Dois volumes da Série “O papel da EPE” são publicados

No sentido de promover maior transparência sobre suas atividades e papel institucional, a EPE publica hoje dois volumes da Série "O papel da EPE", trabalho que busca validar eixos estratégicos de atuação da EPE e promover maior aproximação com a sociedade.

O Volume I ressalta a importância do planejamento energético na viabilização de um mercado competitivo, dinâmico e que garanta a segurança do suprimento. Nesse sentido, resgatamos os antecedentes históricos e eventos críticos que levaram à criação da EPE, como peça-chave na liberalização dos mercados de energia elétrica nos anos 90. Posteriormente, abordamos a importância da análise conjunta de diferentes mercados de energia (eletricidade, gás natural, petróleo e combustíveis) pela EPE, através do planejamento energético integrado, permitindo compreender os mercados de energia de maneira sistêmica.

O Volume II, por sua vez, faz uso dos conceitos e experiências no campo da economia para demonstrar a importância da coleta/produção, consolidação e disponibilização pública de dados básicos, informações e estatísticas energéticas. A informação é elemento essencial para garantir a melhor alocação de recursos e é indispensável na tomada de decisão dos agentes sobre como e quanto consumir, produzir ou investir. Em condições ideais, a informação deveria estar disponível, acessível, com baixo ou nenhum custo de obtenção para todos os agentes do mercado. A disponibilização de informações para os agentes contribui para o funcionamento dos mercados,  induzindo eficiência, facilitando o acesso de novos entrantes e aumentando o bem estar da sociedade.

Para ilustrar a análise, apresentamos benchmarking internacional, utilizando o caso da Energy Information Agency (EIA) para traçar um paralelo com a EPE. A EIA é uma agência pública dos EUA, que se tornou referência mundial na produção de estatísticas de fontes e usos de energéticos, informações de mercados, assim como na projeção de cenários de curto, médio e longo prazos não apenas para os EUA, mas para o mundo e outros países/regiões. A agência está comprometida em aumentar o valor de seus dados gratuitos e abertos, em linha com as evidências dos benefícios econômicos dessa abordagem, bem como a melhoria da formulação das políticas energéticas dos EUA e mesmo de outros países.

Saiba mais acessando os volumes da Série "O papel da EPE", clique aqui


Notícias Relacionadas

Grupo de Trabalho disponibiliza nota técnica sobre análise das perdas do sistema elétrico brasileiro

19/11/2018 - O Comitê Gestor de Informações Energéticas – CGIE, por meio do Grupo de Trabalho Perdas (GT Perdas), composto por representantes da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), sob coordenação do Ministério de Minas e Energia (MME), divulgou Nota Técnica com os resultados relacionados à identificação e quantificação das parcelas que compõem as chamadas "perdas" do Sistema Elétrico Brasileiro.

EPE divulga Custos Marginais de Operação dos Leilões de Energia Existente A-1 e A-2/2018

14/11/2018 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE disponibiliza o conjunto dos Custos Marginais de Operação (CMO) que serão utilizados no cálculo dos valores esperados do Custo de Operação (COP) e do Custo Econômico de Curto Prazo (CEC) dos empreendimentos de geração termelétrica para os Leilões de Energia Existente A-1/2018 e A-2/2018.

Caso Base dos Leilões de Energia Existente A-1 e A-2/2018 – Cálculo e Revisão das Garantias Físicas

14/11/2018 - A Empresa de Pesquisa Energética – EPE disponibiliza, na área de leilões de energia, o caso base com os arquivos de dados para o modelo NEWAVE, utilizados no cálculo e revisão das Garantias Físicas de Energia dos empreendimentos termelétricos com CVU diferente de zero, para participação nos Leilões de Energia Existente A-1 e A-2/2018.

EPE publica estudo sobre Estocagem Subterranea de Gas Natural

13/11/2018 - A história e o desenvolvimento da estocagem subterrânea de gás natural (ESGN) é indissociável da do gás natural. Por se tratar de uma indústria de rede, a indústria de gás natural requereu desde o seu início tecnologias para lidar com o descasamento temporal e espacial da oferta e da demanda.

Webinar “Energy Efficiency Market Report 2018” da Agência Internacional de Energia - Convite

12/11/2018 - Com apoio do MME, da EPE e da Secretaria de Energia (SENER) do México, a Agência Internacional de Energia (AIE) promoverá webinar sobre o relatório “Energy Efficiency Market Report 2018” (Relatório de Mercado de Eficiência Energética 2018), publicado recentemente pela AIE.