EPE lança Relatório Especial em Inglês sobre a Conjuntura da Indústria Petrolífera Brasileira

Declínio, reforma, recuperação e novo ímpeto do setor energético brasileiro

RIO DE JANEIRO – O colapso dos preços de petróleo no fim de 2014 e sua lenta recuperação até meados de 2017, combinada com a grave crise macroeconômica e instabilidade que atingiu o Brasil, causaram estragos no setor petrolífero brasileiro. Essa crise foi agravada devido aos problemas da Petrobras com atividades investigativas e sua dívida, além do crescente déficit brasileiro e da perda do grau de investimento soberano.

A crise deixou claro que uma regulação excessivamente rígida não favorecia investimentos externos. Em particular, nesse momento a Petrobras não possuía meios de desenvolver os recursos offshore nacionais, muito menos o restante da cadeia de valor da indústria de petróleo e gás.

Hoje, o Brasil voltou a se destacar como uma das principais províncias petrolíferas do mundo. O relatório no link abaixo realça como fatos e eventos relevantes impulsionaram o desenvolvimento do setor de petróleo no País. O reposicionamento estratégico da Petrobras, novas tecnologias, reduções de custos e excelentes condições geológicas desempenharam um papel importante. Todavia, o marco regulatório revisado e a nova postura do Estado em relação ao setor foram o que efetivamente alterou a percepção sobre o País, permitindo que o Brasil não apenas superasse a crise, mas também prosperasse.

Relatório Especial em Inglês sobre a Conjuntura da Indústria Petrolífera Brasileira

 Please, if you are looking for the english version, click here.




Notícias Relacionadas

EPE realiza I Workshop do Mercado de Energia Elétrica do ciclo 2019

22/05/2019 - A primeira edição de 2019 do Workshop do Mercado de Energia Elétrica no âmbito da COPAM correu nos dias 09 e 10 de maio. Os encontros promovidos pela COPAM têm como objetivo a troca de experiências e informações entre os agentes e a EPE.

EPE, ONS e ANEEL divulgam revisão 2 da Nota Técnica com Margens de Capacidade para Escoamento de Energia Elétrica para o Leilão A-4/2019

22/05/2019 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE divulga a revisão 2 da Nota Técnica 0046/2019, do Operador Nacional do Sistema (ONS), contendo os quantitativos da capacidade de escoamento de energia elétrica de todos os barramentos da Rede Básica, DIT (Demais Instalações de Transmissão) e ICG (Instalações Compartilhadas de Geração) indicados pelos empreendedores no Sistema AEGE no ato do cadastramento deste leilão.

EPE publica estudo de expansão da transmissão para as Regiões de Cruzeiro do Sul e Feijó, no Acre

20/05/2019 - Foi finalizado no primeiro trimestre de 2019 o estudo de integração de Cruzeiro do Sul e Feijó ao Sistema Interligado Nacional, elaborado pela equipe da Superintendência de Transmissão de Energia (STE) em conjunto com a Superintendência de Meio Ambiente (SMA).

EPE participa de debate sobre Preços de Liquidação de Diferenças

17/05/2019 - O Workshop Internacional sobre Limites de Preços do Mercado de Curto Prazo, organizado pela ANEEL, aconteceu dia 15 de maio em São Paulo, no auditório da FIESP. O objetivo do encontro era debater a definição de limite do Preço de Liquidação de Diferenças (PLD) no Mercado de Curto Prazo, tema previsto para a Agenda Regulatória 2019-2020. O presidente da EPE, Thiago Barral, participou do painel 1, com o tema “Visão das Instituições Públicas”.

Leilão A-6 de 2019: EPE disponibiliza Informe Técnico sobre Preços de Referência dos Combustíveis para as Usinas Termelétricas

17/05/2019 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE disponibiliza, no link abaixo, o Informe Técnico com as referências de preços de combustíveis para o Leilão de Energia A-6/2019. O Informe Técnico nº 030/2019 apresenta as informações que subsidiam a determinação do Custo Variável Unitário (CVU), que será utilizado na definição da Garantia Física (GF), dos valores esperados do Custo Variável da Operação (COP) e do Custo Econômico de Curto Prazo (CEC) dos projetos termelétricos, com vistas à participação no referido certame.