica a biomassa e hidrelétrica. O início de suprimento dos projetos deverá ocorrer até 1° de janeiro de 2024.

EPE publica o Boletim de Conjuntura da Indústria do Óleo & Gás do 2º semestre/2019

17/01/2020 - Nesta edição, o Boletim de Conjuntura da Indústria do Óleo & Gás apresenta o Panorama da Arábia Saudita. O texto descreve um breve histórico do desenvolvimento da indústria petrolífera saudita, além de abordar sobre as suas reservas, produção e exportação, e apresentar as principais infraestruturas de gás natural, refino e logística. Além disso, o Panorama discute a dependência do país ao setor de petróleo e os caminhos que o governo saudita tem buscado para diversificar a sua atividade econômica.

EPE, ONS e Aneel divulgam Nota Técnica com Metodologia, Premissas e Critérios para o cálculo das margens do Leilão de Energia Nova A-4/2020

10/01/2020 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE divulga Nota Técnica conjunta com o Operador Nacional do Sistema - ONS (EPE-DEE-RE-0103/2019/ONS NT 135/2019) referentes à metodologia, premissas, critérios e configuração do sistema elétrico

EPE conclui cadastramento dos projetos para os Leilões de Energia Existente A-4 e A-5 de 2020

08/01/2020 - Foi concluído, em 07/01/2020, o cadastramento dos projetos para participação nos Leilões de Energia Existente A-4 e A-5 de 2020. Anunciado pelo Ministério de Minas e Energia por meio da Portaria nº 389/2019, os Leilões estão previstos para serem realizados de forma sequencial em 30 de abril