EPE participa do evento “Pré-Sal e Vaca Muerta: a nova realidade energética de Brasil e Argentina

A EPE, representada pelo Superintendente Marcos Frederico Farias de Souza, participou como representante do seminário “Pré-Sal e Vaca Muerta: a nova realidade energética de Brasil e Argentina”, em 16 de maio de 2019, na Argentina. 

O seminário, organizado pelo Conselho Argentino de Relações Internacionais (CARI) e pela Embaixada do Brasil em Buenos Aires, teve como objetivo o compartilhamento de experiências sobre o aproveitamento pelo Brasil e pela Argentina de duas importantes reservas de petróleo e gás natural: os recursos da plataforma continental brasileira em águas profundas e os reservatórios de baixa permeabilidade na Argentina. 

Também foram discutidas as possibilidades que esse novo cenário de produção de petróleo e gás pode gerar para ampliar o comércio energético entre os dois países, sobretudo de gás natural e energia elétrica. As projeções indicam que em 2028 a produção de petróleo e gás de cada um dos dois países poderá duplicar os valores atuais. Com isso, para possibilitar a criação de um mercado bilateral mais integrado em energia elétrica e gás natural, além do aumento da produção, é necessitário investir em infraestrutura e num ambiente regulatório seguro e previsível, propiciando assim o aumento das oportunidades de investimento e permitindo uma melhor utilização dos recursos de ambos os países. 

No evento foram apresentados e discutidos os cenários energéticos do Brasil e da Argentina, a possibilidade de Integração Energética entre os dois países, a experiência do Brasil no pré-sal, dentre outros temas. Dentro do primeiro painel do evento, denominado “Cenários Energéticos da Argentina e Brasil até 2030”, a EPE apresentou o panorama das atividades de E&P no Brasil e as projeções de produção de petróleo e gás natural até 2030.

Além da EPE, participaram representantes do Ministério de Minas e Energia – MME e de instituições associadas e vinculadas ao MME como a Eletrobrás e a Petrobras, atores da indústria brasileira e argentina, bem como integrantes do Ministério de Relações Exteriores e da Embaixada Brasileira em Buenos Aires.

Foto 1.jpg



Notícias Relacionadas

Resenha Mensal - consumo de energia elétrica com redução de 1,3% em fevereiro

31/03/2020 - O consumo nacional de eletricidade totalizou 40.697 GWh em fevereiro, representando uma queda de 1,3% em relação ao mês de 2019, sob influência maior das regiões Sudeste (-3,7%) e Sul (-1,9%). Entre as regiões geográficas, somente a Região Norte (+17,7%) registrou alta no consumo de energia elétrica. As demais, Sudeste (-3,7%), Sul (-1,9%), Centro-Oeste (-0,6%) e Nordeste (-0,3%) apresentaram queda.

1ª Revisão Quadrimestral 2020: explicando os fundamentos do cenário

31/03/2020 - Em meio às discussões sobre os eventuais impactos da pandemia do coronavírus (ou COVID-19) no País, a 1ª Revisão Quadrimestral das Projeções da demanda de energia elétrica do Sistema Interligado Nacional 2020-2024, elaborada em conjunto por Empresa de Pesquisa Energética – EPE, Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, teve o papel de reavaliar o cenário de expansão da demanda elétrica.

EPE, ONS e ANEEL divulgam Nota Técnica com Margens de Capacidade para Escoamento de Energia Elétrica para o Leilão de Energia Nova A-4 de 2020.

27/03/2020 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE divulga a Nota Técnica 25/2020, do Operador Nacional do Sistema (ONS), contendo os quantitativos da capacidade de escoamento de energia elétrica de todos os barramentos da Rede Básica, DIT (Demais Instalações de Transmissão) e ICG (Instalações Compartilhadas de Geração) indicados pelos empreendedores no Sistema AEGE no ato do cadastramento do Leilão de Energia Nova A-4 de 2020.

Impactado pela Covid-19, consumo de energia deve cair 0,9% em 2020

27/03/2020 - A Empresa de Pesquisa Energética – EPE, em conjunto com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE e o Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS, divulga nesta sexta-feira, os dados da 1ª Revisão Quadrimestral de Carga de 2020 para o Planejamento Anual da Operação Energética – período 2020-2024. Impactado pelas medidas de contenção da Covid-19, o consumo de energia elétrica deve cair 0,9% no ano. A previsão anterior era crescer 4,2%.

Avaliação dos Benefícios Econômicos da Antecipação da Interligação dos Sistemas Isolados do Pará

27/03/2020 - A EPE publica estudo comparativo entre os custos de suprimento a 12 sistemas isoladas do Pará, avaliando os custos da geração local por termelétricas a diesel versus os custos da interligação dessas localidades ao SIN, por meio de redes de distribuição. A análise foi realizada com base na redução dos dispêndios futuros da Conta de Consumo de Combustíveis – CCC.