EPE lança Relatório Especial em Inglês sobre a Conjuntura da Indústria Petrolífera Brasileira

Declínio, reforma, recuperação e novo ímpeto do setor energético brasileiro

RIO DE JANEIRO – O colapso dos preços de petróleo no fim de 2014 e sua lenta recuperação até meados de 2017, combinada com a grave crise macroeconômica e instabilidade que atingiu o Brasil, causaram estragos no setor petrolífero brasileiro. Essa crise foi agravada devido aos problemas da Petrobras com atividades investigativas e sua dívida, além do crescente déficit brasileiro e da perda do grau de investimento soberano.

A crise deixou claro que uma regulação excessivamente rígida não favorecia investimentos externos. Em particular, nesse momento a Petrobras não possuía meios de desenvolver os recursos offshore nacionais, muito menos o restante da cadeia de valor da indústria de petróleo e gás.

Hoje, o Brasil voltou a se destacar como uma das principais províncias petrolíferas do mundo. O relatório no link abaixo realça como fatos e eventos relevantes impulsionaram o desenvolvimento do setor de petróleo no País. O reposicionamento estratégico da Petrobras, novas tecnologias, reduções de custos e excelentes condições geológicas desempenharam um papel importante. Todavia, o marco regulatório revisado e a nova postura do Estado em relação ao setor foram o que efetivamente alterou a percepção sobre o País, permitindo que o Brasil não apenas superasse a crise, mas também prosperasse.

Relatório Especial em Inglês sobre a Conjuntura da Indústria Petrolífera Brasileira

 Please, if you are looking for the english version, click here.




Notícias Relacionadas

Grupo de Trabalho disponibiliza nota técnica sobre análise das perdas do sistema elétrico brasileiro

19/11/2018 - O Comitê Gestor de Informações Energéticas – CGIE, por meio do Grupo de Trabalho Perdas (GT Perdas), composto por representantes da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), sob coordenação do Ministério de Minas e Energia (MME), divulgou Nota Técnica com os resultados relacionados à identificação e quantificação das parcelas que compõem as chamadas "perdas" do Sistema Elétrico Brasileiro.

EPE divulga Custos Marginais de Operação dos Leilões de Energia Existente A-1 e A-2/2018

14/11/2018 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE disponibiliza o conjunto dos Custos Marginais de Operação (CMO) que serão utilizados no cálculo dos valores esperados do Custo de Operação (COP) e do Custo Econômico de Curto Prazo (CEC) dos empreendimentos de geração termelétrica para os Leilões de Energia Existente A-1/2018 e A-2/2018.

Caso Base dos Leilões de Energia Existente A-1 e A-2/2018 – Cálculo e Revisão das Garantias Físicas

14/11/2018 - A Empresa de Pesquisa Energética – EPE disponibiliza, na área de leilões de energia, o caso base com os arquivos de dados para o modelo NEWAVE, utilizados no cálculo e revisão das Garantias Físicas de Energia dos empreendimentos termelétricos com CVU diferente de zero, para participação nos Leilões de Energia Existente A-1 e A-2/2018.

EPE publica estudo sobre Estocagem Subterranea de Gas Natural

13/11/2018 - A história e o desenvolvimento da estocagem subterrânea de gás natural (ESGN) é indissociável da do gás natural. Por se tratar de uma indústria de rede, a indústria de gás natural requereu desde o seu início tecnologias para lidar com o descasamento temporal e espacial da oferta e da demanda.

Webinar “Energy Efficiency Market Report 2018” da Agência Internacional de Energia - Convite

12/11/2018 - Com apoio do MME, da EPE e da Secretaria de Energia (SENER) do México, a Agência Internacional de Energia (AIE) promoverá webinar sobre o relatório “Energy Efficiency Market Report 2018” (Relatório de Mercado de Eficiência Energética 2018), publicado recentemente pela AIE.