Aprovação da Política de Integridade da EPE

O Conselho de Administração da EPE aprovou no dia 30 de outubro de 2018 a Política de Integridade da Empresa, por meio da DCA nº 02/168ª. A Política de Integridade firma a compreensão, conceito e diretrizes do exercício moral e ético de todos na empresa.

A Política de Integridade, a partir do compromisso assumido de todos, reforça o modus operandis de uma empresa forte, solidária e dinâmica. Trata-se do propósito de sermos a melhor referência no ato de subsídio ao planejamento energético do país, o que acaba por reforçar o nosso papel estratégico de empresa de Estado. Esse importante instrumento normativo corrobora no cumprimento de diversos dispositivos legais, dentre eles: 1) Lei 13.303, de 30 de junho de 2016; 2) Decreto 8.945, de 27 de dezembro de 2016; 3) Resolução CGPAR de nº 18, de 10 de maio de 2016; 4) Instrução Normativa Conjunta nº 1 do Ministério do Planejamento/CGU, de 10 de maio de 2016; 5) Lei nº 12.846 de 01 de agosto de 2013 e 6) Decreto nº 8.420 de 18 de março de 2015.

O compromisso com a Integridade não visa apenas atender aos requisitos legais, mas o de defender a empresa e de estabelecer um novo marco de responsabilidade com a Política Energética do país e, principalmente, com o cidadão, que conta com a nossa responsabilidade e desempenho técnico e ético.

Assim, reforçaremos as Políticas já aprovadas na empresa: a Política de Gestão de Riscos (PDG-COA-008) e a Política de Controles Internos da Gestão e de Conformidade (PDG-COA-009) formando um ambiente Integro e propício à gestão da boa Governança, com controle dos Riscos a partir da eficiência, eficácia e da segurança corporativa.

A Política de Integridade está intrinsicamente ligada aos valores preconizados em nosso Planejamento Estratégico Institucional, assim como serve como instrumento catalisador para o cumprimento de nossa missão e o atingimento de nossa visão de longo prazo, e a observância de nossos objetivos e iniciativas estratégicas relacionadas à governança. O domumento já está  disponível neste link.


Política de INtegridade.png


Notícias Relacionadas

EPE publica Boletim Trimestral de Energia Eólica

12/11/2019 - A Empresa de Pesquisa Energética publica o Boletim Trimestral de Energia Eólica, que registra um histórico de mais de 7 anos, iniciado em janeiro de 2012, da disponibilidade mensal da energia primária (índice de energia) e do potencial de transformação dessa energia em energia elétrica (índice de produção) de três “bacias” eólicas brasileiras que congregam os Estados do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Bahia e Pernambuco.

EPE publica Plano Indicativo de Processamento e Escoamento de Gás Natural - PIPE

07/11/2019 - O Plano Indicativo de Processamento e Escoamento de Gás Natural - PIPE tem como objetivo apresentar os projetos de gasodutos de escoamento e unidades de processamento de gás natural (UPGNs) previstos para construção e entrada em operação no Brasil, além dos projetos que podem vir a ser implementados nos próximos anos no País, de forma indicativa.

Termelétricas a biomassa nos leilões de energia: EPE publica estudo sobre as características técnicas dos empreendimentos e resultados dos últimos leilões

05/11/2019 - A Empresa de Pesquisa Energética – EPE publica Nota Técnica retratando o perfil dos projetos termelétricos a biomassa nos leilões de energia no Brasil eólicos no Brasil, a partir dos dados consolidados dos projetos cadastrados na EPE para participação nos leilões de energia.

Workshop “O Leilão de Transmissão 002/2019 e os Estudos de Planejamento"

04/11/2019 - O objetivo do evento foi apresentar os aspectos técnico-econômicos e socioambientais dos empreendimentos que compõem os lotes do Leilão de Transmissão 002/2019, a ser realizado em dezembro.

Seminário EPE: Petróleo, Gás e Biocombustíveis – Cenário Decenal

04/11/2019 - Para ser um diálogo aberto com a sociedade, a EPE convida todos para o Seminário a ser realizado no dia 5 de dezembro, conforme agenda abaixo. Vagas limitadas!