EPE anuncia medidas para evitar contaminação e propagação da COVID-19

Esta página foi atualizada em 18/03/2020 às 10h30 e poderá vir a sofrer novas atualizações.

Informamos que a EPE vem acompanhando a evolução da pandemia de COVID-19 e orientando seus empregados a partir do que vem sendo apresentado pelas autoridades médicas e governamentais.

Nesse sentindo, a EPE, diante da necessidade de preservar a continuidade dos serviços prestados e visando à mitigação dos riscos, vem progressivamente ampliando o rol de medidas relacionados a essa situação. A seguir, detalhamos o cronograma de comunicados realizados.

No dia 11/03/2020, foi realizado Comunicado interno com orientações para prevenção do contágio e informadas ações imediatas da empresa como a disponibilização de álcool-gel no ambiente de trabalho.

No dia 12/03/2020, foram informadas medidas restritivas a viagens internacionais, nacionais, eventos, recebimento de delegações, etc. Também foram definidos critérios para quarentena para empregados retornando de viagem.

A partir de 16/03/2020, a EPE também passa a aplicar regime de trabalho remoto para pessoas identificadas como em grupo de risco, em contato domiciliar com pessoas nessa condição, para pais que não tenham condições de garantir ambiente seguro para seus filhos, em razão de interrupção de escolas e creches.

Após as medidas anunciadas pela EPE aos seus funcionários no domingo, 15/03, a segunda e terça-feiras teve cerca de 50% do efetivo em regime de trabalho remoto e continuidade das atividades da empresa.

No dia 17/03, a EPE anunciou a segunda fase de implementação de trabalho remoto, visando ampliar ao máximo, a partir de 18/03, o efetivo trabalhando de casa, sem perda de continuidade.

As campanhas informativas continuam na empresa, visando a mitigar os riscos de contágio, proteger a saúde da coletividade e reduzir a pressão sobre os serviços de saúde.

Em razão dos investimentos realizados nos últimos anos, a empresa dispõe de recursos de tecnologia da informação para apoiar condições excepcionais de trabalho. A expectativa é de que as atividades da EPE possam continuar transcorrendo sem maiores impactos. Em caso de novas contingências, serão priorizadas aquelas atividades mais críticas ou relevantes.

A EPE continuará trabalhando para dar sua contribuição na redução dos riscos da pandemia de COVID-19 (novo coronavírus), com o menor impacto possível na continuidade das atividades da empresa.

Considerando a evolução da pandemia de Covid-19 novas medidas poderão ser adotadas. A EPE manterá os empregados e demais interessados informados sobre novas orientações.

A EPE ressalta ainda a importância de buscar sempre informações de fontes confiáveis, como http://plataforma.saude.gov.br/novocoronavirus/

Agradecemos a compreensão de todos.

EPE contra Coronavirus.png

Notícias Relacionadas

Resenha Mensal - consumo de energia elétrica com redução de 1,3% em fevereiro

31/03/2020 - O consumo nacional de eletricidade totalizou 40.697 GWh em fevereiro, representando uma queda de 1,3% em relação ao mês de 2019, sob influência maior das regiões Sudeste (-3,7%) e Sul (-1,9%). Entre as regiões geográficas, somente a Região Norte (+17,7%) registrou alta no consumo de energia elétrica. As demais, Sudeste (-3,7%), Sul (-1,9%), Centro-Oeste (-0,6%) e Nordeste (-0,3%) apresentaram queda.

1ª Revisão Quadrimestral 2020: explicando os fundamentos do cenário

31/03/2020 - Em meio às discussões sobre os eventuais impactos da pandemia do coronavírus (ou COVID-19) no País, a 1ª Revisão Quadrimestral das Projeções da demanda de energia elétrica do Sistema Interligado Nacional 2020-2024, elaborada em conjunto por Empresa de Pesquisa Energética – EPE, Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, teve o papel de reavaliar o cenário de expansão da demanda elétrica.

EPE, ONS e ANEEL divulgam Nota Técnica com Margens de Capacidade para Escoamento de Energia Elétrica para o Leilão de Energia Nova A-4 de 2020.

27/03/2020 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE divulga a Nota Técnica 25/2020, do Operador Nacional do Sistema (ONS), contendo os quantitativos da capacidade de escoamento de energia elétrica de todos os barramentos da Rede Básica, DIT (Demais Instalações de Transmissão) e ICG (Instalações Compartilhadas de Geração) indicados pelos empreendedores no Sistema AEGE no ato do cadastramento do Leilão de Energia Nova A-4 de 2020.

Impactado pela Covid-19, consumo de energia deve cair 0,9% em 2020

27/03/2020 - A Empresa de Pesquisa Energética – EPE, em conjunto com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE e o Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS, divulga nesta sexta-feira, os dados da 1ª Revisão Quadrimestral de Carga de 2020 para o Planejamento Anual da Operação Energética – período 2020-2024. Impactado pelas medidas de contenção da Covid-19, o consumo de energia elétrica deve cair 0,9% no ano. A previsão anterior era crescer 4,2%.

Avaliação dos Benefícios Econômicos da Antecipação da Interligação dos Sistemas Isolados do Pará

27/03/2020 - A EPE publica estudo comparativo entre os custos de suprimento a 12 sistemas isoladas do Pará, avaliando os custos da geração local por termelétricas a diesel versus os custos da interligação dessas localidades ao SIN, por meio de redes de distribuição. A análise foi realizada com base na redução dos dispêndios futuros da Conta de Consumo de Combustíveis – CCC.