EPE participa do 1º Congresso da Rede Brasileira de Bioquerosene e Hidrocarbonetos Renováveis para Aviação

A EPE, representada pelo Diretor de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis, JOSÉ MAURO COELHO, participou no dia 06 de junho de 2019, do "1º Congresso da Rede Brasileira de Bioquerosene e Hidrocarbonetos Renováveis para Aviação" como palestrante do evento, com uma apresentação de título “PROJEÇÃO DE OFERTA E DEMANDA DE QAV E BIOQUEROSENE NO BRASIL”. O Secretário de Petróleo, Gás e Biocombustíveis do MME, Márcio Felix, também esteve presente no encontro, além de pesquisadores de instituições de ensino, profissionais de empresas do ramo de aviação e combustíveis, indústria de biocombustíveis, representantes de entidades e profissionais liberais.

O Congresso foi realizado nos dias 05 a 07 de junho de 2019, em Natal-RN, e teve como objetivo promover a interação das diversas entidades envolvidas na produção e utilização de combustíveis alternativos, principalmente o bioquerosene para aviação, contribuindo para um maior desenvolvimento deste setor e sua divulgação. 

Motivado pela assinatura de um acordo para neutralizar as emissões a partir de 2020, o setor de aviação internacional se mobiliza para que essa meta seja alcançada, mas considera que só é possível com a substituição total ou parcial dos combustíveis de origem fóssil por renováveis. Dessa forma, a movimentação do setor, com a realização de eventos técnicos, é importante para promover um ambiente propício para a produção de bioquerosene e de outros combustíveis alternativos.

No evento, diversos trabalhos técnico-científicos também foram apresentados, além das palestras de renomados especialistas nacionais e internacionais. 

Durante os painéis abaixo, temas de interesse do setor de produção de energias renováveis para aviação puderam ser debatidos. 

Área 01 - Biomassa / Matéria – Prima (Potencialidade, produção e Sustentabilidade).

Área 02 – Rotas de Produção. 

Área 03 – Certificação/ Qualidade de Produtos e Logística.

Área 04 – Viabilidade econômica, Políticas públicas e Meio Ambiente.”

OZS_4486.jpg


Notícias Relacionadas

EPE organiza Workshop de Critérios de Garantia de Suprimento

18/07/2019 - O workshop aconteceu dia 17 de julho, no auditório do RB1, no Rio de Janeiro. O objetivo do evento oferecido pela EPE foi apresentar e discutir com os agentes uma proposta de revisão dos atuais critérios de garantia de suprimento, uma iniciativa que ocorreu no âmbito do GT Modernização do Setor Elétrico.

EPE realiza Seminário Sobre Indicadores de Eficiência Energética

18/07/2019 - Aconteceu dia 16 de julho o Seminário sobre Indicadores de Eficiência Energética organizado pela EPE. O evento ocorreu nas dependências da instituição, das 9h às 13h. A abertura do seminário contou com a participação do presidente da EPE Thiago Barral, da representante do Ministério de Minas e Energia (MME) Samira Souza, da representante da Internacional Energy Agency (IEA) Edith Bayer e foi mediado pelo superintende da EPE, Jeferson Soares.

EPE promove, em parceria com o IBP, a segunda edição do Ciclo de Debates para Transição Energética 2019

17/07/2019 - A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) promoveu, em parceria com o IBP, a segunda edição do Ciclo de Debates para Transição Energética 2019. O evento aconteceu no dia 02 de julho, no Prodigy Hotel, no Rio de Janeiro.

Por que queremos novos critérios de suprimento?

15/07/2019 - No próximo dia 17 de julho a EPE realizará no seu auditório um workshop para apresentar e discutir com os agentes uma proposta de revisão dos atuais critérios de garantia de suprimento. Essa iniciativa ocorrerá no âmbito do GT Modernização do Setor Elétrico e contará com transmissão pelo canal da EPE no Youtube. Esse workshop antecede a abertura de uma consulta pública sobre o tema. Mas afinal, do que se tratam, por que eles são tão importantes e o que se pretende com a sua revisão?

Contribua com o Relatório sobre Critério de Garantia de Suprimento

15/07/2019 - O Grupo Temático de Critério de Suprimento, coordenado pela EPE, elaborou um diagnóstico sobre a situação atual dos critérios de garantia de suprimento e propõe reflexões sobre a inclusão de novos atributos ao critério brasileiro.