EPE participa de fórum global sobre energia limpa

O encontro promovido pela Clean Energy Ministerial (CEM) e pela Mission Innovation (MI) aconteceu de 27 a 29 de maio em Vancouver, Canadá. O presidente da EPE, Thiago Barral, representou o Brasil e liderou a delegação pelo segundo ano consecutivo das reuniões.

Ele realizou uma apresentação sobre as iniciativas do País na área de energia limpa e sobre como os atores do governo, da academia e da indústria estão se mobilizando para promover uma transição energética no Brasil. "Fomos recebidos pelo ministro canadense de recursos naturais Amarjeet Sohi e com uma mensagem de apoio do primeiro-ministro Justin Trudeau".

O evento, denominado CEM10/MI-4, é um forum internacional dos mais relevantes da atualidade na discussão e formulação de políticas orientadas ao desenvolvimento de energias limpas. Tem como objetivo proporcionar a troca de experiências na promoção do uso de energias limpas entre líderes governamentais, representantes da indústria e de organizações não governamentais, pesquisadores e investidores de mais de 20 nações.

Barral destaca que "a representação feminina esteve em alta na delegação brasileira. Tivemos a Clarissa Forecchi (Itamaraty), extremamente dedicada e competente, a Bárbara Bressan Rocha (CGEE), que hoje coordena um importante trabalho sobre investimentos em inovação na área de energias sustentáveis, a Elbia Gannoum, que recebeu prêmio pelo seu destaque como liderança feminina no desenvolvimento das energias limpas, numa das sessões mais concorridas do evento. Na energia nuclear, Alice Cunha da Silva da Westinghouse marcou presença nas discussões. E entre os três Youth Leaders brasileiros na área de energia, duas mulheres foram selecionadas."

canada1.jpg


Notícias Relacionadas

Giovani Vitória Machado é o novo Diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais da EPE

24/06/2019 - Aos 49 anos, Giovani Vitória Machado é o novo Diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). O novo diretor tomou posse do cargo nesta segunda-feira (24/06) pela manhã.

EPE divulga Análise de Conjuntura de Biocombustíveis - Ano base 2018

24/06/2019 - A EPE divulgou hoje (24), a décima edição do documento "Análise de Conjuntura dos Biocombustíveis", com os fatos mais relevantes ocorridos no ano de 2018. O documento é elaborado pela Diretoria de Petróleo, Gás e Biocombustíveis da empresa e nesse ano ganhou uma edição comemorativa.

EPE participa do Ethanol Summit 2019

17/06/2019 - A edição de 2019 do evento Ethanol Summit, que está em seu décimo-segundo ano, acontece nos dias 17 e 18 de junho no Centro de Eventos da Fecomércio, em São Paulo. O evento contará com quatro sessões plenárias, duas palestras-magnas, 18 painéis temáticos e eventos paralelos ao longo dos dois dias.

EPE participa do 1º Congresso da Rede Brasileira de Bioquerosene e Hidrocarbonetos Renováveis para Aviação

17/06/2019 - A EPE, representada pelo Diretor de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis, JOSÉ MAURO COELHO, participou no dia 06 de junho de 2019, do "1º Congresso da Rede Brasileira de Bioquerosene e Hidrocarbonetos Renováveis para Aviação" como palestrante do evento, com uma apresentação de título “PROJEÇÃO DE OFERTA E DEMANDA DE QAV E BIOQUEROSENE NO BRASIL”. O Secretário de Petróleo, Gás e Biocombustíveis do MME, Márcio Felix, também esteve presente no encontro, além de pesquisadores de instituições de ensino, profissionais de empresas do ramo de aviação e combustíveis, indústria de biocombustíveis, representantes de entidades e profissionais liberais.

EPE cadastra 1.829 empreendimentos para o Leilão A-6 de 2019 e bate recorde de oferta com mais de 100 GW

11/06/2019 - Foi concluído nesta terça-feira, 11/06/2019, às 12h00, o cadastramento dos projetos para participação no Leilão de Energia Nova “A-6” de 2019. Anunciado pelo Ministério de Minas e Energia por meio da Portaria nº 222, de 06 de maio de 2019, o Leilão está previsto para ser realizado em 17 de outubro, com participação das fontes eólica, solar fotovoltaica, termelétrica a biomassa, carvão mineral nacional e gás natural e hidrelétrica com capacidade instalada de 1 a 50 MW.