EPE participa do Brasil Solar Power 2018

O Brasil Solar Power já está em sua 3ª edição. O evento oficial do setor fotovoltaico brasileiro estava agendado para os dias 12 e 13 de junho de 2018, mais uma vez no Rio de Janeiro, no Centro de Convenções SulAmérica. O congresso torna-se ainda mais oportuno devido o atual cenário do setor elétrico, com a retomada dos leilões, o preço dos equipamentos em queda e as novas opções de financiamento.

bsp.jpg

Neste ano, a programação foi dedicada à Geração Centralizada (GC) e Geração Distribuída (GD). Foram convidados para instituir o congresso grandes nomes nacionais e internacionais do setor FV, as principais autoridades do setor elétrico brasileiro, os executivos das mais importantes empresas do setor e acadêmicos.

Além das palestras, o Brasil Solar Power contou com a feira de negócios, que apresentou players nacionais e internacionais, fabricantes de módulos, inversores, cabos, estruturas, EPCistas e entre outros. Os destaque do congresso foram os workshops abertos, que trouxeram novidades do setor, pesquisas de mercado, novas tecnologias e cases de sucesso. 

A EPE  participou nos dois dias do evento. No primeiro (12), o consultor técnico II da Superintendência de Projetos de Geração, Gustavo Pires da Ponte, integrou o Congresso de Geração Centralizada, no painel 1: Usinas Solares Fotovoltaicas. O especialista apresentou sobre o tema “Resumo dos projetos dos leilões e contextualização no Brasil”. 

Já no segundo dia (13), o diretor de Estudos de Energia Elétrica, Amilcar Gonçalves Guerreiro, participou como debatedor do Talk Show com as Lideranças do Setor Elétrico Brasileiro (GD e GC). Foi um debate dinâmico que abordou questões como as propostas de atualização do marco legal do setor elétrico brasileiro e suas oportunidades e consequências para a fonte, tanto para a geração centralizada quanto para a geração distribuída.

Foto03.jpg


Foto 4.jpg


Panorama.jpg


Notícias Relacionadas

EPE realiza Seminário Sobre Indicadores de Eficiência Energética

18/07/2019 - Aconteceu dia 16 de julho o Seminário sobre Indicadores de Eficiência Energética organizado pela EPE. O evento ocorreu nas dependências da instituição, das 9h às 13h. A abertura do seminário contou com a participação do presidente da EPE Thiago Barral, da representante do Ministério de Minas e Energia (MME) Samira Souza, da representante da Internacional Energy Agency (IEA) Edith Bayer e foi mediado pelo superintende da EPE, Jeferson Soares.

Por que queremos novos critérios de suprimento?

15/07/2019 - No próximo dia 17 de julho a EPE realizará no seu auditório um workshop para apresentar e discutir com os agentes uma proposta de revisão dos atuais critérios de garantia de suprimento. Essa iniciativa ocorrerá no âmbito do GT Modernização do Setor Elétrico e contará com transmissão pelo canal da EPE no Youtube. Esse workshop antecede a abertura de uma consulta pública sobre o tema. Mas afinal, do que se tratam, por que eles são tão importantes e o que se pretende com a sua revisão?

Contribua com o Relatório sobre Critério de Garantia de Suprimento

15/07/2019 - O Grupo Temático de Critério de Suprimento, coordenado pela EPE, elaborou um diagnóstico sobre a situação atual dos critérios de garantia de suprimento e propõe reflexões sobre a inclusão de novos atributos ao critério brasileiro.

EPE participa do evento Workshop to Exchange Experience on Energy System Modelling for Planning

10/07/2019 - Entre os dias 1 e 5 de julho a EPE, representada pelo analista Arnaldo Junior, participou do evento Workshop to Exchange Experience on Energy System Modelling for Planning que ocorreu no Instituto de Energia Hrvoje Požar ( EIHP ) em Zagreb, na Croácia.

EPE lança a Nota Técnica “Resposta da Demanda: Conceitos, aspectos regulatórios e planejamento energético

09/07/2019 - Considerando todos os recursos disponíveis para o Sistema Elétrico Brasileiro, a EPE lança a Nota Técnica “Resposta da Demanda: Conceitos, aspectos regulatórios e planejamento energético”. A resposta da demanda traz aos consumidores de energia elétrica maior poder, conhecimento e gerenciamento sobre seu consumo em resposta às condições de oferta, deixando de ser um coadjuvante neste mercado e passando a possuir participação ativa no futuro do sistema energético.