EPE publica infográfico sobre o Valor Anual de Referência Específico – VREs

No último dia 27 de fevereiro o Ministério de Minas e Energia (MME) publicou a Portaria nº 65/2018 estabelecendo novos VREs para as seguintes tecnologias: biogás, biomassa dedicada, biomassa residual, cogeração a gás natural, eólica, PCH, resíduos sólidos urbanos e solar fotovoltaica. 

A EPE possui participação ativa neste processo, sendo responsável pelo cálculo dos valores, que passam pela aprovação do MME. Os VREs são diferenciados por fonte e consideram as respectivas condições técnicas. 

Pela legislação vigente, as distribuidoras podem contratar até 10% de seu mercado através de geração distribuída. Para tanto, as contratações devem precedidas de chamada pública promovida pelo agente distribuidor.

O VREs, instituído pela Lei nº 13.203/2015, representa o valor máximo que as distribuidoras podem pagar pela geração distribuída e repassar aos consumidores finais. Antes dessa lei, o limite de repasse era dado pelo Valor Anual de Referência – VR, calculado a partir do valor médio ponderado de compra de energia nos leilões (conforme Decreto nº 5.163/2004). Este valor, baseado em projetos centralizados, vinha se mostrando insuficiente para a contratação de energia proveniente de geradores distribuídos, pois não refletia adequadamente a escala dos empreendimentos e custos de contratação no ambiente da distribuição. 

Importante observar que o VREs não representa o valor final a ser repassado ao consumidor, mas sim o preço teto da chamada pública organizada pelas distribuidoras. O preço ao qual cada distribuidora efetivamente contratará a geração distribuída será resultado desse processo competitivo das chamadas públicas por elas realizadas. Neste contexto, torna-se importante prover mecanismos que promovam a competição de modo a capturar as vantagens de cada projeto. 

Destaca-se que a geração distribuída à qual se aplicam os VREs não deve ser confundida com a micro e minigeração distribuída, regulada pela Resolução Normativa ANEEL nº 482/2012. Nessa modalidade, aplica-se atualmente o sistema de compensação de energia elétrica (net metering), não envolvendo compra e venda, tampouco o VREs. O infográfico abaixo ajuda a compreender melhor os VREs, os processos e macroprocessos.

Infográfico sobre o Valor Anual de Referência Específico – VREs


Notícias Relacionadas

Webinar: Múltiplos Benefícios da Eficiência Energética

12/09/2018 - Com apoio da EPE e do MME, no próximo dia 19/09/2018, a Agência Internacional de Energia (AIE) promoverá webinar sobre os múltiplos benefícios da eficiência energética. O foco tradicional para promoção da eficiência energética normalmente acaba por desconsiderar benefícios tais como contribuição à sustentabilidade do setor energético, desenvolvimento social e econômico e benefícios ambientais, entre outros.

MME reabre prazo de cadastramento dos projetos para os Leilões de Energia Existente A-1 e A-2

11/09/2018 - Publicada pelo MME a Portaria n° 383/2018 que reabriu o prazo de cadastramento dos projetos interessados em participar dos Leilões de Energia Existente A-1 e A-2. Os empreendedores poderão cadastrar os projetos no Sistema AEGE e entregar os documentos necessários à Qualificação Técnica na EPE até às 12 horas do dia 14 de setembro de 2018.

INFORME Mercado Internacional de GNL 2017-2018

03/09/2018 - O mercado de GNL tem se mostrado cada vez mais dinâmico, com maior liquidez e tendendo à comoditização. Assim como no ano anterior, em 2017, expectativas de uma oferta excedente do combustível no mundo acabaram por não se concretizar, sendo compensada pelo concomitante aumento na demanda de GNL da China. A capacidade de se adequar às condições adversas de mercado vem demonstrando a maturidade cada vez maior da indústria de GNL.

Resenha Mensal: Consumo de eletricidade subiu 1,4% em julho

31/08/2018 - O consumo de eletricida-de na rede totalizou 37.894 GWh em julho, volume 1,4% maior que o registrado nesse mês em 2017. Houve aumento no Su-deste (+2,0%) e Sul (+2,4%), regiões que concentram por volta de 70% do mercado de ele-tricidade no país, e tam-bém no Centro Oeste (+3,2%) e Nordeste (+2,2%), enquanto caiu o consumo no Norte (-7,6%).

Divulgação do relatório do GT Metodologia | CPAMP

31/08/2018 - A EPE, na condição de coordenadora do GT Metodologia- CPAMP, divulga o relatório “Representação da Árvore de Cenários e Variabilidade Amostral”. Em breve será feita divulgação de data da reunião ampla com os agentes, para discussões com relação ao material apresentado e também com relação ao cronograma das atividades neste novo ciclo de trabalho 2018/2019.