Empresa de Pesquisa Energética Recebe Projeto de Eficiência da Light

A Light está prestes a dar início à implantação do projeto de eficiência energética na Empresa de Pesquisa Energética (EPE) do Rio de Janeiro. As ações de modernização contemplam a aplicação de película nas janelas, a segregação de circuitos e a substituição de lâmpadas. A expectativa é que a fase de execução comece em fevereiro, de acordo com a empresa contratada JCL Engenharia.

As lâmpadas halógenas, fluorescentes tubulares e fluorescentes compactas serão substituídas por lâmpadas LED, o que vai proporcionar maior vida útil nas instalações internas do prédio, localizado na Avenida Rio Branco.

A aplicação da película nas janelas vai reduzir a carga térmica dos escritórios, o que significa exigir menor consumo dos aparelhos de ar condicionado. A segregação dos circuitos vem como solução para minimizar o tempo de uso da iluminação. Hoje, um único disjuntor aciona muitos pontos de iluminação simultaneamente, o que é desnecessário quando, por exemplo, apenas uma pessoa está usando o ambiente ou há a possibilidade do aproveitamento da luz natural proveniente das janelas.

Os estudos técnicos estimam uma economia de 174,53 MWh/ano, além de uma redução de demanda no horário de ponta de 33,67 kW. A parceria utiliza recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Aneel e é fruto da 2ª Chamada Pública de Projetos. O investimento total do projeto é de R$ 431 mil, sendo R$ 361 mil de recursos do PEE da Light e R$ 50 mil de contrapartida do cliente. O investimento será disponibilizado para EPE na modalidade de contratação desempenho.

Mais informações

Assessoria de Imprensa - Light

Fonte: https://www.maxpress.com.br/Conteudo/1,935301,Empresa_de_pesquisa_energetica_recebe_projeto_de_eficiencia_da_Light,935301,2.htm


Notícias Relacionadas

Projeções do setor já refletem sinais de recuperação da indústria

21/02/2018 - Demanda por energia em 2017 atingiu nível semelhante ao de 2014. Capacidade ociosa ainda é grande e há folga no sistema. Sobre este tema, o diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais, Thiago Vasconcellos Barral Ferreira, e a superintendente-adjunta de Estudos Econômicos, Carla Achão, foram entrevistados em reportagem especial do CanalEnergia.

José Mauro Ferreira Coelho, Diretor de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis é agraciado com a Medalha Tiradentes na Alerj

19/02/2018 - Instituída em 1989, láurea já premiou autoridades e personalidades políticas, diplomáticas e religiosas, além de empresas públicas e privadas. É a maior honraria concedida pela câmara fluminense, sendo a comenda mais importante do Poder Legislativo do Rio de Janeiro (ALERJ), destinada a premiar personalidades que tenham prestado relevantes serviços à causa pública.

Thiago Vasconcellos Barral Ferreira é o novo Diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais da EPE

02/02/2018 - Aos 34 anos, Thiago Vasconcellos Barral Ferreira é o novo Diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). A nomeação ocorreu hoje, sexta-feira (02/02), por publicação de um decreto presidencial no Diário Oficial da União (DOU).

Flexibilidade no sistema elétrico é tema de evento e publicação conjunta da EPE, MME e Ministério Alemão de Economia e Energia

02/02/2018 - A EPE e o MME, em parceria com o Ministério Alemão da Economia e Energia (BMWi), com o apoio da Agência Alemã para a Cooperação Internacional (GIZ) organizaram o Workshop " Untapping flexibility in power systems", com o objetivo de discutir estratégias para a garantia de flexibilidade operacional nos seus sistemas elétricos, especialmente diante do crescimento das fontes renováveis na matriz, notadamente a energia eólica e a solar fotovoltaica.

Brasil toma a decisão política de ingressar à IRENA

18/01/2018 - A participação brasileira na IRENA contribuirá para a Plataforma Biofuturo, iniciativa do Ministério das Relações Exteriores (MRE), que conta com a participação do MME. As ações do MRE no campo internacional estão compatíveis com o Programa RenovaBio, que foi sancionado pelo Presidente da República em dezembro do ano passado.