Aprovação da Política de Integridade da EPE

O Conselho de Administração da EPE aprovou no dia 30 de outubro de 2018 a Política de Integridade da Empresa, por meio da DCA nº 02/168ª. A Política de Integridade firma a compreensão, conceito e diretrizes do exercício moral e ético de todos na empresa.

A Política de Integridade, a partir do compromisso assumido de todos, reforça o modus operandis de uma empresa forte, solidária e dinâmica. Trata-se do propósito de sermos a melhor referência no ato de subsídio ao planejamento energético do país, o que acaba por reforçar o nosso papel estratégico de empresa de Estado. Esse importante instrumento normativo corrobora no cumprimento de diversos dispositivos legais, dentre eles: 1) Lei 13.303, de 30 de junho de 2016; 2) Decreto 8.945, de 27 de dezembro de 2016; 3) Resolução CGPAR de nº 18, de 10 de maio de 2016; 4) Instrução Normativa Conjunta nº 1 do Ministério do Planejamento/CGU, de 10 de maio de 2016; 5) Lei nº 12.846 de 01 de agosto de 2013 e 6) Decreto nº 8.420 de 18 de março de 2015.

O compromisso com a Integridade não visa apenas atender aos requisitos legais, mas o de defender a empresa e de estabelecer um novo marco de responsabilidade com a Política Energética do país e, principalmente, com o cidadão, que conta com a nossa responsabilidade e desempenho técnico e ético.

Assim, reforçaremos as Políticas já aprovadas na empresa: a Política de Gestão de Riscos (PDG-COA-008) e a Política de Controles Internos da Gestão e de Conformidade (PDG-COA-009) formando um ambiente Integro e propício à gestão da boa Governança, com controle dos Riscos a partir da eficiência, eficácia e da segurança corporativa.

A Política de Integridade está intrinsicamente ligada aos valores preconizados em nosso Planejamento Estratégico Institucional, assim como serve como instrumento catalisador para o cumprimento de nossa missão e o atingimento de nossa visão de longo prazo, e a observância de nossos objetivos e iniciativas estratégicas relacionadas à governança. O domumento já está  disponível neste link.


Política de INtegridade.png


Notícias Relacionadas

EPE, ONS e ANEEL divulgam Nota Técnica com Margens de Capacidade para Escoamento de Energia Elétrica para o Leilão de Energia Nova A-4 de 2020.

27/03/2020 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE divulga a Nota Técnica 25/2020, do Operador Nacional do Sistema (ONS), contendo os quantitativos da capacidade de escoamento de energia elétrica de todos os barramentos da Rede Básica, DIT (Demais Instalações de Transmissão) e ICG (Instalações Compartilhadas de Geração) indicados pelos empreendedores no Sistema AEGE no ato do cadastramento do Leilão de Energia Nova A-4 de 2020.

Impactado pela Covid-19, consumo de energia deve cair 0,9% em 2020

27/03/2020 - A Empresa de Pesquisa Energética – EPE, em conjunto com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE e o Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS, divulga nesta sexta-feira, os dados da 1ª Revisão Quadrimestral de Carga de 2020 para o Planejamento Anual da Operação Energética – período 2020-2024. Impactado pelas medidas de contenção da Covid-19, o consumo de energia elétrica deve cair 0,9% no ano. A previsão anterior era crescer 4,2%.

Avaliação dos Benefícios Econômicos da Antecipação da Interligação dos Sistemas Isolados do Pará

27/03/2020 - A EPE publica estudo comparativo entre os custos de suprimento a 12 sistemas isoladas do Pará, avaliando os custos da geração local por termelétricas a diesel versus os custos da interligação dessas localidades ao SIN, por meio de redes de distribuição. A análise foi realizada com base na redução dos dispêndios futuros da Conta de Consumo de Combustíveis – CCC.

EPE publica Boletim Anual de Transmissão 2019

26/03/2020 - A EPE realizou análises técnico-econômicas e socioambientais que resultaram na recomendação de diversos novos empreendimentos de transmissão de eletricidade. Essas instalações irão agregar maior confiabilidade ao Sistema Interligado Nacional, aumentando a qualidade no atendimento elétrico aos consumidores brasileiros

Estudo sobre o Aproveitamento do Gás Natural do Pré Sal.

25/03/2020 - A publicação tem como foco o aumento do aproveitamento e da participação do gás natural do Pré-Sal na matriz energética do país, em linha com as diretrizes estabelecidas nas Resoluções nºs 10/2016, 17/2017 e 16/2019 do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), assim como as diretrizes estabelecidas no Programa Novo Mercado de Gás.