PSR deve entregar até junho estudos sobre custos de fontes de geração

Workshop reuniu agentes do setor. Resultado vai contribuir para balizar EPE em estudos futuros

PEDRO AURÉLIO TEIXEIRA, DA AGÊNCIA CANALENERGIA

O estudo sobre os reais custos e benefícios das fontes de geração de energia elétrica no Brasil, que está sendo feito pela PSR, deve ficar pronto em junho. Na última terça-feira, 3 de abril, foi realizado na sede da Empresa de Pesquisa Energética, no Rio de Janeiro (RJ), um Workshop em parceria com o Instituto Escolhas e o Instituto Clima e Sociedade, em que foram apresentados os resultados parciais do estudo. O resultado vai auxiliar na preparação da EPE para a elaboração de estudos de sistemas futuros. “Ele traz elementos para o aperfeiçoamento da discussão do processo de estudos de planejamento”, afirma Luiz Augusto Barroso, presidente da EPE.

“O objetivo do estudo é revelar para a sociedade qual o custo final de todas as fontes. Não estamos entrando no mérito se ele é correto ou não, só estamos externalizando de modo transparente o custo total”, explica Bernardo Bezerra, diretor da PSR que participa do estudo e que o apresentou no Workshop. Embora o estudo ainda não tenha sido finalizado, já há sinalizações que causaram certa surpresa. Bezerra conta que a valoração da ordem de grandeza da inércia foi uma delas. Para ele, a ideia era que o valor fosse maior, mas ele não é tão grande quanto o que está sendo identificado.

Outro ponto que o diretor da PSR citou foi o do atributo da modulação, que não estaria sendo muito precificado de acordo com a base de dados usada pela PSR. Bezerra explica que isso acontece pelo fato de haver muitas hidrelétricas no sistema do Brasil. “As próprias UHEs estão prestando o serviço de fazer modulação ao longo do dia da produção de energia eólica e solar e também do atendimento da carga horária”, avisa o diretor da PSR, que considerou o estudo uma ótima oportunidade para se debruçar em temas específicos e técnicos. A análise de itens como Capex & Opex; Serviços de geração, Custos de Infraestrutura e Subsídios e Incentivos também estão inseridos no estudo.

O evento contou com a presença de agentes que representavam as mais variadas associações, empresas e instituições do setor, que questionaram aspectos do estudo que abordavam as suas fontes. Barroso aprovou o debate, frisando que a discussão qualificada está em linha com os objetivos da EPE e do Ministério de Minas e Energia.


Fonte: Agência CanalEnergia


Notícias Relacionadas

Informe Técnico: Terminais de Regaseificação de GNL nos Portos Brasileiros - Panorama dos Principais Projetos e Estudos

20/04/2018 - O informe apresenta as principais características técnicas e os graus de maturidade dos estudos e projetos de terminais de regaseificação de gás natural liquefeito (GNL) no litoral brasileiro, consolidando as informações divulgadas nos sítios eletrônicos das empresas envolvidas, em eventos do setor de energia e na mídia especializada.

Leilão A-6 de 2018: EPE disponibiliza Informe Técnico sobre Preços de Referência dos Combustíveis para as Usinas Termelétricas

20/04/2018 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE disponibiliza, no link abaixo, o Informe Técnico com as referências de preços de combustíveis para o Leilão de Energia A-6/2018. O Informe Técnico nº 032/2018 apresenta as informações que subsidiam a determinação do Custo Variável Unitário (CVU), que será utilizado na definição da Garantia Física (GF), dos valores esperados do Custo Variável da Operação (COP) e do Custo Econômico de Curto Prazo (CEC) dos projetos termelétricos, com vistas à participação no referido certame. O Informe Técnico também apresenta a metodologia que será utilizada na determinação da parcela da Receita Fixa (RF) inicial vinculada ao custo do combustível na geração de energia inflexível.

Em nova publicação, o JornalCana destaca informações da EPE em diversas matérias.

18/04/2018 - Na edição 291 de abril/2018, informações e estudos da EPE estão em temas de destaque nas diversas matérias publicadas.

EPE participa da 3ª Reunião do Comitê RenovaBio

18/04/2018 - O Presidente em Exercício e Diretor de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, José Mauro Coelho, o Consultor Técnico da Área de Biocombustíveis, Rafael Barros Araujo e os Analistas de Pesquisa Energética, Kriseida Alekseev (SPT/DPG) e Dan Abensur Gandelman (DEE/SGE), compareceram no Ministério de Minas e Energia, nessa quarta-feira (18/04), para participar da 3ª Reunião do Comitê RenovaBio.

EPE publica revisão das Instruções para Cadastramento e Habilitação Técnica de Empreendimentos Termelétricos

16/04/2018 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE publicou revisão das Instruções para Solicitação de Cadastramento e Habilitação Técnica com vistas à participação nos Leilões de Energia Elétrica para empreendimentos Termelétricos. A nova versão traz atualizações e alterações necessárias para melhoria do processo de Habilitação Técnica.