EPE lança Relatório Especial em Inglês sobre a Conjuntura da Indústria Petrolífera Brasileira

Declínio, reforma, recuperação e novo ímpeto do setor energético brasileiro

RIO DE JANEIRO – O colapso dos preços de petróleo no fim de 2014 e sua lenta recuperação até meados de 2017, combinada com a grave crise macroeconômica e instabilidade que atingiu o Brasil, causaram estragos no setor petrolífero brasileiro. Essa crise foi agravada devido aos problemas da Petrobras com atividades investigativas e sua dívida, além do crescente déficit brasileiro e da perda do grau de investimento soberano.

A crise deixou claro que uma regulação excessivamente rígida não favorecia investimentos externos. Em particular, nesse momento a Petrobras não possuía meios de desenvolver os recursos offshore nacionais, muito menos o restante da cadeia de valor da indústria de petróleo e gás.

Hoje, o Brasil voltou a se destacar como uma das principais províncias petrolíferas do mundo. O relatório no link abaixo realça como fatos e eventos relevantes impulsionaram o desenvolvimento do setor de petróleo no País. O reposicionamento estratégico da Petrobras, novas tecnologias, reduções de custos e excelentes condições geológicas desempenharam um papel importante. Todavia, o marco regulatório revisado e a nova postura do Estado em relação ao setor foram o que efetivamente alterou a percepção sobre o País, permitindo que o Brasil não apenas superasse a crise, mas também prosperasse.

Relatório Especial em Inglês sobre a Conjuntura da Indústria Petrolífera Brasileira

 Please, if you are looking for the english version, click here.




Notícias Relacionadas

EPE tem diversos artigos publicados no Anuário Cenários Eólica

15/01/2019 - A Brasil Energia lança a nova edição do anuário sobre o setor de energia eólica no país. Nele, além da qualidade editorial da equipe de jornalistas especializados da Brasil Energia, você terá acesso as contribuições exclusivas de importantes nomes do mercado de energia eólica, em especial, destacamos os colunistas da EPE:

Previsão de Carga para o Planejamento Anual da Operação Energética Ciclo 2019 (2019-2023)

11/01/2019 - O documento tem por objetivo apresentar o detalhamento das premissas e dos resultados da Previsão de carga para o Planejamento Anual da Operação Energética 2019-2023, elaborados em conjunto por Empresa de Pesquisa Energética – EPE, Operador Nacional do Sistema Elétrico - ONS e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, antecipados no correspondente Boletim Técnico, divulgado no final do mês de novembro de 2019. Essas previsões de carga passaram a ser utilizadas a partir do Programa Mensal da Operação (PMO) de janeiro/2019.

Pela primeira vez, a EPE publica o Relatório de Planejamento para Atendimento aos Sistemas Isolados, Horizonte 2023 – Ciclo 2018

08/01/2019 - A Portaria MME nº 67/2018 publicada em março de 2018, solicita que os Agentes de Distribuição dos Sistemas Isolados elaborem proposta de planejamento para atendimento aos seus mercados consumidores situados em Sistemas Isolados, e as encaminhe para avaliação técnica da EPE e posterior aprovação do planejamento pelo Ministério de Minas e Energia (MME),

EPE realiza Lançamento de Notas Técnicas sobre Gás Natural

07/01/2019 - Ocorreu, no dia 18 de dezembro de 2018, no auditório da EPE, o evento “Lançamento de Notas Técnicas sobre Gás Natural”. Neste evento, organizado pela Diretoria de Estudos do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis da EPE, foram abordadas as perspectivas para a indústria de gás natural no Brasil nos próximos anos, tendo como pano de fundo três estudos publicados pela EPE no final de 2018.

EPE publica 5º Boletim de Conjuntura da Indústria do Petróleo

02/01/2019 - O quinto número do Boletim de Conjuntura da indústria do Petróleo apresenta o panorama da Venezuela. Detentor da maior reserva global de petróleo, este país enfrentou uma expressiva queda da produção devido às dificuldades enfrentadas pela indústria. A instabilidade político-econômica e restrições de acesso ao crédito em decorrência das sanções financeiras são alguns dos desafios que a Venezuela necessita solucionar para recuperar sua indústria petrolífera.