EPE apresenta os resultados do levantamento de dados de eficiência energética na indústria brasileira, no âmbito do projeto META

Com o objetivo de apresentar os resultados parciais do estudo “Análise da Eficiência Energética em Setores Selecionados da Indústria”, desenvolvido em parceria com o Banco Mundial e o Ministério de Minas e Energia (MME), a SEE/DEA realizou no dia 29/agosto, no auditório do MME.

O estudo visa coletar e identificar dados e oportunidades de eficiência energética na indústria brasileira, possibilitando, entre outros, atualizar o Balanço de Energia Útil (BEU) para parte da indústria. Os resultados permitirão aperfeiçoamento de ferramentas de projeção de demanda de energia na indústria, bem como fornecimento de insumos para elaboração de propostas para promoção de eficiência energética na indústria brasileira. Este projeto é financiado com recursos do Projeto META, tendo sido assinado em 2013, com o Termo de Referência estabelecido antes dessa data, contudo. A execução do projeto é realizada pelo consórcio Applus-Qualitec e envolve pesquisa de campo em segmentos industriais tais como: cadeia de alumínio, siderurgia, química, alimentos & bebidas, papel & celulose e cerâmica. Em cada segmento, por sua vez, há desagregação em sub-segmentos adicionais, de modo a compreender melhor o uso da energia de forma mais desagregada.

A apresentação foi realizada em duas partes. Na primeira delas, o superintendente Jeferson Soares contextualizou o histórico do projeto, sua importância, objetivos, desafios e lições aprendidas. Destacou-se a relevância que os dados coletados em campo agregarão para os trabalhos da EPE nessa área, além dos próximos passos, que incluirão a análise e interpretação final dos dados obtidos em campo, de modo a aproveitá-los de maneira adequada a esses trabalhos. A segunda parte da apresentação foi realizada pela equipe fiscalização do contrato, Arnaldo Júnior e Patrícia Messer, onde foram destacados os principais resultados, fornecendo uma visão panorâmica dos dados obtidos, como por exemplo, as faixas de consumo específico global e potenciais preliminares de eficiência energética obtidos até o momento. O estudo se encontra em fase de finalização e os produtos do estudo podem ser acessados aqui


Notícias Relacionadas

EPE REALIZA I “WORKSHOP” DO MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA DO CICLO 2020

02/06/2020 - A primeira edição de 2020 do Workshop do Mercado de Energia Elétrica no âmbito da COPAM (Comissão Permanente de Análise e Acompanhamento do Mercado de Energia Elétrica) ocorreu no dia 21 de maio por videoconferência.

EPE projeta impactos da Covid-19 no mercado brasileiro de combustíveis

02/06/2020 - Os desdobramentos das medidas adotadas com o objetivo de conter a disseminação da pandemia da Covid-19 provocaram um grande impacto na demanda de combustíveis. Para analisar suas consequências no comportamento do mercado brasileiro, a EPE projetou três trajetórias, de 2020 até 2022, que contemplam hábitos de consumo da população e períodos de isolamento social.

Resenha de Maio reflete impactos da pandemia da COVID-19

29/05/2020 - O consumo de energia elétrica na rede em abril apresentou retração de 6,6% em relação a igual período do ano anterior, refletindo os impactos da pandemia da COVID-19 nas classes de consumo, principalmente, nas classes comercial (-17,9%) e industrial (-12,4%).

EPE publica Instruções para Apresentação de Planejamento dos Sistemas Isolados

28/05/2020 - EPE publica a atualização das "Instruções para Apresentação de Proposta de Planejamento do Atendimento aos Sistemas Isolados". Nesse ciclo de 2020, assim como já realizado no ciclo anterior, as propostas deverão ser submetidas à EPE exclusivamente por meio do Sistema de Acompanhamento dos Sistemas Isolados – SASI, plataforma desenvolvida com o objetivo de automatizar e agilizar os processos de coleta e de análise dos dados de planejamento das distribuidoras.

Heloísa Borges Esteves é eleita Diretora de Petróleo, Gás e Biocombustíveis da EPE

25/05/2020 - A Empresa de Pesquisa Energética (EPE), anuncia a nomeação e posse de Heloísa Borges Esteves como Diretora de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis. Para assumir a nova função da EPE, ela deixa o posto que ocupava à frente da Superintendência de Promoção de Licitações da Agência Nacional do Petróleo (ANP).